Botsuraku Yotei Webnovel 09

Posted




Capítulo 09

— Essa fruta chamada laranja mandarim é realmente deliciosa.
Quando o inverno chegou, Lahsa veio para uma visita. O clima estava frio, então estávamos comendo laranjas de frente para a lareira.
— Estou feliz que consegui produzi-las para a colheita de inverno. Também fiz os preparativos para que elas aparecessem no mercado.
— E como foi que você criou esta laranja mandarim?
— Eu criei a semente com magia. Depois disso, foi só plantar ela no solo e cultivar normalmente.
— Uma semente com magia... Como esperado de você, aniki.
Lahsa estava bastante excitado enquanto comia. Eu prefiro comer aos pedaços, mas ele preferiu colocá-la inteiramente na boca, fazendo uma face adorável, com as bochechas infladas. Como era divertido olhar isso, não falei nada.
— Aniki, você irá entrar na academia Elenowar em breve, certo?
— Nn, finalmente é tempo.
— Está infeliz com isso?
— Posso chamar assim? Assustado talvez? Não sei se realmente entendo o que estou sentindo.
— Se for o aniki, tudo vai ficar bem. De qualquer forma, meu irmão Arc também estará ingressando.
— Pois é.
— Além disso a filha do primeiro ministro, Eliza-san, também estará entrando.
— Sim.
Eu também sabia disso. Afinal, esta pessoa seria minha futura esposa.
— Ouvi dizer que esse ano, um plebeu conseguiu passar no exame. É a primeira vez em mais de 10 anos. Por causa de nossa linhagem nobre, recebemos passe livre para a academia, mas para os plebeus, a grande barreira é o exame de entrada. Esta deve ser uma pessoa bastante habilidosa. Se não me engano seu nome era...
— Iris Palala.
— Exatamente, Iris-san. Aniki já sabia, hein?
— Sim, a bastante tempo~.
— Há inclusive outras crianças de várias famílias influentes. Alguns grupos andam nos chamando de Geração de Ouro.
— Mais importante, me sinto ansioso em deixar o território. Me pergunto se ficará tudo bem nas mãos do meu pai.
— Tenho certeza que sim. As pessoas do território Helan são bastante independentes e saberão como ajudar o Toral-san.
— Seria ótimo se esse fosse o caso. — Acho que deixarei Lotson-san cuidar das coisas por enquanto.
— Aniki, você está se preocupando atoa. Com o seu talento, certamente irá ter uma vida plena na academia Elenowar.
Lahsa dizia esse tipo de coisa de maneira natural e franca. Isto me fazia querer adotar ele como meu irmãozinho de verdade.
— É verdade. As laranjas mandarim acabaram, vou pegar mais algumas.
— Ah, eu vou junto.
— Uu-, tão frio.
— Sim, está muito frio.
— Quando for verão, venha para o território Helan outra vez. Irei lhe servir uma fruta chamada melancia.
— Claro! Estarei ansioso por isso.
Nós dois fomos pegar laranjas enquanto dividíamos o mesmo agasalho. Mais um dia comum no frio do inverno.
No momento em que a neve começou a derreter, o território voltou a respirar. Um mês antes do início das aulas, decidi deixar Helan.
De onde eu estava até a academia devia levar quatro ou cinco dias de carruagem. Ela ficava em uma região remota, a fim de que os estudantes pudessem devotar-se por completo aos seus estudos.
Estaria tudo bem chegar uma semana antes de iniciar as aulas para os testes de afinidade, mas caso chegasse em cima da hora, uma longa fila se formaria nas proximidades da academia. A razão de minha partida antecipada era justamente por causa dessa fila e também porque poderia me acostumar com o ambiente ao redor.
— Kururi-chan, você ficou tão bonito.
Minha mãe enxugava as lágrimas enquanto assistia ao seu filho partir.
— Kururi, dedique seu coração aos seus estudos, deixe tudo sobre o território nas mãos de seu pai.
Meu pai bateu em seu peito, mas nada me preocupava mais do que isso.
— Bem, estou indo.
Terminei minhas despedidas ao mínimo e entrei na carruagem. Falei com o servo e o cavalo foi estimulado a sair.
Dormitórios eram usados na academia. Desde que a escola e as refeições seriam pagas pelo país, quase não havia necessidade para gastar seu próprio dinheiro. Mesmo assim, todos os nobres levavam uma enorme quantia, pelo bem de manter as aparências.
Eu também estava carregando uma boa quantia. Não era minha intenção carregar esse tanto, mas acabei me preparando para alguma emergência.
Além disso, se houvesse algo que eu quisesse comprar ou caso precise socializar com alguém, dinheiro sempre seria necessário.
Como os alunos sempre poderiam retornar para seus territórios durante as férias de verão e de inverno, eu poderia muito bem repor esse valor nessas horas. Por causa disso, não precisava levar muito.
No entanto, na manhã da partida, a população veio até a mim dizendo: ‘Desde que nós temos ganhado muito ultimamente’ e me forçaram a receber um saco de dinheiro deles. E não foi um montante pequeno.
Tentei recusar, mas meu pai me disse para aceitar isso. Ele parecia mais imponente naquela hora, mas acho que foi apenas imaginação.
Dei meus agradecimentos à população e terminei de me despedir de meus pais, então chegamos no presente momento.
O que me lembra, Lahsa queria me ver partir, mas desde que isso poderia me favorecer acima de seu próprio irmão, o primeiro príncipe, eu recusei. Como esperado, não tenho coragem de enfrentar a realeza.
Peguei diversos livros na biblioteca, visto que a viagem seria de 4 ou 5 dias, então, assim, não ficaria entediado. Além disso, fiz uma pesquisa sobre as áreas turísticas que ficavam pelo caminho, então pretendia ir até elas à medida em que fosse passando. E, inesperadamente, descobri que meu pai fez algumas viagens gourmet pelo local. Ele me entregou um mapa com a localização dos melhores restaurantes.
— Com isso, sua viagem entediante será um pouco mais aproveitável — disse ele.
Foi a primeira vez que meu pai agiu como um pai.
De toda forma, a viagem não estragou meu humor. Enquanto ficava praticamente sem conversar com os servos, apenas olhando a janela, terras desconhecidas foram passando por meus olhos, uma a uma.
Isso foi bastante refrescante. Essas eram as únicas palavras que precisavam ser ditas. Com isso, mesmo se nada acontecesse nos próximos dias, não ficaria entediado.
Devia ter se passado em torno de 5 horas desde que saí de casa.  O sol estava diretamente sobre nós e a atmosfera estava bastante seca, com uma agradável brisa soprando. Em tal situação, um servo chamou-me.
— Kururi-sama.
Nn? Agora que penso nisso, nós devemos chegar em breve no primeiro restaurante que meu pai indicou. Talvez nós já tenhamos chegado? — O que houve?
— Parece que uma jovem está carregando uma enorme bagagem à frente.
Enquanto imaginando que seria algo trivial, coloquei minha cabeça para fora da janela.
A uma certa distância, uma mulher estava sentada em uma sombra. Será que sua condição se debilitou por ficar muito tempo debaixo do sol?
Quando a carruagem se aproximou, sua figura tornou-se mais e mais clara. E, em proporção a isso, meu coração começou a bater mais e mais.

Não havia engano. Aqueles lindos cabelos negros, essas proporções corporais atraentes, essa atmosfera de paz, roupas indubitavelmente combinando com as de um plebeu! Essas características me fizeram ter total certeza. Iris Palala estava sentada bem ali.

Por alguma razão, me escondi dentro da carruagem. Estaria tudo bem se um figurante como eu se encontrasse com a heroína principal?
Não, não posso!
— O que houve, Kururi-sama? — O servo me perguntou.
Talvez sua condição de saúde tenha piorado e ela foi descansar.
Seria realmente certo para mim abandonar uma senhorita desse jeito? É claro que não! Após me resolver, eu respondi.
— Tentarei falar com ela.
— Entendido.
O servo gradualmente reduziu a velocidade da carruagem e parou-a na frente de Iris.
— Posso ajudá-la em algo? — perguntei gentilmente, para evitar assustá-la.
— Estou apenas um pouco cansada da caminhada. Por favor, não precisa se preocupar comigo.
Já que iríamos nos tornar colegas afinal, eu não poderia apenas dizer: ‘Ah sim, adeus!’
— Por acaso você está indo para a Academia Elenowar?
— Sim, é incrível que o senhor tenha percebido.
— Apenas tive essa sensação. Também estou indo até a academia, então, se estiver tudo bem para você, gostaria de acompanhar-me?
— Não, o senhor não precisa se preocupar comigo. Eu irei a pé mesmo. Foi por esta razão que comecei minha jornada tão cedo. Muito obrigada por desviar seu caminho em consideração a mim.
Ir andando, hein? Isso tomará ao menos meio mês. Embora você possa se juntar a um comerciante para conseguir embarcar em sua caravana.
Agora que pensei nisso, no jogo, Iris veio de uma família consideravelmente pobre. Então eu não poderia apenas ignorar isso.
— Por favor, não diga isso. É dito que devemos tratar outros viajantes com compaixão, não é? Meu nome é Kururi Helan. Sou da família do Senhor Feudal do território Helan. — Por hora, tentarei demonstrar que não sou uma pessoa suspeita. Huh, ela ficou quieta.
— Helan...  Por acaso é aquele das fontes termais!? — Iris aproximou-se rapidamente enquanto questionava.
— S-sim. Por acaso você já nos visitou antes?
— Não, mas eu li tanto um artigo de revista sobre as fontes termais cercadas por um jardim de flores, o bastante para abrir um buraco nisso!!! Ah, meu sonho é um dia entrar em uma das fontes de Helan!!!
Depois que eu disse ‘vamos conversar mais sobre as fontes’, ela entrou na carruagem sem a menor resistência.
Você precisaria morar no dormitório da academia, então não importava o quê, acabaria com um monte de bagagem.
Carregando tudo isso durante um mês, hein? Seria difícil mesmo para um homem com bastante confiança em sua força, não seria?
Como imaginei, trazer ela comigo foi a escolha certa. Se tivesse apenas ido embora como ela pediu, eu sofreria com o peso em minha consciência. Fiquei feliz por tê-la convencido.
— Meu sonho é que, no futuro, possa ganhar muito dinheiro para levar meus irmãos, irmãs e meus pais para as fontes cercadas por jardins de flores em Helan! — Ela disse com olhos brilhantes.
— Isto é uma honra. Mas não é necessário esperar tanto tempo por seu sonho. Como colega de classe, eu lhe convido a vir a qualquer hora.
— Isso não é bom. Um sonho é algo que deve ser realizado por si.
— Bem, isso também é verdade.
— Kururi-san também está entrando esse ano, certo? Se não me engano, li que você foi a pessoa que escavou as fontes termais. É uma honra ser colega de tal incrível Senhor Feudal.
— Não, não, não... Eu não sou tão grande assim. — Além disso, você possui o potencial de casar com o príncipe, então você que é uma pessoa incrível.
— Muito obrigada por desviar de seu caminho para convidar uma plebeia como eu a andar em sua carruagem. Definitivamente irei retornar este favor.
— Não se preocupe com isso. Agora não terei que passar 4 dias sozinho, então na verdade você é que está me ajudando. — Irei cobrar este favor quando eu cair em ruína!
— Estava preocupada com quais tipos de pessoas seriam os nobres que frequentam a academia, mas pelas maneiras de Kururi-san, sinto que poderia pensar mais positivamente sobre isso.
— Acho que fiz uma coisa boa. Pois bem, vamos conversar sobre nossas fontes termais.
— Sim, por favor!
Como sempre, seus olhos estavam brilhando. Isto faz com que a conversa seja ainda mais divertida, não faz?
Como eu havia notado por sua silhueta, ela era uma garota muito bonita, mas ficava ainda mais evidente olhando diretamente para seu rosto. Anteriormente eu havia ficado impressionado com a beleza da rainha, mas Iris parecia ainda mais atraente devido sua juventude. Não era nem um pouco estranho o príncipe e outros rapazes lutarem pela atenção desta beldade.
— Você já pode ter lido essa informação da revista, mas as fontes termais de Helan possuem um efeito inigualável em clareamento e embelezamento da pele.
— Entendo, entendo. — Iris estava muito interessada.
— As propriedades das flores fazem isso dessa forma, mas, muito recentemente, algo incrível foi descoberto. Um de nossos excelentes cidadãos, Lotson-san, descobriu que beber da fonte tem um ótimo efeito no corpo.
— Sério!!? É a primeira vez que ouço isso!
— Não é? Isso começou a ganhar popularidade a pouco tempo, então a informação pode chegar em breve a todo o reino. Após isso, o turismo irá crescer e se desenvolver, então o território irá desabrochar e florir!
— Incrível! Talvez fosse melhor se eu não tivesse perguntado. Não consigo controlar minha vontade de ir lá agora!
— Quando você quiser, pode vir. Irei mostrar-lhe a melhor hospitalidade!
— Sim! Muito obrigada!
Nós conversamos sobre fontes infinitamente, sempre excitados. Acidentalmente fiquei cheio de mim e vangloriei-me sobre o território, mas ela ouviu tudo atentamente.
Como imaginei, a mulher pela qual o príncipe se apaixonaria estava em um calibre totalmente diferente!
— Kururi-sama, seremos capazes de ver o restaurante recomendado por Toral-sama em alguns instantes. — Um servo interrompeu a nossa conversa abruptamente.
— Então nós já chegamos, hein?
Eu perdi a noção do tempo enquanto conversava com Iris. Fui capaz de aprender o verdadeiro benefício de viajar com um parceiro.
— Iris, vamos sair da carruagem por um instante e almoçar. É um restaurante recomendado por meu pai, então a comida deve ser deliciosa.
— Ah, não, eu não tenho muito dinheiro comigo. Além disso, estou carregando bastante comida para chegar até a academia.
— É claro que irei pagar sua porção. Venha, venha, por favor escute meu orgulhoso discurso sobre o território enquanto comemos. Isto é retribuição o bastante pela refeição.
— Não, muito obrigada. Fico muito agradecida por me permitir entrar em sua carruagem, não posso deixá-lo ir tão longe quanto me oferecer alimento também. Assim, meu débito será tão grande que nunca poderei lhe pagar!
Eu ri um pouco disso. Este senso de valor é que faria o príncipe e os outros se apaixonarem por ela, hein? Se um dia me apaixonasse por uma garota, tomaria isso como referência.
— Vamos indo.
— Não, está tudo bem.
Nós ficamos nessa discussão durante algum tempo. Se é para ser assim, vamos apenas dizer isso. Será que eu deveria dizer?
Bem, este encontro em si já é algo bem irregular. Então irei fazer como quiser!
— Não há o que ser feito. Eu tenho algo importante a falar com você. É algo que direi somente aqui, então espero que não espalhe isso para ninguém.
— Eh? O que? Por que assim tão de repente?
Devido à mudança em meu comportamento, Iris fez uma expressão ansiosa.
— Sua vida na academia pode acabar não sendo algo prazeroso. É apenas uma possibilidade, mas você irá experimentar muitas formas de discriminação.
— Sim, eu já havia pensado nisso. Mas me decidi que não irei desistir e farei o meu melhor. Afinal, meu objetivo é encontrar um bom trabalho que possa sustentar minha família.
Wow! Mas que menina de ouro! — E a pessoa que terá maior discriminação contra você será... Uma bruxa de cabelos azuis, eu acho.
— Você acha?
— Não, bem... Aquela pessoa tem uma forte discriminação contra plebeus em geral, então acho que suas ações contra você serão bem desagradáveis. Aquela pessoa atualmente é...
— Atualmente?
— Uma pessoa com a qual não posso dizer meu relacionamento agora... Mas, resumindo, irá causar um monte de problemas para você, então irei lhe compensar por tudo o que ela lhe fizer! Afinal, é dito que todo o dano que aqueles próximos a você fizerem, você precisa tomar responsabilidade por isso, certo? Então, por favor, deixe-me trata-la da melhor forma possível até lá!
— Hmm, esse é um argumento muito vago. E eu não consegui entender realmente bem.
— De qualquer forma, vamos comer!
— Eu não irei. Se continuar me aproveitando de Kururi-san, nunca mais serei capaz de encará-lo de frente.
— Você ficará bem! — Eu tentei puxar a mão de Iris com toda minha força.
— Eu não irei! — Ela resistiu fanaticamente.
— Aproveitar uma refeição deliciosa enquanto Iris-san apenas come comida seca. Algo como isso nunca deixará a viagem agradável, não é?
— Estou bem. Você já me ajudou muito!
— Vocês dois, apressem-se e vão. — A voz calma do servo botou fim à nossa guerra.
— Tudo bem, vamos indo.
— O QUE! ISSO É REALMENTE DELICIOSO, TOU-SAN! — Me desculpe por duvidar do senhor, Pai!

Se você gostou deste capítulo, CLIQUE AQUI, solucione o Captcha e aguarde

por 5 segundos, assim estará apoiando a Anime X Novel!






Share on Google+

Faça uma busca aqui por mais Novels e Mangás em nossos Sites Parceiros!

You Might Also Like

Comment Now

0 comentários