Death March Web Novel Online Capítulo 5-8

Posted
Publicidade



Death March Web Novel Online 5-8

[Sombras Perseguidoras]


Web Novel Death March Kara Hajimaru Isekai Kyousoukyoku / Death March To The Parallel World Rhapsody Ilustração Arco 5

Satou aqui. É ótimo ter ferramentas úteis a disposição, mas depender muito delas podem te fazer incapaz de perceber os problemas com seus próprios olhos, levando a erros que nem imaginamos. Isso acontece no seu dia a dia, no trabalho e, claro, em outro mundo.

 

◇◇◇

 

Assim que o turno de Liza estava para acabar, três inimigos apareceram no meu [Mapa].  De acordo com o [AR] eles se chamavam [Sombras Perseguidoras], um monstro que eu não tinha visto ainda e, pressionei o ícone de detalhamento.

O level deles era 12, possuindo [Bloqueio Parcial de Dano Físico], [Dreno de Estamina] como habilidades raciais. Se eu não tivesse meios de lidar com isso, eles seriam então inimigos formidáveis.

Embora não se tratasse de mortos-vivos, a velocidade com que se locomoviam era realmente baixa, o que faria com que demorassem ainda uma hora até chegar ao acampamento. Elas provavelmente haviam usado algum transporte para se locomover antes de chegarem ao alcance do meu [Radar].

Enquanto aguardava, selecionei diversos ícones relacionados a batalha para serem exibidos na tela do [Menu]. Foi então que percebi alguma coisa pressionando o meu peito fazia um tempo e, quando olhei para baixo, eram Pochi e Tama que tinham subido em mim enquanto dormiam.

Eu cuidadosamente coloquei o meu lençol sobre elas enquanto me levantava sem querer acordá-las.

— Ara? Saindo para uma visitinha noturna na minha cama, Mestre?

— O senhor não está conseguindo dormir, mestre?

Arisa, que por algum motivo estava sendo carregada sob um dos braços de Liza, foi a primeira a falar comigo. Depois dela foi a Liza, com um tom de voz cansado, sem qualquer vitalidade por trás dele. Talvez fosse melhor deixa-las descansar um pouco antes da chegada dos inimigos.

— Vocês duas podem ir dormir. Eu irei substituí-las.

— Tem certeza? Não era para ser a Tama e a Pochi logo em seguida?

— Vou pedir para as duas ficarem com a Lulu perto do amanhecer.

Arisa desceu do braço da Liza e veio para cima de mim dizendo “Me deixa dormir no seu colo~”, mas eu imediatamente a rolei para o lado de onde a Lulu estava dormindo. Ela provavelmente estava cansada também e por isso caiu de imediato no sono, usando a irmã como travesseiro.

O rosto da Lulu dormindo fazendo caretas enquanto a Arisa se esfregava na barriga dela era tão atraente que eu quase pensei em fazer uma besteira, mas eu me contive e coloquei a cabeça de volta no lugar.

Rudy: Satou é um monstro sádico que sente tesão pelo sofrimento e se apaixona por mulheres angustiadas ou em situações decadentes.

Eu continuei observando o mapa enquanto adicionava gravetos à fogueira. Ainda levaria cerca de cinquenta minutos até que os inimigos chegassem e, desde a hora em que os detectei, o número não tinha se alterado.

— Estou com um pouco de sede...

Quando pensei nisso em voz alta, vi que Mia tinha acordado e estava com um braço esticado, segurando um copo com água. Eu aceitei o copo e ela se sentou ao meu lado enquanto bebia.

— [Por quê?]

Uma pequena voz saiu de seus lábios. Aparentemente, não era um simples monólogo.

— [Porque estou te protegendo do mago?]

— [N.]

— [Sendo bem sincero, não tenho qualquer motivo em especial.]

Ela ficou em silencio com um olhar insatisfeito no seu rosto.

— [Perigoso.]

— [É o que parece, considerando o número de monstros hoje cedo.]

— [Mize e todos... morreram.]

Pensando bem, qual a relação entre os Elfos e os Ratkins?

— [De você conhecia o capacete vermelho?]

— [Floresta.]

— [Da floresta Boruenan?]

— [Sim.]

Juntando pouco a pouco as palavras da Mia, por volta de dez anos atrás, o capacete vermelho tinha sido salvo de goblins pelos pais dela do lado de fora da floresta. Ele então, ficou na casa deles por um tempo aprendendo diversas coisas com os elfos e assim os dois se tornaram conhecidos.

O tal capacete era um produto de Mithril que ele tinha recebido dos pais delas.

Então existe mithril nesse mundo, hein?

Talvez fosse por isso que ele chamava a Mia de princesa.

— [Você foi atacado pelo mago quando estava visitando a vila onde o Mize-san viva?]

— [Não.]

Depois de explorar diversos ângulos, finalmente consegui ter um entendimento aproximado da situação. Aparentemente, a Mia foi sequestrada ainda na floresta e mantida refém no labirinto. Ele a forçou a se tornar a [Mestra do Labirinto] através de um [Contrato] e, embora tivesse ganhado o título de mestra, quem controlava o labirinto na verdade era o próprio mago. Tudo que ela fazia era ser obrigada a se sentar na [Sala do Mestre] durante metade do tempo. Ainda de acordo com a Mia, quando ela não estava sentada numa espécie de trono, na sala do mestre, o movimento do labirinto seria fraco, como se ela fosse uma espécie de chave ou catalizador para acessar toda a potência do sistema.

— [Então o Mize-san foi atrás de você no labirinto?]

— [Coincidência.] — Ela balançou a cabeça para os lados, em negação.

Quando pedi por mais detalhes, ela falou que executou um comando secreto de fuga emergencial no [Núcleo do Labirinto] quando teve uma oportunidade. 

Eu disse “Você conhecia bem o sistema” e ela me respondeu “Em élfico”. Talvez ela tivesse achado um ícone secreto no painel com a descrição na língua dos elfos ou coisa parecida. E então, quando ela escapou, foi para uma vila Ratkin nas proximidades do labirinto, onde encontrou por coincidência o capacete vermelho.

— [A vila foi incendiada por minha causa...] — Ela disse com pesar.

Eu a abracei e lhe respondi “Não foi sua culpa”. Em momentos assim, qualquer pessoa gostaria de ser consolada, mesmo que fossem apenas palavras.

Os lacaios do mago que vieram atrás da Mia colocaram fogo na vila como exemplo e, durante o contra-ataque, o capacete vermelho conseguiu executar todos eles, porém não sem derramamento de sangue da própria vila. Ficou difícil para a Mia continuar com eles, então o capacete vermelho juntou seus homens e partiram para a cidade de Seryuu onde morava um elfo conhecido de Mia.

Rudy: Esses subordinados seriam algumas das irmãs da Nana?

No entanto, quando desciam a montanha...

— [Emboscada.]

— [Foram as formigas?]

— [N.]

A partir deste ponto, nós já sabíamos o que tinha acontecido.

 

 

◇◇◇

 

Enquanto conversávamos, as Sombras Perseguidoras pararam no local onde as formigas voadoras foram dizimadas pela habilidade única da Arisa mais cedo a tarde.

Preciso acordar todo mundo.

Eu acordei a Pochi ao mesmo tempo em que fornecia poder mágico a na Chapa de Aquecimento.

— Pochi.

Ela estava dormindo junto da Tama encolhidas como uma bola, mas assim que a chamei, as orelhas dela tremeram duas vezes. Logo em seguida, Pochi levantou esfregando os olhos, parecendo ainda sonolenta.

— Unyu~? Comida?

— Ainda não. Eu captei alguma coisa vindo da floresta, por isso vou acordar todo mudno.

De todos os membros, ela foi a mais fácil de acordar. Por outro lado, Liza foi quem demonstrou ser a mais resistente em ficar de pé.

Rudy: Satou seu monstro sem coração. A Liza-tan estava super cansada do dia e ainda foi a última a ir dormir por causa da vigília.

— Ainda está escuro, mas é hora de acordar, nodesu~

Pochi pisou na barriga de Tama e cutucou a cabeça da Arisa com um graveto par acordá-las. Lulu despertou assim que ouviu a voz dela.

— Liza, acorda também, nodesu!

O corpo dela virou para um lado e para o outro com o chacoalhar de Pochi, mas Liza apenas deu um pequeno gemido e continuou dormindo. Tama subiu na barrigada dela para ajudar também, mas Liza agarrou as duas enquanto ainda dormia para usá-las como travesseiros de corpo.

— Mugyu, desu!

— Acorada~?

 Pelo visto as duas ficariam imobilizadas até que ela acordasse.

Arisa veio bocejando até a fogueira com sua boca bem aberta. Em contraste, Lulu, colocou a mão delicadamente na frente da boca, bocejando de uma maneira extremamente adorável.

Como pode haver tanta diferença de Poder Feminino (Girls Power) entre as duas?

— Fuwa~ inimigos?

— Sim, ainda estão um pouco longe, mas tem pelo menos três deles.

— Pela sua calma, não parecem muita coisa.

Decidi então contar para o grupo as informações que eu tinha.

— Não se trata de mortos-vivos, certo? Então não ser moleza com a minha magia psíquica.

Quando ela chegou na fogueira e viu a Mia sentada comigo, Arisa fez uma careta exagerada abrindo bem os olhos e dizendo “Mas que menina temível!”.

Isso foi referência a alguma coisa?

— Ei, se queria colocar as mãos em alguém, era só ter falado comigo!

— Para de dizer besteira. Eu só estava perguntando sobre as circunstâncias.

— A é? Então por que diabos ela está agarradinha no seu braço!

Agora que ela falou, eu não tinha nem percebido. Quando liguei o aquecedor, pensei que tivesse me separado dela.

Talvez como eu já estava acostumado com a Tama e a Pochi me abraçando, nem tenha me tocado que era outra pessoa se inclinando em mim.

Quando Arisa trouxe o  assunto a tona, Mia soltou a minha mão que estava agarrada a ela.

— Errado.

— Ela está dizendo que foi imaginação sua.

— Tá achando que sou cega? Acabei de ver ela te soltando agorinha!

— Impressão.

— Ela está dizendo que foi impressão sua. Olha Arisa, se você é uma adulta, pare de se estressar com qualquer coisinha.

— Gunununu....

Eu aceitei o chá que a Lulu me ofereceu e me sentei. Em seguida, Mia recebeu a xícara dela e veio sentar ao meu lado.

Será que eu estou pensando demais também?

— Liza acordou, nanodesu.

— Nya, a cauda de Tama doi~

Depois que as duas meninas passaram foi a vez de Liza se juntar a gente logo atrás delas.

Talvez, Tama e Pochi não gostassem de chá. O mais estranho era que a Tama parecia não ter problema em beber a água ainda fervente. Falando nisso, ela tomou a sopa sem nenhum problema também.

Rudy: Existe um folclore no japão que diz que a pessoa tem “língua de gato” quando ela não aguenta bebidas quentes e precisa ficar assoprando.

— Liza por favor, olhe para mim.

Quando a chamei, os olhos de Liza recuperaram o foco e se voltaram diretamente para mim. Para esconder o seu embaraço, ela manteve a sua expressão serena, apesar de estar com a face completamente vermelha de vergonha.

— B, bom dia, mestre...

— Bom dia, Liza.

Embora não fosse dia ainda.

Estava na hora de todo mundo assumir posição.

— Pessoal, os inimigos estão chegando. Lavem o rosto para acordar e fiquem preparadas.

As meninas começaram a seguir as minhas ordens, exceto pela Tama que, por algum motivo, parecia distraída olhando para cima da árvore. Embora, o meu [Radar] não acusava ninguém naquela direção.

— Alguma coisa de errado, Tama?

— Pássaros estranhos~?

Pássaros?

Agora que ela tinha dito, cerca de 20 corujas estavam aninhadas nas árvores em volta da gente. Uma visão bem assustadora, eu diria.

 

 

◇◇◇

 

As Sombras Perseguidoras finalmente avistaram a chama da fogueira e estavam se aproximando daqui por detrás das árvores das corujas.

As nossas três meninas Beastkin estavam responsáveis pela linha defensiva do meio, enquanto Arisa protegia o flanco direto. Mia e eu ficamos responsáveis pelo flanco esquerdo, com Lulu tomando refúgiu na carruagem, atrás.

Eu ouvi um som de asa vindo por trás.

Serão as corujas?

Quando olhei, realmente era uma das corujas de antes. Ela se destacava das outras pela pluma avermelhada no topo da cabeça e, como o lugar onde pousou foi justamente onde tínhamos enterrado os restos do javali do jantar, ela provavelmente tinha sido atraída pelo cheiro de comida.

Me convencendo disso, voltei meus olhos para frente.

Foi então que um novo ponto vermelho subitamente apareceu no [Radar], indicando a chegada de um novo inimigo. Mais ainda, um inimigo que atacou a queima roupa.






Se gostou deste capítulo, considere acompanhar as atualizações apenas aqui na Anime X Novel! Assim, você estará apoiando a continuação do projeto!

Venha fazer parte também do nosso Canal no Discord e fique sabendo na hora
sempre que houver uma nova atualização! 




Faça uma busca aqui por mais Novels e Mangás em nossos Sites Parceiros!

You Might Also Like

Comment Now

0 comentários