Isekai Maou Light Novel Online 1-1-5

Posted



Isekai Maou Light Novel Online Vol 1

[Capítulo 01: Sendo Invocado]



Personagem Mei da Light Novel Isekai Maou to Shoukan Shoujo no Dorei Majutsu / How NOT To Summon a Demon Lord Cartão Ilustrativo

Parte 5
Eles finalmente chegaram na frente da hospedaria.
Tratava-se de uma construção de pedra localizada entre o portão oeste e a praça central. No meio do caminho, Diablo precisou que Rem e Shera o guiassem, pois enquanto em Cross Reverie existia somente uma hospedaria, esta parte da cidade estava lotada delas. Além disso, as construções sem função específica ou nenhuma relação com as missões disponíveis do jogo, estariam com suas entradas bloqueadas.
No entanto, neste mundo foi diferente. Não somente era possível entrar nelas como também as placas indicativas nas portas foram todas iguais. O padrão arquitetônico foi o de uma estrutura de pedra com dois andares ou mais, um teto triangular e portas de madeira. Sinceramente ele não conseguia diferenciá-las.
“Pensando bem, tinha um jogo de RPG com cenário gráfico tão perfeito que você nem saberia para onde estava indo. Ele foi um dos mais famosos da nova era de jogos 3D.”
Poderia ser mais difícil não se perder do que usar magia nesse mundo... se ao menos ele tivesse disponível a função de mapeamento ou algo parecido...
Ignorando estes pensamentos, Diablo aproximou-se da porta de madeira, agarrou a maçaneta de metal e a abriu. Já fazia um bom tempo que ele não visitava a hospedaria. Desde que customizou o Labirinto em seu espaço pessoal, ele raramente sairia.
De volta ao jogo, as hospedarias não serviriam apenas para recuperar o HP e o MP dos jogadores. No primeiro andar funcionaria o bar, onde seria possível reunir informações com os NPCs ou socializar com outros jogadores.
A primeira coisa a se fazer era ir até a balconista na recepção.
Lá, uma jovem garota Panteriana com orelhas de gato amareladas — bem, tecnicamente eram orelhas de pantera — pode ser encontrada. Sua fisionomia foi a mesma de um NPC que ele se lembrava.
Com cabelos castanhos até a altura dos ombros, a garota deu um sorriso para eles que ia de orelha a orelha.
— Bem-vindos, bem-vindos! Eu sou a garota propaganda da Hospedaria [Alívio],  Mei-chan~ ♪ Kyaha!
“Ahh, então é do mesmo jeito que no jogo.”
Ele não sabia se aquilo era motivo de alívio ou de espanto. Ao que parecia esta garota agia assim mesmo neste mundo já que Rem e Shera conversaram com ela como se nada tivesse acontecido.
— ...Tudo bem se eu alugar mais um quarto?
— Rem-chan, seja bem-vinda de volta~ Deu tudo certo com a sua invocação?
— ...Bem... ao menos a parte da convocação...
Rem estava escondendo com as mãos o colar em seu pescoço.
A recepcionista olhou para ela com uma expressão confusa.
— Aconteceu alguma coisa?
— ...Não, nada de importante... Mais importante, preciso de um quarto extra.
Um quarto extra... deve ser para mim, certo?
Diablo se sentia mal por ter que ficar dependendo daquela garota, por isso pensou em ao menos pagar pelo seu próprio quarto, mas ele não estava certo se poderia pagar por aquilo. Para início de conversa, onde tinha ido parar o seu dinheiro?
No jogo, teria uma janela no lado direito da tela onde apenas exibiria a soma que ele possuía. Não se tratava de um item que precisasse ser carregado. Ele também não tinha uma bolsa de couro que pudesse carregar moedas e, não importava o quanto procurasse em suas roupas, nada que se parecesse com uma carteira apareceria.
A moeda usada em Cross Reveria era chamada “Forun” e seria subdividida em moedas de bronze, prata e ouro, no entanto... Não importava o quão diferente fosse nesse mundo, certamente as pessoas comuns não usariam moedas de ouro no seu dia-a-dia. Muito provavelmente estariam usando bronze ou prata, mas até agora ainda não encontrou nenhuma nos seus bolsos.
“Isso quer dizer que... eu estou completamente duro agora?”
Se não houver escolha, ele poderia vender seus equipamentos ou algum item para conseguir algum dinheiro, mas se puder trabalhar como aventureiro, alguém tão forte quanto ele conseguiria facilmente aumentar as suas finanças...
A recepcionista inclinou a cabeça para o lado.
— Outro quarto? Para ali atrás? Ei, senhor! Eu sou a garota propaganda desta...!
— COM LICENÇA!
De repente, Shera aumentou sua voz.
Apesar de ficar surpresa, a garota ainda conseguiu responder com um sorriso.
— Ah, se não é você, Shera-chan ! Posso ajudar em alguma coisa? Se quiser a chave de mais um quarto, posso lhe dar uma agorinha mesmo~♪
— Err, hmm... Eu... Tudo bem se mais alguém dormir comigo no meu quarto?
O rosto dela estava completamente vermelho.
EH? ELA FALA DE MIM???
Foi nesse momento que Diablo deu passo para trás.
— E-EI! VOCÊ NÃO ESTÁ ME DIZENDO PARA DIVIDIR O QUARTO COM ALGUÉM COMO VOCÊ, ESTÁ!?
Na verdade, o que estava passando pela cabeça dele foi “Se eu tiver que dividir o quarto com uma garota, não vou conseguir pregar o olho a noite toda! Por favor, não faça isso comigo! Você via me matar!”.
Shera rangeu os dentes.
— Mas, mas...! Eu não tenho dinheiro para pagar por dois quartos! E se eu deixar que você fique num quarto alugado pela Rem, vai ser o mesmo que admitir que ela é a sua Invocadora!
Vendo aquela situação, Rem deu um sorriso frio.
— ...Eu sou a única que chamou Diablo para este mundo, então é apenas natural que eu prepare um quarto para ele. Será que agora ficou claro? Vá embora e continue apenas aproveitando da sua pobreza.
— Você está enganada! Fui eu quem invocou ele! O Invocador e sua Invocação devem sempre ficar juntos!
— ...Não, alguém tão incrível quanto o Diablo deve ficar com alguém igualmente incrível e esta seria eu. Então veja, a obrigação de alugar um quarto... não, hoje a noite ele vai ficar comigo!
Era verdade que Diablo não tinha um centavo no bolso, mas o que era essa coisa toda de dividir o mesmo teto com uma garota!?
Como não parecia que iria haver qualquer acordo entre Rem e Shera, a recepcionista bateu palmas para chamar a atenção.
— Ceeeeerto, vamos fazer o seguinte! Nossos três hóspedes aqui vão ocupar o nosso quarto extragrande!
De repente, Shera entrou em pânico.
— O-O quê!? Não, não! Isso seria um problema também! Por que eu tenho de dividir o mesmo quarto que a Rem!?
Enquanto ainda sorrindo, a recepcionista inclinou a cabeça para o lado. O som de “protesto” estava quase visível na frente das duas.
— Be~m, seria um enorme problema para hospedaria se vocês duas começarem uma briga na frente da recepção, não é ? É por isso que estou colocando as meninas levadas para dividir o mesmo quarto~♪
Na hora em que Rem e Shera iam dizer alguma coisa, o sorriso da recepcionista desapareceu.
— Eu vou botar as duas para fora.
Diante da pressão, as duas simplesmente acenaram em silêncio. A recepcionista então voltou a sorrir e ofereceu uma chave para Diablo.
— E aqui vamos nós! Tratem de tentar fazer pouco barulho durante a noite, ok? Esse é um pedido especial, feito pessoalmente por mim, a garota propaganda da hospedaria, estamos entendidos ?
Ele pegou a velha e pesada chave de ferro.
Dividir o quarto com duas garotas...
Foi preciso uma enorme força de vontade para conseguir manter a chave em mãos sem que ninguém o percebesse tremendo.

◇◇◇

Chegando ao segundo andar, uma grande cama tinha sido colocada no quarto deles.
Mas só uma!?
Dentro do jogo, não existia essa distinção entre quartos “extragrandes” ou “quartos pequenos”. além disso o preço da estadia seria fixo, logo o número de diferenças com este mundo estava aumentando.
A cama em si foi composta por uma estrutura de madeira forrada com palha fresca e alguns lençóis por cima.
O cheiro de feno se espalhava pelo quarto.
Aparentemente, as pessoas dormiam assim na época medieval, mas... ele nunca pensou que um dia experimentaria por si mesmo. Ainda mais com duas garotas. Se na noite passada Diablo tivesse dito “amanhã à noite eu vou dormir na mesma cama com uma Panteriana e uma Elfa”, ele iria retrucar na mesma hora “QUE MERDA HÁ DE ERRADO COMIGO!?”.
Sobre a cama, havia apenas um cobertor para os três e, apesar de que ele não achou que iria passar frio com aquilo...
Só um, hein...
Não havia mais nada em termos de móveis no quarto. As janelas foram feitas de tábuas de madeira sem nenhum tipo de vidro, sem um sofá para sentar e e o teto tinha um formato triangular composto por vigas dispostas uma após a outra, num designe antigo que não se via mais nos dias de hoje. Além do mais, a iluminação feita a partir de candelabros pendurados nas paredes dava uma atmosfera gótica ao ambiente.
Era um quarto simples, mas trazia de volta o sentimento de empolgação que Diablo tinha na primeira vez em que viu este tipo de cenário. Todo o caminho desde a entrada da hospedaria até chegar a este quarto, não importava o quanto olhasse, nada o faria se cansar de observar aquilo...
Ainda assim, havia apenas uma cama.
Em pé ao lado dele, Rem e Shera encaravam uma a outra com desgosto.
— …Como foi que acabei tendo de dividir um quarto com você? Se fosse eu sozinha... Não, se apenas com o Diablo... talvez? Não, com todo certeza estaria tudo bem com apenas nós dois!
— Essa fala é minha! Se você não ficasse dizendo essa coisa de ser a Invocadora dele, então a essa hora eu já teria terminado o meu registro como Aventureira!
Todo o tipo de bagagem estava empilhada do lado da cama.
Diablo ficou parado na frente da porta do quarto. Não importava quem ele decidisse apoiar, parecia que em todo caso alguma delas ficaria com raiva ou começaria a chorar, por isso ele precisava agir com cautela.
— …E como Elfa sem nenhum tostão, que não é nem registrada como Aventureira está pensando em pagar a estadia? Dormir lá fora seria muito mais apropriado para alguém como você!
— Eu não consigo nem imaginar como viver sem uma cama! Quanto ao dinheiro… bem, você sabe, eu… pensei em começar juntando aos poucos, mas… as coisas não deram muito certo e…
— …Não via me dizer que você veio para a hospedaria sem ter como pagar, não é?
— EU TENHO SIM! Eu tenho... tenho? Sim, definitivamente… tenho a impressão que sim… Bem, eu trouxe um monte de coisas que pareciam incríveis da sala do tesouro… TAN-TANTO FAZ! VOU COMEÇAR A JUNTAR DINHEIRO A PARTIR DE AGORA! VOU JUNTAR UM MONTÃO DE DINHEIRO COM O DIABLO!
— …Tenho certeza que já lhe falei para não usar o Rei Demônio que EU invoquei como bem quiser!
Essas duas adoram brigar, não é?
Diablo já tinha ficado acostumado com aquilo e, de alguma forma, a briga das duas começou a parecer até mesmo meiga para ele. Na primeira vez, elas tinham apontado suas armas uma para a outra, mas agora a coisa toda não passava de argumentos verbais.
Dito isso, tinha algo que ele queria falar com elas antes que a discussão fosse mais além.
— Ei, vocês duas. Antes de começaram a sua briguinha petulante outra vez, me falem sobre si mesmas.
Por causa das discussões até agora ele aprendeu o nome delas.
A pequena Panteriana com cabelos negros e orelhas de pantera se chamava Rem Galleu. Ela possuía sete [Invocações] e parecia ser uma Invocadora bastante famosa, considerando que algumas pessoas na cidade se referiam a ela com “Sama”.
A Elfa de cabelos dourados e com enormes peitos se chamava Shera L. Greenwood. Embora seja proficiente no uso do Arco ela admirava os [Invocadores] e também parecia que ela vinha de uma casa com grande prestígio.
Isso era tudo o que ele sabia.
Como Diablo estaria vivendo neste mundo quem sabe lá por quanto tempo, ele precisava juntar o máximo de informação possível das duas.
E eu nem sei se um dia vou conseguir voltar para o meu mundo mesmo.
Também não sabia se iria acabar tendo de viver como uma [Invocação] para as duas garotas, mas neste momento, essa era a opção com maior probabilidade.
Por isso era importante confirmar o objetivo delas. No entanto, se acontecesse de ser algo como “Eu quero encontrar um bom lugar para morrer…” ou “Eu quero lutar com gente que seja mais forte do que eu!”, então ele teria de declinar.
Não havia garantias de que existisse um mecanismo de “você perdeu todos os seus pontos de experiência e agora irá retornar ao seu ponto de retorno” em um mundo tão realista como aquele.
— Vocês devem ter alguma razão apropriada para convocarem alguém tão poderoso quanto eu. Digam-me as suas capacidades e o que almejam. Vamos, vocês têm a minha permissão para falar.
— …Posso assumir que essa é a sua forma de dizer que está reconhecendo uma de nós como sua Invocadora?
— Eh? Sério!? Você vai aceitar ser uma Invocação da gente!?
— Dependendo do quão forte vocês sejam e quais os seus objetivos, posso acabar lhes oferecendo a minha ajuda.
Se ele realmente quisesse ficar apenas deitado, rolando na cama, teria de começar a juntar dinheiro então.
Rem foi a primeira a falar, mesmo que ainda nervosa.
— …Permita que eu me apresente novamente. Meu nome é Rem Galleu e a razão pela qual me tornei uma Aventureira foi… porque preciso mostrar continuamente a minha força.
— Mostrar continuamente a sua força?
— …Sim, por questões pessoais.
Rem olhou rapidamente para Shera. Talvez fosse algo difícil de dizer na frente dos outros.
Ela então continuou a falar.
— …De toda forma… preciso ficar forte como Aventureira e meu objetivo final é derrotar o Rei Demônio Krebskrum, destruindo completamente a sua alma.
Caçar o Rei Demônio foi o objetivo mais óbvio para qualquer Aventureiro. Isso é, falando no jogo. No entanto, isso era apenas como se parecia para aqueles que viam de fora. A verdadeira razão pela qual os Aventureiros fariam isso era normalmente por fama e fortuna.
Mas do jeito que está falando parece que ela está bastante séria quanto isso.
Ou então ela estava escondendo o seu real objetivo.
— …Minha especialidade é [Invocação]. Além de um Rei Demônio de outro mundo como você, eu também formei um contrato com outras sete invocações que estão na forma de cristal dentro da minha bolsa.
— Umu, entendo.
Ao que tudo indicava ela estava escondendo várias coisas.
Mas não parece que ela esteja planejando em fazer nada de estúpido. — Foi o que Diablo pensou.
A forma dela de falar parecia intelectual e planejada. O motivo de sua conversar deixar sinais de estar escondendo alguma coisa, foi porque ela parava para pensar em quanta informação poderia revelar de cada vez.
Panterianos supostamente deveria ser um Raça combatente de grande agilidade e, se ela era também uma Invocadora proficiente, isso se dava por causa de seu próprio esforço e mérito.
Diablo não esse tipo de gente e, ainda por cima, muito fofa também.
 O corpo dela era pequeno em estatura, esbelto e bastante flexível, caindo muito bem com o equipamento que ela estava usando, enfatizado em deixar os movimentos mais livres. Panterianos não tinham apenas orelhas felinas, mas também uma longa calda. No caso dela, ganhava ainda mais pontos de charme pela forma como sua calda se revelava por de trás de sua saia…
CALMA AÍ! CALMA AÍ! Não é hora de ficar pensando besteira!
Diablo tentou disfarçar o seu queixo caído pigarreando um pouco.
Parecendo insatisfeita com a situação, Shera abriu a boca em seguida.
— Se você já tem sete deles, então me deixe ao menos ficar com o Diablo!
Rem deu um suspiro.
— …Você é mesmo idiota, não é? Conseguiu cometer dois erros com apenas uma frase. Erro número um: isso já foi dito umas mil vezes, mas Diablo não é uma Invocação. E o erro número dois: Invocações não são algo que possa ser transferido para outra pessoa.
— Mas fui eu quem invocou o Diablo! Você também acha isso, certo!?
Pelo visto a conversa tinha sido tinha sido jogada para ele.
Os olhos de Shera estavam brilhando, quase que como se dizendo “Eu quero que ele concorde comigo!”.
Diablo apontou para Shera com o queixo.
— Você deveria pensar em falar sobre si mesma também. Dependendo da sua resposta, pode ser que eu considere isso.
O rosto de Shera se iluminou como num flash.
— Sério!? Me-meu nome é Shera L. Greenwood! Posso ter o mesmo nome que a família real, mas isso não tem absolutamente a menor importância, tá!?
 Ah, sim. É mesmo.
Ele tinha a sensação que já ter ouvido o nome “Greenwood” antes, na história do jogo. Era como se chamava a floresta onde os Elfos viviam e, pelo visto, neste mundo seria o sobre nome dado aos membros da família real. Havia até mesmo uma missão para salvar a princesa deles e, como nota a mais, não era possível colocar este nome no seu personagem.
Rem se irritou com aquela atitude.
— …Se não importa, então por que você falou em primeiro lugar?
— Ah, é mesmo! Eu tinha me decidido em não sair espalhando! Hmm… será que não tem como vocês fingirem que não ouviram nada?
Embora ela também tivesse dito isso quando eles estavam na [Torre da Estrela Cadente]...
— Como quiser.
— De todo jeito! Certo, agora é o meu objetivo… A minha razão de querer ser uma Aventureira foi porque eu fiquei sem dinheiro e tem um pessoal que está atrás de mim e… Bem, o que eu quero dizer é que, por várias razões, achei que seria bom se eu me tornasse uma pessoa forte. Fora que me sinto meio solitária viajando sozinha… Mas que tenho talento para invocação! Então, o que acha!?
Durante a explicação ela fez uma expressão triste quando pareceu se lembrar de alguma coisa. Apesar de ela não parecer uma pessoa muito boa em planejar as coisas, um de seus pontos positivos era a honestidade.
Por causa disso, ela estava tendo problemas em dar uma explicação já que não conseguia esconder bem os seus segredos, mas Diablo não se importava de ter alguém de personalidade tão radiante em volta.
Assim como Rem, ela estava escondendo algumas coisas e era muito atraente também.
Nas configurações do jogo, Elfos eram conhecidos como, entre todas as Raças, os mais próximos dos Seres Celestiais. Seus cabelos radiantes, peles impecáveis e corpos esbeltos como se tivessem sido modelados como estátuas, cada movimento que faziam trazia consigo o brilho da elegância.
Não apenas isso, Shera se distanciava da imagem tradicional dos Elfos por causa de seu busto macio e estonteante. Apenas a visão daquilo fazia com que todos os pensamentos sobre aventura e segurança, todas as preocupações fossem esquecidas por completo...
CALMA AÍ! CALMA AÍ! Segurança sempre vem em primeiro! Não é hora de ficar pensando besteira! — “Fique frio, fique frio”, Diablo repetiu para si mesmo.
Shera colocou as mãos sobre a cama e se inclinou para mais perto.
— De-de qualquer forma, essa foi a minha auto introdução! Você agora não se importa de ser a minha Invocação, não é!? Não é!?
Como ela estava inclinada na cama, o seu busto tremeu, enfatizando o decote de seus dois grandes… melões.
Na mesma hora o olhar de Rem enrijeceu.
— …Sua trapaceira.
— EH!? Por que isso do nada, Rem!? Eu não menti nem nada!
— …Não quero ouvir uma Elfa gorda, cheia de carne inútil, falando o meu nome tão casualmente.
— QUÊ!? GO-GORDA! Não me chame de Elfa gorda! Eu tenho um nome propriamente, sabia!?
— …A partir de agora eu a nomeio “Elfa Gorda”.
— NÃAAAAAAAAAAAO!!!
As duas estavam quase brigando de novo e Diablo sabia que a culpa era dele por não conseguir escolher uma das duas.
Acho que ainda é muito cedo para alguém como dizer para outra pessoa “Fiquem fortes por si mesmas e parem de depender dos outros”…
Elas ainda estavam escondendo coisas dele, mas provavelmente havia suas razões para isso.
O que é que eu faço agora?
Diablo perguntou para si mesmo enquanto assistia as duas garotas argumentando uma com a outra.

Se gostou deste capítulo, Solucione o nosso CAPTCHA DE DOAÇÃO e aguarde

por 5 segundos, assim estará apoiando a Anime X Novel!



Share on Google+

Faça uma busca aqui por mais Novels e Mangás em nossos Sites Parceiros!

You Might Also Like

Comment Now

0 comentários