Death March Web Novel Online 3-03

Posted



Death March Web Novel Online 3-03

[No Mercado de Escavos]

Satou aqui. Existe essa coisa de “Encontro Predestinado” onde, mesmo não querendo, acabamos nos reunindo outra vez. Passa a sensação de ser algo inevitável.

◇◇◇

O mercado de escravos ocupava uma área com cerca de 200 a 300 metros de diâmetro dentro da praça, iluminada a cada 20 metros por uma fogueira. Assim como em festivais, diversos pilares de madeira foram levantados, cada um conectado a outro através de barbantes com inúmeros pedaços de metal que refletiam as luzes mágicas. Se não fosse um mercado de escravos, esta atmosfera fantástica seria perfeita para um encontro...
Uma faixa foi colocada no lugar que parecia ser onde ocorreriam os lances do leilão. O evento principal não tinha começado ainda, por isso um grande número de músicos estavam tocando sobre o palco, melodias que passavam uma sensação obscena.
Quanto a nós, não entramos na praça, apenas seguindo pela rua enquanto olhávamos para tudo aquilo.
— Satou-dono!
Dono? Nenhum dos meus conhecidos me chama assim...
Quando me virei para a origem da voz, se tratava do mercador de escravas Nidoren-shi, que salvamos da aranha no labirinto. Ele veio na nossa direção saindo de uma pequena tenda no meio das carroças que transportavam escravos. Sobre elas, havia um grande número de garotas acorrentadas umas nas outras.
— As escravas daquela carroça serão exibidas no leilão de hoje e algumas possuem até mesmo habilidades como [Aritmética] e [Secretária]. O que acha de comprar uma, Satou-dono? Como elas foram educadas, continuam virgens, mas lhe garanto que não se negariam a prestar um serviço noturno.
“Educadas”, heim... Opa, agora não é hora para ironia. Tenho negócios mais importantes para fazer.
— Desculpe, mas eu preciso cuidar do procedimento destas meninas antes de pensar em comprar uma nova escrava...
— Oya? Está planejando vender elas? Se for o caso, por favor, use a nossa firma! Que tal se fizermos uma troca? Posso trocar elas por um monte de escravas lindas e virgens!
Ele certamente era um cara insistente, mas eu não tinha a menor intensão de fazer algo assim.
...Por isso, vocês já podem parar de puxar a minha manga com esse olhar de preocupação, meninas.
Imediatamente acariciei os cabelos de Pochi e Tama, e, apesar de não ter olhos nas costas, pude sentir o olhar desesperado de Liza.
— Como falei antes, não tenho a intensão de vendê-las.
 Sim, embora eu esteja querendo libertá-las.
Depois de dizer isso, as duas afrouxaram as mãos apertando o meu robe.
— Entendo, é uma pena. Então, que tipo de procedimento está procurando? Certamente não vai me dizer que é para libertá-las, não é?
— Como o nosso contrato é apenas temporário, pensei em fazer um oficial. Você conhece algum lugar onde possamos ir?
— Se for só isso, eu mesmo posso fazer, pois tenho um empregado com a habilidade [Contrato].
— Então, posso contar com os seus serviços?
— Certamente que sim!
Fomos levados para dentro da tenda de Nidoren-shi, onde ele ofereceu cadeiras a todos e pediu a um funcionário que preparasse o contrato. Como era um procedimento padrão, o conteúdo do contrato já estava pronto de antemão e tudo o que precisamos fazer foi assinar o nome do mestre e dos escravos.
— Então, coloque a sua assinatura aqui. Como o nome das escravas não foi escrito, peça para que elas coloquem a sua digital com esta tinta.
Coloquei a minha assinatura onde o homem indicou. O conteúdo escrito no documento foi [Para aquele a quem os escravos pertencer], [Escravos não podem ferir o seu mestre], [Escravos não podem ferir a si mesmos], [Escravos devem obedecer às ordens do mestre], apenas estes quatro. Parecia igual aos três princípios da robótica, apesar de os dois últimos serem ao contrário.
Assim que o documento foi assinado, o ritual do contrato começou.
■■■■■■■■■■■ ■■■ ■■■■ ■■■■■■■■ [Contrato]!
Como é que é...? Magia?
No momento em que a palavra de comando foi dada, o documento entrou em combustão, virando cinzas, e uma chama azul envolveu a mim e a Liza, dando duas voltas e piscando três vezes antes de sumir.
Quando olhei para as estatísticas do homem, de fato [Contrato] estava na sua coluna de habilidades.
Talvez quem sabe seja uma habilidade que é ao mesmo tempo uma magia?
> Habilidade: [Contrato] foi adquirida.
Ótimo, vamos ver como isso funciona depois.
Agora, o contrato está terminado. Se quiser, podemos ir confirmar na [Pedra Yamato] que foi colocada no centro do leilão.
Tendo terminado de fazer o contrato com as três, eu queria pagar a taxa por isso, mas Nidoren-shi insistiu que por conta dele e me pediu para aguardar um instante. Falando nisso, ele saiu na hora em que o ritual começou, mas voltou logo depois. Pelo visto ele era um homem bastante ocupado.
— Obrigado pela ajuda. A propósito, posso perguntar uma coisa?
— Claro, o que seria?
— É muito raro alguém libertar um escravo?
— Hmm, deixando de lado escravos comuns que possuem um tempo de contrato pré-estabelecido, nunca vi alguém libertando escravos inferiores. Já ouvi falar de pessoas que foram libertadas depois de muitos anos trabalhando duro, mas nunca conheci alguma.
É tão incomum assim?
— Mas isso não significa que é impossível, certo?
— Sim, não é impossível, a menos que o escravo seja um criminoso ou prisioneiro de guerra. Para esses casos, apenas um oficial do estado ou um nobre são permitidos a realizar o procedimento.
Já que estamos aqui de qualquer jeito, que tal libertar as meninas? Se elas quiserem, eu posso até empregá-las para me servir depois.
— Mestre, pode ser um pouco pretencioso da minha parte, mas permita que eu me intrometa na sua conversa.
Liza, que até agora estava de cabeça baixa ouvindo silenciosamente a nossa conversa, tomou a iniciativa de falar. Tama e Pochi estavam muito ansiosas antes do ritual, mas agora as duas dormiam agarradas às pernas de Liza.
— Está tudo bem. O que houve?
— Se não for um incomodo para o senhor Mestre, então se possível... não nos liberte, por favor.
Ela falou de maneira lenta e clara.
Por acaso você andou lendo a minha mente!? Ou melhor, como assim não quer ser libertada? Se tornar livre não é a melhor escolha?
— Ela está certa. Nesse condado, Beastkins e Lizardkins não são permitidos ficar a menos que sejam escravos. Se o exército as pegar, serão imediatamente eliminadas, ou correm o risco de até mesmo sofrer um linchamento pela população.
— É isso mesmo... além disso, a minha tribo já não existe mais e, como o senhor sabe, as circunstâncias de Tama e Pochi não são muito diferentes.
Elas poderiam tentar se juntar a uma nova tribo, mas aqueles que não possuem qualquer vínculo de sangue costumam ser tratados de forma pior até que escravos.
Fico contente que Tama e Pochi estejam dormindo para não ouvir isso.

◇◇◇

Percebendo a atmosfera pesada, o empregado de Nidonren-shi trouxe cinco lindas garotas para tentar suavizar as coisas. Elas tinham o charme de pessoas de fora do Japão e usavam apenas uma fina camada de tecido que lhes cobria até a altura dos joelhos e deixava a área ao redor dos seios semitransparente.
— Satou-dono, você terminou de fazer o contrato? O que acha de dar uma olhada em nossos produtos agora?
— Antes disso, eu adoraria pagar pelos custos de formar o contrato se possível.
Vamos só pagar esse contrato e ir logo embora daqui.
Não, não, como eu poderia cobrar de alguém que fez a bondade de salvar a minha vida no labirinto? Claro que não é recompensa o bastante, por isso me permita lhe oferecer também um desconto de 30% em nossas escravas!
Kuh, esse cara sabe bem o que está fazendo.
Primeiro ele ofereceu um pequeno benefício para me fazer baixar a guarda e ir ao tópico seguinte. É o mesmo esquema usado por essas pseudo-seitas religiosas.
Como não era possível recusar agora, decidi pedir para que ele apresentasse as escravas em turnos. No entanto, se fosse apenas para ficar ouvindo ao Nidoren-shi falar dos atributos de cada escrava, eu provavelmente cairia no sono, por isso essa seria uma boa oportunidade para exercitar a habilidade [Avaliar]. Ela sempre ficava ativa, mas era preciso ter a intensão de “Eu quero saber” ou “Preciso avaliar” enquanto observando um objeto para funcionar.
Por outro lado, a descrição do [AR] estaria sempre sendo exibida, independente da minha vontade, por isso desliguei todos os indicadores exceto o [Radar].
Durante a apresentação que seria em duas rodadas começando pelas dez na minha frente, respondi apenas o necessário sem mostrar interesse.
Cara, as únicas qualidades delas são a virgindade e as habilidades que possuem? O pessoal desse país sabe valorizar outras coisas em uma mulher?
— Você já está cansado? Aguente só mais um pouco que a próxima leva será a última.
Quando ele trouxe a leva seguinte, foram apresentadas seis escravas e entre elas estava presente a linda garota de cabelos negros e feições orientais que avistei no outro dia.
Hmm, deixando o melhor para o final, heim? Ele tem aptidão como comerciante.

E entre as outras garotas... a menina de cabelos violeta e títulos que soavam perigosos estava olhando fixamente para mim. Sério, ela não parava de me encarar.


Para não me encontrar com seus olhos, passei a prestar atenção nas outras. Uma garota por volta dos 15 anos, loira, com sarnas no rosto e um olhar descontente, uma mulher alta de cabelos marrom-claros e rosto ovalar, e uma menina de cabelos loiro-opacos com menos de dez anos. Por fim, uma de cabelos vermelhos entrançados, por volta dos 15 anos que dava a impressão de ser uma garota literária.
A aparência da maioria delas é bem inferior a das anteriores. Será que elas têm alguma habilidade especial que se destaque?
Quando experimentei usar [Avaliar] nelas, a garota descontente possuía [Negociação], a de rosto ovalar [Técnicas Sexuais], a menina nenhuma e a de cabelos trançados [Coletar]. Aproveitando a ocasião, a menina de cabelo violeta não tinha habilidades e a de cabelos negros apenas [Etiqueta].
Rudy: Etiqueta no caso se refere a “boas maneiras”.
Que configuração é essa?
— Esse lote é bem inferior ao outro em aparência, mas todas elas estão dispostas a trabalhar duro por seu mestre.
Enquanto dizia isso, Nidoren-shi começou a explicar sobre os atrativos de cada uma. Por sinal, isso significa que ele também acha a garota de cabelos escuros inferior?
— Que tal esta proposta? Você poderá levar o conjunto das seis por apenas três moedas de ouro!
Nidoren-shi estava fazendo tudo o que podia para promover aquelas garotas e, não importava como se olhasse, o preço foi muito abaixo do de mercado. Cada uma sairia no máximo por duas moedas e meia de prata.
— Além disso, foi decidido que as garotas que não fossem vendidas entre hoje e amanhã, serão levadas pelo caravana que seguirá para a cidade mineradora.
Ouvindo as palavras dele, as garotas começaram tremeram e começaram a se aprontar atrás de mim. Medo podia ser visto em seus olhos.
Elas deslizaram as roupas até o ombro para expor os seios, levantaram as saias e até fizeram poses estranhas, cada uma tentando ganhar o meu interesse ao seu modo. As únicas que não fizeram nada foram a meninas de cabelos violeta, que continuavam me encarando atentamente, e a de cabelos negros, que parecia cabisbaixa.
No entanto, no momento em que as outras perceberam que os seus apelos não estavam funcionando em mim, uma a uma foi desistindo.
Vendo isso, Nidoren-shi estava manda-las embora, quando a garota de cabelos violeta decidiu tomar ação.
— Mestre, o senhor está pensando que como possui excelentes escravas semi-humanas, não precisa de mais nenhuma, correto?
— Sim, você está certa. Eu não preciso de mais escravas.
Especialmente você com esses títulos agourentos! Absolutamente, não!
— No entanto, essas garotas são semi-humanas.
— Sim, elas são. Mas não estou nem um pouco insatisfeito com isso, sabe?
— Sim, só de olhar para elas consigo entender que o senhor as valoriza. E por essa razão você deveria me comprar também!
Não estou entendendo aonde essa menina quer chegar.
— Semi-Humanos são fortemente discriminados nessa cidade. Se o senhor tiver apenas elas como escravas, ninguém irá lhes vender um pão quando pedir a elas que façam compras.
Agora entendi, eu realmente não tinha pensado por esse lado.
Entretanto, tudo que precisava fazer era pedir a atendente da hospedaria, não havendo a necessidade de comprar escravos apenas para fazer compras.
É isso aí, você perdeu nessa.
— Se eu estiver junto, posso fazer as compras no lugar dessas meninas! O preço também está muito bom, então, por favor, me leve com você!
A garota voltou a olhar atentamente para tentar ganhar a minha atenção. Seus cabelos chegavam até a cintura, os olhos também eram da mesma cor púrpura, com lábios pequenos e ombros finos que tremiam. Se eu fosse um lolicon, provavelmente não conseguiria resistir aos encantos dela.
...Será que eu deveria comprá-la?
Apesar de não ter interesse em crianças, não podia negar que ela era muito charmosa.
Não, espera. Eu não preciso de mais uma escrava, preciso?
Mas de alguma forma senti que precisava compra-la de qualquer maneira. No final, acabei comprando a menina de cabelos violeta (Arisa) e, por recomendação dela, a de cabelos negros (Lulu).
Apesar de ainda me questionando sobre isso, acabei me tornando o mestre de duas escravas em adição às garotas Beastkin.

Se você gostou deste capítulo, CLIQUE AQUI, solucione o Captcha e aguarde

por 5 segundos, assim estará apoiando a Anime X Novel!





Share on Google+

Faça uma busca aqui por mais Novels e Mangás em nossos Sites Parceiros!

You Might Also Like

Comment Now

0 comentários