Death March Web Novel Online 3-02

Posted



Death March Web Novel Online 3-02

[Mestre das Garotas Beastkins]

Death March To The Parallel World Rhapsody Capa Capítulo 3-02

Satou aqui. “Embora escravidão seja algo comum neste mundo, ainda não conseguindo ficar acostumado”, por Satou. Pelo visto, vai dar muito trabalho espalhar o conceito de direitos humanos e eu não tenho a menor intensão de fazer isso...

◇◇◇

Após diversas rodadas de perguntas, finalmente fomos liberados e a oficial devolveu a nossa bagagem.
— Vocês podem levar os pertences que estão aqui, mas os núcleos mágicos terão de ser vendidos para o Conde.
Será que eu poderia recusar? Quando experimentei fazer isso, ela deu um sorriso e me respondeu com um firme NÃO.
— Não temos como assegurar que a carne destes monstros seja segura, por isso vamos ter que confiscá-la e isso inclui a lança também.
No instante em que a oficial tentou tirar a lança, Liza reagiu com agressividade.
A Liza que quase nunca perde o temperamento?
Já que ela realmente parecia querer ficar com ela, decidi tentar negociar com a oficial.
— Com licença, essa lança tem um poder considerável. Será que você não poderia chamar alguém com a habilidade [Avaliar] para checar se tem algum perigo? Claro, vou ressarcir qualquer despesa com o procedimento, mas peço que a devolva assim que tiver tudo terminado, pode ser?
Liza-san, a sua expressão está assustadora, MUITO assustadora. Veja, o sorriso da oficial onee-san está começando a se deformar.
— E-eu entendo, farei os arranjos. Teremos de fazer uma nova nota de custódia e isso só deverá ficar pronto amanhã à tarde, então, por favor, quando vier para buscá-la, devolva a nota provisória que vou te entregar agora, no posto militar.
— Claro, estarei contando com a sua ajuda.
É mesmo, ainda preciso decidir o que fazer sobre as garotas.
— Hmm, com licença, tudo bem se eu fizer uma pergunta...?
Expliquei então para a oficial acerca da situação de como nós acabamos juntos.
— ...Entendo, depois que o proprietário morreu, você tomou conta delas até sair do labirinto, correto?
— Sim, exatamente.
Liza assentiu com firmeza enquanto Tama e Pochi estavam inclinadas ao lado dela completamente sem vida... ou melhor, entediadas?
— Se este é o caso, então estas escravas agora são suas.
Simples assim? Caso elas acabassem voltando ao mercado de escravos, pensei que as teria de comprar para somente então poder libertá-las.
— Quando o mestre de um escravo morre no labirinto, exceto no caso de assassinato, a primeira pessoa que os encontrar terá o direito sobre ele, da mesma forma que um item perdido. A partir de agora, você é legalmente o mestre destas escravas.
Depois de responder a minha pergunta, ela escreveu um certificado e o entregou a mim.
— Este certificado comprova o seu direito de posse sobre elas, mas como só vale dentro da cidade, seria melhor que você fizesse um contrato oficial na praça em frente ao castelo, onde está localiza o mercado de escravos, o mais depressa possível. Pode não ser o bastante para compensar a quantidade enorme de núcleos que você trouxe, mas o registro no mercado será livre de despesas.
Pegando o certificado, agradeci a oficial junto das meninas e então fomos para fora da tenda. Ah sim, como os núcleos são um material essencial para manter a barreira de isolamento, precisei vender todos eles para os militares.

◇◇◇

Do lado de fora, Zena-san e suas amigas estavam discutindo alguma coisa. Sei que era falta de educação interromper o trabalho delas, mas para me responderem apenas com um leve aceno foi meio frio...
Enquanto me perguntava o que poderia ter acontecido, Lilio deu um sorriso e cutucou Zena-san, apontando para mim. “Boa sorte~♪” disse ela quando Zena-san veio caminhando na minha direção.
— Satou-san, agora que o procedimento foi terminado, você estará indo direto para a hospedaria?
— Sim. Eu gostaria de dar um descanso para as meninas também.
— Você é realmente uma pessoa amável. Tenho certeza que o feno do estábulo será mais confortável que o chão do labirinto.
Hm?
Alguma coisa não parecia certa.
— Não, eu jamais permitira este tipo de tratamento para companheiras que atravessaram tantas dificuldades comigo. Minha intensão é alugar um quarto para elas na hospedaria.
— Hmm... Satou-san, não há qualquer hospedaria neste território que receberia semi-humanos. Embora no caso de escravos, um mestre hospedado pode alojá-los dentro do estábulo...
Está brincando comigo?
Eu achava que seria um incomodo, mas caso oferecesse um pouco mais de dinheiro não teria problemas. Pelo olhar triste da Zena-san, parecia ser coisa séria.
— Zena-san, não fique triste, por favor. Graças a você, escapei de entrar em uma discussão desnecessária com a hospedaria.
Ela continuou com a cabeça baixa mesmo depois de insistir que estava tudo bem. Como o seu esquadrão precisaria continuar de guarda até a meia noite, agradeci pela informação e me despedi.

◇◇◇

Ainda assim, se não fosse pelo aviso, muito provavelmente eu teria abandonado a hospedaria Monzen na mesma hora que me dissessem para deixar as meninas no estábulo.
O que fazer agora? Comprar uma casa ou deixar o território? As circunstâncias eram diferentes de quando cheguei pela primeira vez na cidade agora que tinha me encontrado com a Zena-san e todas as outras pessoas que conheci. Embora, minha intensão não era de ficar permanentemente...
Já que é assim, vou passar na Loja de Serviços e perguntar a Nadi-san se ela tem como encontrar uma casa à venda para mim.
— Mestre, pode ser um pouco presunçoso da minha parte lhe dizer isso, mas... estamos muito satisfeitas em poder dormir sobre o feno do estábulo, já que normalmente ficamos apenas no lado de fora com um telhado em cima...
— Isso... mesmo para escravos, esse tipo de abuso é muito excessivo
— ...Eu sinto muito.
Por que Liza está se desculpando?
— Não, é apenas que... eu não queria deixar o mestre infeliz... eu só pensei em diminuir a sua preocupação, mas... o meu vocabulário é insuficiente...
— Ah, então você estava apenas me levando em consideração. Muito obrigado, Liza.
Tama e Pochi, que estavam agarradas as minhas mãos, puxaram a manga do meu robe. Quando olhei para onde estavam apontando, uma garota usando roupas de peça única queria falar comigo.
Já que ela está com uma varinha, então é maga, hein?
Rudy: Provavelmente a menina está usando um roupão cobrindo o corpo inteiro. Fiquei tentado em escrever “Vestido”, mas seria muito refinado para uma garota que sai oferecendo serviços na rua.
— Posso ajudar em alguma coisa?
— Sim, o senhor estaria interessado em comprar um [Feitiço Cotidiano]?
O que é isso? Seria que nem aquelas garotas que oferecem serviços de cura nos jogos de MMORPG?
— Para o tratamento de feridas?
— Hmm... tratamento completo não é possível, mas que tal estancamento e limpeza de feridas? É realmente refrescante e, se você não limpar bem os ferimentos, eles podem acabar infeccionando, sabe~? Ah, e se você estiver cansado, eu posso conjurar também uma magia de revigoramento, embora possa ser um pouquinho mais caro~?
— Quanto pelo estancamento e limpeza?
— [Limpeza Suave] e [Secar] em conjunto custam 12 moedas de cobre. Já uma performance de [Bandagem] custa 3 moedas por uso.
Fumu, como as feridas já foram estancadas com pomada, não há necessidade para [Bandagem] então.
— Por favor, quatro rodadas de [Limpeza Suave] e [Secar].
— Eh? O senhor vai querer que eu use nas escravas também?
A garota arregalou os olhos em surpresa e então começou a contar rapidamente nos dedos quanto seria.
— Err, 40 moedas de cobre, mais três?
— São 48 moedas.
Apesar de conseguir usar magia, ela não é capaz de contar?
Como parecia que o pagamento vinha adiantado, passei a ela 3 moedas de prata. A garota então se abaixou e começou a fazer os cálculos na areia...
É sério?
— Uma moeda de prata equivale a 20 de cobre.
— E-, eu sei, só estou fazendo o cálculo para não cometer nenhum erro!
Ela fez as contas nervosamente com uma das mãos segurando a cabeça. Depois de algum tempo, finalmente terminou e me passou doze moedas de cobre.
— Muito obrigada pela paciência~! Certo, vou começar imediatamente! Para que as crianças fiquem quietinhas, segure-as bem pelos ombros, ok?
Me pergunto se ela está seguindo algum manual de instrução, já que está sendo educada mesmo com semi-humanos.
No final, Pochi e Tama ficaram surpresas com a ativação da [Limpeza Suave] e tentaram fugir, mas eu as agarrei na mesma hora para que não se movessem. Quando chegou a vez de usar o [Secar], Pochi parecia estar gostando da sensação, mas em contraste, Tama fez um olhar ainda mais desgostoso do que quando o [Limpeza Suave] foi ativado, tentando escapar de Liza que a segurava pelos ombros.
— Muito obrigado, eu realmente me sinto limpo agora. Você sempre oferece os seus serviços por aqui?
— Não, hoje foi um caso especial, pois um monte de gente com aparência de quem estava brincando na lama apareceu por aqui, então vim para tentar ganhar algum dinheiro extra. Normalmente ando por perto dos bordéis onde o ganho é bom já que sempre tem alguém precisando se limpar por ali.
Ah, faz todo sentido. Essa menina é bastante perspicaz.
Depois de contar para ela que nós éramos o último grupo de pessoas “brincando na lama”, ela agradeceu e saiu em direção a onde sempre trabalha.

◇◇◇

O dia estava quase no fim, por isso achei que seria melhor deixar o contrato oficial de escravidão para o dia seguinte. Enquanto pensava nisso, comprei quatro espetinhos de carne que pareciam apetitosos no caminho.
Que tipo de carne é essa? Carneiro?
O sabor da carne era um pouco peculiar, mas o tempero verde que lembrava pimenta estimulou o meu apetite. Já as meninas, estavam comendo vorazmente, fazendo um som constante de mastigação.
Agora que penso nisso, a cena delas comendo o sapo no labirinto foi impressionante também~
Mesmo a reservada Liza se tornava proativa quando o assunto era carne. Vê-la saboreando a comida era uma visão cativante, especialmente a forma como ela ficou embaraçada quando percebeu o meu olhar.
Rudy: Satou-kun é um Sadista.
Quando anoiteceu, os candelabros nas ruas foram acesos por usuários de magia carregando suas varinhas.
É só impressão minha ou está ficando meio cheio por aqui?
Como eu não queria ter de me preocupar com os bêbados tentando tocar Liza ou as meninas, comprei para elas alguns mantos com capuz. Curiosamente, Tama se esgueirou por entre aquele mar de gente sem esbarrar em ninguém.
Nós prosseguimos pelo meio das pessoas até chegar em frente ao palco instalado no meio de uma praça. Varias carroças com jaulas estavam espalhadas ao redor dele, com comerciantes conversando aqui e ali.
...Ah, é mesmo. Desde ontem está tendo o leilão de escravos.


Death March To The Parallel World Rhapsody Capa Capítulo 3-02

Se você gostou deste capítulo, CLIQUE AQUI, solucione o Captcha e aguarde

por 5 segundos, assim estará apoiando a Anime X Novel!





Share on Google+

Faça uma busca aqui por mais Novels e Mangás em nossos Sites Parceiros!

You Might Also Like

Comment Now

0 comentários