Death March Webnovel 17-22

Posted



Death March 17-22
[
Medo Imaginário – Parte 2]

Capa capítulo 17-22 Death March To The Parallel World Rhapsody


Satou aqui. Ir à ruína ao tentar obter um poder além da sua capacidade se tornou um acontecimento clichê entre vilões de séries ao longo da história. Se eles querem cair por conta própria, que seja, mas este tipo de vilões geralmente tentam levar consigo gente inocente nestes planos, portanto não há escolha exceto lidar com eles.


◇◇◇


— [Mostrarei a você o poder proibido que tomamos do Deus Demônio!]
O deus Zaikuon levantou as mãos para o céu, então a partir da lua que cobriu o sol num eclipse, uma substância negra escorreu.
Isso é um mau sinal.
Minha [Percepção de Crise] estava alarmando loucamente.
Péssimo, péssimo, péssimo.
Eu não sentia tanto perigo vindo de alguma coisa desde que lidei com a [Invocação Incompleta do Deus Demônio].
Zaikuon pegou a gosma escura com um cálice dourado que tirou de algum lugar. Considerando a escala, aquele lodo negro caía a uma velocidade inimaginável. É como um trompe l'oeil”, ignorando a distância dentro de um mundo tridimensional.
Rudy: Trompe L’oiel é uma técnica de pintura onde um quadro parece ter uma noção de profundidade, ignorando o fato de ser uma figura com apenas largura e altura.
Um pouco desse logo negro respingou para fora do cálice, devido à velocidade de queda, caindo diretamente no chão.
A terra está apodrecendo?
Não só a vegetação em volta morreu, como mesmo o chão começou a mudar de cor, se tornando algo deformado.
Eu adoraria parar o que quer que Zaikuon estivesse tramando, mas agir descuidadamente aqui poderia resultar em um desastre que tornaria a terra ao redor em um ambiente inabitável. Tenho inclusive o palpite que o lodo tentaria inclusive invadir as moradias humanas, sem dúvida.
A opção mais segura aqui seria capturar o lodo dentro do meu [Armazém] no instante em que ele fosse totalmente coletado pelo cálice.
Não, espera.
Seria péssimo se aquela coisa se espalhasse pelo meu armazém, por tanto eu deveria apenas erradica-lo junto com o braço de Zaikuon usando a [Espada Divina].
— [Ninfas!]
Zaikuon chamou as Ninfas, entretanto elas estavam com muito medo de se aproximarem do logo.
— [Esta é uma ordem, Ninfas! Venham até a mim!]
Comandadas pelo enraivecido Deus Zaikuon, elas hesitantemente se reuniram ao redor dele.
Só mais um pouco...
A última gota despencou da lua e caiu no cálice.
AGORA!
Assumi a forma de Nanashi e saltei da Nave Dimensional que estava usando. Então, assim que troquei o meu título para [Matador de Deuses], cheguei até Zaikuon usando [Movimento Instantâneo], retirei a Espada Divina e obliterei o lodo negro junto com o cálice.
Checkma..
Minha visão escureceu no momento em que iria dizer o “mate”.


◇◇◇


Malícia.
Impulso assassino, indignação, rancor, ódio, inimizade, veneno.
Repulsivas emoções negativas me esmagaram por todas as direções. Depois que percebi se tratar de algum tipo de ataque mental, invoquei um feitiço de proteção mental [Concha Existencial (Ego)], mas só serviu para bloquear as emoções por um instante antes de atormentarem novamente.
E, por alguma razão, [Alocar Unidades] não estava funcionando e apenas uma densa névoa negra refletia em meus olhos.
Isso é mau.
Não acredito que conseguirei manter minha sanidade se continuar assim por muito tempo. Eu estava começando a perder a sensação do meu corpo também.
...reça.
Um pequeno tremor foi transmitido em minha mão direita, a última parte do meu corpo que ainda conseguia sentir.
 Pereça...
— É verdade, a Espada Divina deve ser capaz...
Colocando minhas últimas fichas de esperança, recitei a escritura da Espada Divina.
— << PEREÇA >&gt!
O mundo se abriu no mesmo instante.
A milícia que me atormentava tinha perecido e a névoa escura que cobria minha visão sumiu, mas em troca, a luz negra emitida pela Espada Divina havia tomando seu lugar.
Nesse instante eu percebi que estava caindo em direção ao solo por causa da sensação de flutuação. Aparentemente, recitar o comando <> consumiu toda a minha mana, desativando o efeito da habilidade [Paço Aéreo].
Como não senti a presença de Zaikuon nos arredores, coloquei a Espada Divina de volta no [Armazém].
— Atualmente estamos...
Checando no [Mapa], descobri que estava em um dos pontos seguros em uma ilha inabitada, para onde tentei escapar com o [Alocar Unidades] anteriormente.
— [Goshujin-sama! Ouvi você gritando agora, está tudo bem!? Chamo as outras para ir lhe ajudar!?]
Arisa me contatou através do [Link Familiar].
— [Não, não precisa.]
— [Que alívio... Eu não conseguia obter uma resposta não importava o quanto ficasse chamando.]
Pelo visto a deixei preocupada.
— [Ao que parece, acabei sendo pego em uma armadilha de Zaikuon.]
— [Certo, nós vamos chegar aí em um segundinho.]
A super protetora Arisa pediu a minha localização, mas não era como se eu pudesse trazê-las até o campo de batalha onde um Deus e seus familiares estão atacando sem se segurar.
— [Não, está tudo bem. Não vou cair no mesmo truque duas vezes.]
Posso ter ficado um pouco abalado, mas depois de pensar com calma, notei que possuía diversas formas de lidar com eles. Julgando pelo relógio no [Menu], não fazia mais que um minuto desde que fui atingido pelo ataque mental.
— [Não, Mestre, mas...!]
Interrompi a réplica de Arisa.
Acho que ela não vai ficar satisfeita só com palavras.
— [Bem, é hora da vingança.]
Fiz essa declaração através do Link Familiar e me transportei para onde o Deus Zaikuon estava com o [Alocar Unidades].


◇◇◇

— [GYAHAHAAH!]
— [O MAIOR DOS MAIROES!]
— [INVENCÍVEIS, INVENCÍVEIS, INVENCÍVEIS!]
Humanoides com contorno amarelo-escuro estavam em volta do Deus Zaikuon, gritando em alta tensão. Ao que tudo indicava, ele havia feito alguma coisa com as Ninfas usando o lodo negro reunido no cálice dourado.
— [ATAQUE INIMIGO!]
— [DESTRUIR O INIMIIIIIIIIIGGGGGGOOOO!!!]
— [VIRE LIIIIIIIIIXOOOOOOOOOOOOO!!!]
Rudy: Zaikuon, parede de dar drogas às ninfas!
As ninfas perderam seus barcos, mas conseguiam se mover tão rápido quanto antes graças ao reforço que receberam no lodo negro. Elas vinham até mim usando até mesmo teleportes de curto alcance.
— [SUPREZA!]
Bloquei o ataque da Ninfa que transportou para meu ponto cego usando a Magia Espacial [Super Barreira de Isolação (Hyper Deracinator)] e empurrei aquelas que vinham pela frente usando a Magia da Natureza [Escudo Gigante].
A barreira de isolação começou a rachar e o escudo gigante derreteu em uma mancha escura. No instante em que me transportei com o [Alocar Unidades] os meus feitiços defensivos foram evaporados.
Assim que cheguei no ponto final do teletransporte, minha percepção de crise alarmou e fui atingindo por uma ninfa por trás, mas o impacto recebido não foi grande coisa, embora tenha sido um pouco mais rápido do que poderia reagir.
— [BELEEEEEEEEZZZZZZAAAAAAA!!!]
Meu corpo foi lançado a uma tremenda velocidade, rolando e quicando no chão. Ao que tudo indica, ela tinha previsto aonde eu iria me teletransportar.
— [HECKYAAAAAAAAAAAAAAAAAAH!!!]
A Ninfa que me atingiu, assumiu uma posição de vitória, fazendo o lodo escuro em volta do seu corpo se espalhar ao redor. Já que usei uma [Armadura de Mana] para me proteger instantes antes do impacto, não fui contaminado pelo lodo e nem recebi qualquer dano real, embora ainda doa um pouco.
— [OS MAIS FORTES, OS MAIS FORTES, OS MAIS FORTES!]
— [INVENCÍVEIS, INVENCÍVEIS, INVENCIIIIVVVEEEEEIIISS!!]
As outras ninfas dispararam chamas, relâmpagos e outras coisas enquanto gritavam animadamente. Ao mesmo tempo que fazia um clone para distraí-las com [Movimento Instantâneo], movo o meu corpo real para cima com o [Alocar Unidades].
O que vi de lá foram às ninfas correndo atrás do meu clone, usando uma espécie de chicote feito com o lodo para atacar. Então, o clone aterrissou o chão e as ninfas dispararam um meteoro de chamas explosivas contra ele.
Cara, elas não têm um pingo de misericórdia.
No meio da explosão, secretamente troquei o meu clone por uma marionete chamuscada. Tratava-se de um equipamento com alto nível de performance, simulando inclusive minha assinatura biológica e poder mágico.
— [ESMAAAAAAGGAAAAAAA!!!]
— [FRACO, FRACO, FRACO, TÃAAAAAAOOOO FRÁCO!]
Elas pareciam triunfantes.
— [Tamanho poder é digno de ser selado como tabu. De fato, valeu a pena trocar uma das minhas autoridades por isso.]
Zaikuon murmurou para si alguma coisa, mas provavelmente era melhor apenas ignorá-lo.
Enquanto me matinha escondido com a [Camuflagem de Mana], pensei em algumas contramedidas.
O lodo negro que alterou as Ninfas devia ser algo parecido com a [Invocação Incompleta do Deus Demônio], infectando o núcleo mágico dos monstros, fazendo com que ficassem [Invertidos], chegando inclusive a encrustar no corpo do Dragão Divino.
De acordo com a minha [Percepção de Miasma], não se tratava de miasma em si, mas algo próximo disso.
Embora não esteja certo ainda, pelas informações que tinha reunido após diversas magias de detecção, o lodo negro parecia se tratar de uma mistura entre Divindade e uma enorme quantia de Miasma.
No presente momento, eu não tinha como fazer uma criatura que tivesse sido infectada voltar ao normal. Mesmo tentando usar [Magia Ancestral] para fazer com que o meu braço enegrecido retornasse ao normal, fui incapaz de recuperar até mesmo um dedo. Embora magia de purificação do mais elevado grau poderia deixar as ninfas perto do normal.
Derrotá-los também era uma possibilidade, mas acidentalmente matar o Deus Zaikuon e suas ninfas era praticamente certo me tornar um inimigo de todo o panteão. Se chegasse a isso, seria difícil conseguir obter informações a respeito da Ascenção Divina, o que faria o meu plano de casar com a Aze-san ir por água abaixo.
Rudy: Satou, eu te odeio. Você desligou o telefone na cara da Arisa e fica repetindo, Aze-san, Aze-san, Aze-san! Só pode ser algum tipo de doença.
Fora que eu me sentiria mal pela sacerdotisa aprendiz Kei e todos os outros crentes do Deus Zaikuon, que seriam incapazes de usar Magia Sagrado caso o eliminasse.
— [PRÓXIMO!]
— [DESTRUIR TODA A HUMANIDADE, NYA!]
As Ninfas deixaram sair uma coisa inacreditável de suas bocas.
Decidi então agir, liberando elas da maldição com o uso do feitiço avançado de Magia da Luz [Brilho Divino], que tinha preparado de antemão.
— [NYOWWAAAAA]
— [NUUUUOOOO]
— [ESTÁ SE ESVAINDO! ESTÁ SE ESVAINDO! MEU PODER!]
Parecia que eu tinha exagerado um pouco, mas não demorou muito até que barreiras surgissem para protegê-las.
— [Ufa, foi por pouco.]
— [Muito, MUITO pouco.]
— [Matar,Mmatar, MATAR!]
As ninfas vieram para cima de mim no mesmo padrão de antes. Usando de clones e iscas para manter o controle do campo de batalha, continuei a purifica-las com o [Brilho Divino].
Atacar no momento em que as barreiras se quebravam dava a impressão de ser efetivo, mas imediatamente novas barreiras seriam erguidas novamente, não me dando qualquer chance de causar dano real nelas.
Eu poderia neutralizá-las por um instante caso usasse a Espada Divina ou mesmo a minha mão neles para então disparar o [Brilho Divino] à queima-roupa, mas isso significaria dar-lhes a chance de me atingir. O dano seria pequeno o bastante para a habilidade [Auto-Cura] regenerar, mas coisas dolorosas continuavam sendo dolorosas.
— [Você pode ser persistente, mas é um imbecil!]
— [INVENCÍVEIS, INVENCÍVEIS, INVENCÍIIIIIIIIIIIVEIS!]
— [MATAR, MATAAAAAAAAAARRRRRRRR!!!]
As Ninfas ficaram ainda mais eufóricas após me jogar com sucesso contra a enésima montanha.
— [ AGORA, VAMOS PARA AS CIDADES!]
Uma delas se teleportou para o céu acima de uma cidade quase imperceptível lá no horizonte.
Merda!
— [VIRE PÓOOOOOOOOOO!!!]
A ninfa se inflou que nem um balão e então disparou uma tempestade de lodo negro em direção à cidade, que se tornou uma montanha de escombros num instante, vaporizando, jardins, fontes, lojas e casas.
— [ANIQUILIAÇÃAAAAAAAAAAOOOOOO!!!]
Ela comemorou triunfantemente o seu feito.
No entanto, obtive sucesso em salvar a população. Embora isso só foi possível por causa da experiência que adquiri depois de salvar as pessoas do Império Weasel durante a Punição Divina.
Meu coração disparou por um instante.
— [Suas idiotas! Parem de matar as pessoas sem qualquer motivo!]
O Deus Zaikuon reprimiu as ações da ninfa.
— [Eh? Por quê~?]
— [Por que não podemos matar?]
— [Por que a vida dos humanos são importantes?]
— [Por que seria uma cosia ruim?]
As Ninfas questionaram Zaikuon.
Mas por que será que estou sentindo algo estranho nisso?
— [Que pergunta mais idiota! Por que diabos eu iria me importar com a vida desses seres inferiores!?]
Zaikuon bradou sua resposta.
— [Eliminar sem razão essas massas imbecís iria diminuir a divindade que podemos colher a partir delas!]
— [Então o que importa é apenas a divindade~?]
— [E não a vida dos seres inferiores?]
As Ninfas fizeram uma nova questão como se tentassem induzir a resposta de Zaikuon.
— [Claro que sim! Essas massas de manobra só servem como ferramentas para alavancar a nossa divindade!]
— [Ferramentas, hein~]
— [Então você não as ama~]
— [Onde é que vocês estão querendo chegar?]
Aparentemente, até Zaikuon percebeu que algo não estava certo.
— [MISSÃO COMPLETA!]
Missão?
As Ninfas que estavam tentando induzir o Deus Zaikuon despareceram no ar e, ao mesmo tempo, as demais começaram a gemer de dor.
— [PUHAAA!!!]
— [CHOWAAAAA!!!]
— [UORYAAAAAA!!!]
De repente, elas sofreram uma transformação, assumindo um aspecto parecido com as dos Demônios.
— [O, O QUÊ!?]
Ficando perplexo, Zaikuon não conseguiu acompanhar o que estava havendo.
— [SEGUNDO ESTÁGIO, COMPLETO!]
— [REFORÇO, COMPLETO!]
— [OS MAIS FORTES E INVENCÍVEIS!]
Os olhos delas começaram a brilhar em vermelho.
— [DESTRUIR AS CIDADES!]
— [DESTRUIUR AS PESSOAS!]
— [DESTRUIUR O MUNDO!]
As ninfas gritavam em uníssono.
— [O que vocês estão dizendo!?
Zaikuon parou de se mover quando ouviu as palavras inesperadas vindo das ninfas.
— [É HORA DA PUNIÇÃO!]
Elas dispararam em direção a Zaikuon, batendo e chutando ele por todos os lados.
— [ORA, ORA, ORA, ORA, ORA, ORA!]
— [AU, AÍ!, VOCÊS...!]
— [MUDA, MUDA, MUDA, MUDA!]
— [A-ACHAM, QUE VÃO...!]
Sendo atingido por um golpe duro, Zaikuon afundou no chão
— [VITÓRIA!!]
Assim que as Ninfas fizeram a pose de vitória, uma radiação amarela as colocou para baixo.
— [COMO OUSAM SE OPÔR A MIM, UM DEUS!!!]
Zaikuon emergiu de dentro do buraco. Ele continuava segurando firme o cálice dourado mesmo depois de ter apanhado tanto.
Produzindo uma espada a partir do brilho dourado em sua outra mão, a lâmina ondulada e distorcida parecia causar muita dor caso atingisse.
Rudy: Imaginem que ele está segurando uma Flameberg.
— [Imbecís que se opuseram a uma deidade... sejam despedaçadas pela Lâmina da Condenação.]
O Deus Zaikuon encarou as ninfas e, naquele momento...
Percebi o instante em que o lodo escuro que remanescia no cálice se moveu como se fosse um ser vivo.
— ZAIKUON! JOGUE O CÁLICE FORA
— [HEIN!?]

Meu aviso foi em vão e o lodo negro se espalhou como uma rede, envolvendo por completo o corpo dele.


Se você gostou deste capítulo, CLIQUE AQUI, solucione o Captcha e aguarde

por 5 segundos, assim estará apoiando a Anime X Novel!





Share on Google+

You Might Also Like

Comment Now

0 comentários