Death March Webnovel 15-34

Posted




Death March 15-34
[A Participação dos Cavaleiros de Ouro (2), O Jovem Cavaleiro da Cidade de Seryuu]

O Capítulo não segue a perspectiva do Satou desta vez.

— O que houve Yuni?
— Martha-san, a cidade ficará bem?
— A Sacerdotiza-sama disse que os caras maus são os Weaselkins, não foi? Nada vai nos acontecer.
A pequena empregada e a filha da proprietária, estavam tendo tal conversa na Hospedaria do Portão da Cidade de Seryuu.
Mesmo as pessoas que se reuniram no templo para buscar salvação logo após a Mensagem Divina, retornaram aos seus afazeres cotidianos.
Pelo menos externamente—


◇◇◇


— Sumam daqui malditos semi-humanos!
— Vão embora!
Uma ação de barbárie que poderia fazer qualquer pessoa sensível furiosa, está acontecendo em um dos terrenos baldios dentro da cidade.
Pirralhos vestindo roupas finas estavam jogando pedras nas crianças semi-humanas.
Muitas delas erraram o alvo, mas aquelas atiradas pelos mais velhos atingiram.
— P, por favor, pa, pare!
— Me, me perdoem!
— Por favor!
Nem os rápidos Dogkins, os ágeis Catkins ou mesmo os espertos Weaselkins, poderia escapar da ordem [Não se movam daqui] de seus mestres, então eles imploravam por misericórdia ao máximo que podiam.
Esta era uma cena horrorosa que faria qualquer humano descente enojado, mas parece que ser um divertido entretenimento para os humanos aqui.
Obviamente, nem todas as pessoas na cidade apreciam esse tipo de coisa.
— O que diabos estão fazendo! Parem com isso agora!
Uma linda jovem saiu da carruagem que estava estacionada ao lado da estrada. Com seu longo cabelo loiro, poderosos olhos azuis preenchidos com a dignidade de um nobre, estavam encarando as pessoas participando desse grotesco festival.
— A mulher ali, você é uma oficial do governo? O Conde Seryuu ordenou que nenhum abuso fosse permitido levianamente contra os semi-humanos.
O Conde proibiu que os donos de escravos semi-humanos cometessem abusos dentro da cidade, por influência do Visconde Pendragon e seus escravos.
Ao que parece, o fato de que a cooperação do Visconde é crucial para o gerenciamento do labirinto da Cidade de Seryuu não foi divulgado aos oficiais de baixa patente.
— Este é um local imundo, Não é o lugar para uma grande sacerdotisa-sama vir.
Para uma oficial que está ciente de sua própria falta de beleza, uma bela jovem acompanhada por um cavaleiro atraente é um objeto de grande inveja.
E por não ser capaz de controla-la, esta oficial está cuspindo essas palavras para tentar amedrontar a sacerdotisa.
— Você está dizendo que não irá obedecer ao decreto do Conde Seryuu?
— E você ouviu outra coisa?
A garota levantou suas sobrancelhas em desagrado.
Por isso era equivalente a se rebelar contra um lorde.
Seria uma história diferente se ela fosse uma ignorante, mas isso é absolutamente intolerável para alguém pago pelo governo.
— Sir Marientail, execute esta oficial. Tenho confirmado que ela abertamente se rebelou contra o conde.
A bela sacerdotisa ordenou implacavelmente ao jovem Cavaleiro que a acompanhava. Uma leve angústia flutuou na face do jovem, que era muito semelhante ao de sua irmã mais velha, Zena Marientail.
— Auna-sama, está certa sobre isso?
— Não importa. Um tolo que não pode cumprir ao decreto de seu lorde, não é nada mais do que uma ameaça.
Um sorriso frio se mostrou na face da bela sacerdotisa e ela murmurou, — esta é a minha misericórdia.
Parece que ninguém ali está ciente que Auna é o nome da filha do Conde Seryuu.
— Além disso, se nós a prendermos aqui, sua família inteira será executada por traição.
O jovem, ciente da profunda compaixão da sacerdotisa e sua nobreza inflexível, sacou sua espada.
Uma pálida luz azul surgiu na superfície da lâmina.
— Esteja em paz, farei isso de forma indolor. As pessoas aqui são seus amigos? Eu terei que executa-los caso sejam.
— N, não, eu não!
— Nem eu!
— Ne, nem eu, não sou!
O jovem cavaleiro deixou os homens no terreno baldio saírem, mas ele reagiu quando os garotos que jogaram as pedras tentaram o mesmo.
— Alto lá! Não posso deixar vocês irem embora assim.
O jovem cavaleirou cortou o caminho que os garotos usaram usando [Movimento Oscilante] e então deu um soco neles.
A pessoa em si, intentava dar uma punição leve, mas devido ao aumento súbito de seu nível em um curto período de tempo, sua versão de “leve”, não foi tão leve afinal.
Os garotos estavam rolando em agonia na grama do terreno baldio.
O jovem cavaleiro pareceu um pouco aflito de início, mas ele imediatamente tornou-se sério quando ouviu o som do alarme.
— Auna-sama!
— Parece que começou.
— Sim.
Auna entendeu que uma crise sem precedentes tem caído sobre a cidade de Seryuu pela breve troca com o cavaleiro.
— Não há o que ser feito. Vamos terminar aqui com o nosso encontro.
— En, encontro?
A face do jovem cavaleiro corou com a piada de Auna. 
Esta é uma cena inocente entre um garoto e uma garota, mas parece que os Deuses deste mundo não são gentis o suficiente para permiti-la.
Partículas negras se estenderam no céu e foram diretamente ao labirinto.
— Parece que os monstros do labirinto estão fluindo para fora. Vá, Cavaleiro Marientail. Quanto a mim, cumprirei com a ordem atribuída a mim.
— Sim, Auna-sama!
O jovem correu pelos becos com a velocidade do vento.
Será que alguém percebeu como ele se parecia com sua irmã quando ela correu pela primeira vez em direção ao labirinto?
— Eu desejo pelo Núcleo da Cidade. Com a minha autoridade como nobreza de Seryuu, cancele o contrato com estas pessoas.
[Confirmado a qualificação como nobreza de Seryuu para cancelar o contrato.]
Quando Auna falou para o anel que retirou de seu peito, uma voz poderia ser ouvida de algum lugar.
[Cancelando os Contratos]
Ao mesmo tempo que a voz falou, uma luz azul fluiu do anel de Auna e envolveu as crianças semi-humanas.
— Seus tratamentos serão realizados no Templo de Parion. Vão nessa carruagem.
— Mas, não pode mover.
— Ordem, estar...
— Eu já as libertei de seu contrato de escravidão. Não temos muito tempo, movam-se rápido.
Os semi-humanos obedeceram a Auna, quem já estava acostumada a ordenar, e então deram gritos de agradecimento.
No terreno de onde saiu a carruagem com as crianças, a oficial, que quase foi executada, erguei a sua cabeça timidamente.
— Ela esqueceu de mim... ótimo, quem ela pensa que...
A oficial não pode terminar as suas palavras.
A última coisa refletida em seus olhos, foi um gigantesco grilo-camelo e uma garra brutal, que mais se parecia com a foice da morte, afundar em seu peito.


◇◇◇


— Vocês estão bem!?
— Marientail-sama! O bloqueio do labirinto falhou!
Um soldado do exército territorial com ferimentos em todo seu corpo, respondeu ao jovem cavaleiro.
— De início, o bloqueio estava funcionando...
Uma parte do exército territorial constituído de nobres, achou que os monstros no labirinto fossem fracos, então desfizeram parcialmente o selo para lutar e ganhar algum mérito para si.
— O que aconteceu a eles?
— Seus ossos estão ali.
Um dos soldados de uma risada com uma expressão amarga.
— Marientail-sama! Perdoe o atraso. Nós estaremos ajudando a defender esta área. Marientail-sama, por favor, extermine os monstros que adentraram na cidade!
— Entendido. Deixarei este assunto com vocês.
A Gerente da filial da Firma Echigoya, surgiu com um grupo de golens e foi reparar o bloqueio da entrada do labirinto.
— Comandante de Pelotão Allison, eu irei confiar o comando a você. Deixe o confronto direto para os golens, por favor, não deixe qualquer monstro que cruzar o bloqueio sair vivo.
— Onde você está indo, Comandante de Companhia?
— Estou indo exterminar os monstros espalhados pela cidade.
Estas palavras soaram como abandono do dever como comandante, mas havia uma razão especial para isso.
O level do jovem cavaleiro é maior que qualquer um ali, mas sua experiência atual em combate é a menor. Além disso, ele decidiu ceder o comando para o experiente comandante de pelotão Allison e foi realizar uma varredura pela cidade.
— O Pelotão Marientail será dividido em quatro grupos. Darei o direito de comando aos oficiais não comissionados. Cacem cada monstro que verem enquanto aguardam os reforços do exército territorial chegar.
— Sim, comandante!
As quatro unidades militares saíram para exterminar os monstros que estavam atacando os cidadãos.
Entre eles—
— Incrível, ele derrotou um monstro que poderia mesmo se defender contra um grande machado, com apenas um golpe!
— Uwaah, olhem aquilo! Ele derrotou outro!
— Incrível, eu não sabia que havia um cavaleiro tão forte além de Kigori-sama.
— Oh! Quão hábil! Ele chutou a parede para chegar no telhado!
Os cidadãos que viram os feitos do jovem cavaleiro, gritavam a medida que assistiam suas ações dignas de cinema.
— Mas, vocês viram? A espada daquele cavaleiro-sama...
— Você viu também?
— Estava brilhando azul, não estava?
Tais conversas continuaram a se repetir e se espalhar pela cidade, até que em um determinado momento, as pessoas começaram a dizer: — A verdadeira identidade do jovem cavaleiro Marientail é o [Herói com Máscara Prateada].
E então eles viveram felizes para sempre...


◇◇◇


 — Ou assim seria maravilhoso.
— A espada sagrada está chorando, Eu (Wagahai) aviso.
O jovem cavaleiro está enfrentando um demônio negro que surgiu no espaço à frente do castelo. Além disso, dois Grilos-camelos do tamanho de uma casa o acompanhavam.
— Aquele que atacou a cidade de Seryuu anteriormente, o demônio superior negro (Wagahai-kun)
— Prazerosamente correto. Eu maravilhado!
O Demonio Superior sacou uma espada larga de cor vermelha escura do espaço vazio.
— Agora, vamos lutar. Eu batalho!

Ao extremo norte do Reino Shiga, a batalha do jovem cavaleiro contra o desespero, se inicia.


Se você gostou deste capítulo, CLIQUE AQUI, solucione o Captcha e aguarde

por 5 segundos, assim estará apoiando a Anime X Novel!





Share on Google+

Faça uma busca aqui por mais Novels e Mangás em nossos Sites Parceiros!

You Might Also Like

Comment Now

0 comentários