Isekai Maou Lightnovel 4-1-2

Posted


Tentando Eliminar um Rato
Parte 2



*KariKariKari...* (Arranhando)
Um som irritante podia ser ouvido acima da cabeça de Diablo, como se alguma coisa estivesse afiando as suas garras. A primeira pessoa a acordar com o barulho foi a Rem, que ao se mover estalou a cama fazendo um *bafuh*.
— Diablo!
— O qu-!?
Tendo a região próxima ao seu travesseiro fazendo barulho e o chamando, ele acordou, mas o quarto estava totalmente envolto em trevas.
Em Cross Reverie, mesmo nas regiões mais profundas de um labirinto, não existiam lugares completamente imersos na escuridão. Caso a fase onde ele estava fosse muito escura, tudo que precisava fazer era ajustar o brilho da tela, assim poderia enxergar perfeitamente os arredores do mapa.
No entanto, desde que este era um novo mundo e não o jogo, por isso o quarto estava completamente escuro.
Pensando que algo assim poderia acontecer, eu já havia imaginado uma contramedida para batalhas a noite!
Diablo estendeu sua mão em direção ao teto.
— [Luz] !
Uma bola de luz flutuou até o teto e, uma vez atingindo-o, estourou, espalhando luz pelo quarto.
Esta foi uma magia do atributo luz de nível elemental (baixo). Sua prática de magia durante o tempo livre, tem mostrado seu mérito.
Shera levantou-se esfregando os olhos devido a luz brilhante.
— Nn~? O que houve~?
— Ku-...Biscoi-...
Krum, aquela que disse “Maou está bem mesmo sem dormir-noda”, está dormindo profundamente, mesmo com todo barulho e luz radiante.
Rem apontou para a parede.
— Diablo, o que é aquilo!
— Muh!?
O que estava correndo pelo canto e subindo pelas paredes era uma criatura acinzentada e de calda fina. O pequeno animal desapareceu após escalar até o telhado.
Era um rato.
— O que, então foi apenas um rato. — Isso era o que ele estava pronto para falar, quando subitamente percebeu uma coisa.
Essa coisa não estava fazendo barulho acima da minha cabeça?
— ESSA DROGA ESTAVA ROENDO OS MEUS CHIFRES!?
— EHHHH!?
Rem e Shera olharam duro para ele.
Um Rei Demônio que teve os seus chifres roídos por um rato era tão ridículo!? Suor frio escorreu de seu rosto.
Rem deu um suspiro.
— Não parecem ter quaisquer marcas neles.
— Sim, são os chifres de sempre, Diablo~
Shera deu um sorriso gentil.
Ele quase deixou transparecer seu senso de alívio. Esse era o momento em que deveria dizer algo legal como — Naturalmente.
— B- bem, não há a menor possibilidade que um mero rato possa causar qualquer dano aos meus chifres. Umu.
Graças a Deus~!! Eu estava a ponto de me tornar um Doraimon, sabia!?
Rem mudou seu olhar para a fenda onde o rato havia desaparecido no teto.
— Não é tão incomum assim ter comida preservada e equipamentos danificados por eles. Vamos comprar uma armadilha amanhã.
— Hmph, na próxima vez que eu o ver, vou explodi-lo com magia.
— ...Sinto que o teto iria desaparecer junto com ele.
— Assim nós poderíamos admirar o céu estrelado, não iríamos~....*Boceja*?
Shera deu um bocejo enquanto sorria e então, subitamente fez uma pergunta.
— Ei,ei, Diablo? Quando é que esse brilho vai parar?
—Mu?
O efeito de [Luz] continuava no quarto.
Pesando nisso, ele havia praticado como iluminar o ambiente para o caso de uma batalha no escuro, mas nunca praticou como desfazê-la.
Ele então fez um sorriso destemido e a respondeu.
— Hmph, se você se acha uma aventureira, aprenda a ser capaz de dormir mesmo em áreas claras.
Mas sendo sincero, mesmo Diablo achava que era difícil dormir assim.
Maldito rato! — Ele emanou uma sede de sangue como nunca visto antes.
Rem se deitou parecendo não se importar com isso.
— ...Penso que dormir no claro talvez possa ser mais fácil do que no escuro, porque assim não tenho medo de ser atacada no meio da noite.
— Eh~? Mas esse brilho incomoda, sabe~?
Enquanto murmurando isso, Shera saiu da cama e foi até a porta.
Olhando para ela, Diablo perguntou.
— Onde está indo?
Não poderia ser que ela... “Já tive o suficiente disso, vou embora daqui!”, não é? — Foi o que ele começou a se preocupar.
As bochechas de Shera ficaram coradas.
— Banheiro...
— Ah, entendo. Permito que vá.
— KYAAAAAAAA!
Tendo ido sozinha para o corredor, Shera deu um grito. Desta vez, até Krum pulou da cama.
— O QUE HOUVE-NANODA!?
Shera e mais uma pessoa, entraram no quarto iluminado pelo efeito da magia [Luz]. Ela estava sendo agarrada por trás e com uma adaga voltada para seu peito. Sua face estava rígida pelo medo e surpresa. Quanto ao, era uma pessoa que o grupo de Diablo conhecia muito bem.
Rem ergueu sua voz.
— ALICIA!?
Mesmo a outra parte parecia surpresa.
— REM-SAMA!? V- você escapou com vida!?
— Sim... por causa de suas mentiras, quase morri pelas mãos de Saadra, mas fui salva por Diablo e Shera.
— ...É assim então.
Alicia fazia uma expressão de como se estivesse aliviada, mas imediatamente voltou a fazer um rosto severo.
— Por favor, não se movam! Estou falando sério.
A ponta de sua adaga encostou nas roupas que cobriam os seios de Shera.


Ilustração da lightnovel How to Not Summon a Demon Lord




— Hii!?
Shera parecia que ia desabar em lágrimas a qualquer instante.
Bem no meio da entrada do quarto, estava Alicia, quem a havia tomado como refém. Diablo e os outros, se levantaram da cama e ficaram em guarda, mas neste tipo de situação, não poderiam fazer qualquer movimento descuidado.
Krum encarou-a.
— Como você ousa aparecer novamente diante de Maou-nanoda. Liberte Shera para que Maou possa arrancar de você membro a membro!
Apesar de possuir a aparência de uma criança, a força de sua intenção assassina era genuína. O bastante para preocupa-los que Krum retorne a sua forma como Rei Demônio.
Alicia sacodiu sua cabeça.
— ...Uma vez que meus negócios estejam acabados, libertarei Shera-sama e então, seja arrancar membro a membro de mim ou qualquer coisa a mais, sinta-se livre para fazê-lo.
— Hou?
— Rei Demônio-sama, ouvi falar de sua capacidade para curar os ferimentos de outros Seres Demoníacos.
— É claro-nanoda.
— Poderia me acompanhar então?
Eles se moveram para o quarto ao lado.
Pensando bem, o quarto que Alicia alugou, permaneceu intocado e, desde que eles imaginaram que ela não retornaria, não pensaram em ir até lá.
Um líquido vermelho arroxeado estava pingado em vários lugares do chão, formando uma trilha que seguia até a cama, onde uma jovem estava deitada.
Esta era Edelgart.
— Um Ser Demoníaco!?
Rem entrou em alerta, mas... Não importava como se olhasse, ela estava ferida demais para se levantar. Havia muito sangue arroxeado nos lençóis e sua pele estava extremamente pálida.
Se fosse uma pessoa das Raças, certamente iriam pensar que se trata de um cadáver, mas como os Seres Demoníacos se tornariam partículas de luz quando derrotados provavelmente ainda estava viva.
Diablo entendeu a situação.
— Entendo, então vocês duas estavam conectadas. Durante nosso encontro na [Torre da Estrela Cadente], ela não se importou com a presença de Alicia. Eu pensei que aquilo fosse estranho no momento, mas... Bem, ela também não questionou se eu era capaz ou não de conceder poder mágico para o ritual. Provavelmente você a contou que aprendi sobre isso na loja de escravos, não é mesmo, Alicia?
— Como esperado de você, Diablo-sama.
— Incrível. Em imaginar que você perceberia tais pequenos detalhes que eu nunca havia considerado.
— Eu nem fazia ideia!
Seria eu alguém capaz de pensar nos mínimos detalhes? Ou será que estas garotas não prestam atenção a nada ao seu redor?
Nesse caso, embora ele estava intrigado com a relação de Edelgart com Alicia, no final, não mencionou isso, o que quase levou a morte da Rem. Portanto, não poderia se vangloriar disso.
Krum ficou à frente da cama.
— Então? Quem foi que a derrubou assim, noda? Esta maldita, tenho certeza de que ela é um Ser Demoníaco razoavelmente forte, não é mesmo, noda?
— Foi por outro Ser Demoníaco.
— O quê!? Por que um ser demoníaco seria atacado por outro, nanoda?
— Nós havíamos planejado o despertar de Krebskrum-sama e, uma vez concluído, o rei destruiria a barreira, foi isso que imaginamos.
Alicia contou os detalhes do ocorrido no lado dos seres demoníacos e, então, enquanto ainda segurando sua adaga contra Shera, fez a sua condição.
— Eu imploro a você... Rei Demônio Krebskrum-sama, de alguma forma... por favor, salve Edelgart-sama!
Com seus braços cruzados, Krum virou a cabeça em direção a Diablo.
— O que você acha, noda?
— ...Salve-a
Seria tão lamentável deixa-la morrer assim...
“Não importa quem fosse à pessoa, a vida é algo precioso”, este era o pensamento que havia sido imprimido no coração deste tolo amante da paz. E pensava em jamais tentar mudar isso.
Vindo para este mundo, haveria aqueles que perderiam sua resistência a matar uma vez que começassem a caçar monstros, então eventualmente iriam se acostumar a tirar vidas. Mas Diablo era diferente.
Se houvesse alguém próximo da morte à sua frente, ele iria querer salvá-lo. Era isso em que acreditava.
Claro, ele não é do tipo que diria — Se for para matar alguém, eu prefiro ser morto —, mas se for possível escolher, preferiria que ninguém morresse.
Krum concordou.
— Enquanto você disser, Maou não se importa em curar Seres Demoníacos também, noda.
Ela tocou Edelgart com sua pequena mão, se manchando com o sangue arroxeado.
— Haaaaaa!!!
Quando Krum injetou o seu poder, Edelgart estremeceu.
— Ugh....uuu......
— Teyaaahh!!!
Rem inclinou-se na porta.
— ...Está realmente tudo bem? Já é bastante tarde.
— E teria algum? Não houve qualquer problema quando a Rem deu um grito na outra vez.
— Ugh
Na vez em que ela foi “torturada” por Diablo na cama e quando Shera colocou poder mágico nela, os gemidos de Rem ecoaram por toda hospedaria.
Krum continuo a gritar animadamente enquanto Edelgart gemia em agonia.
— Toryaaahh!!
— Aguh! Ugh...kufuh!
— Nshaaah!
— Hah! Nkuuh, aaaaahhhh!!!
— Neryah! Ah~... Maou cansou de ficar gritando à toa. Farei isso em silêncio agora, noda.
Krum limpou o suor em sua testa e Diablo reflexivamente reclamou de sua brincadeira.
— E porque diabos não ficou em silêncio desde o início!!?
— U~n... Maou poderia, mas~
— Tem algum tipo de problema?
— Assim não haveria o sentimento de que algo incrível estava acontecendo, noda. Maou é um ser incrível, sabia, nodazo!?
— Sim, você é realmente incrível, agora faça isso quieta. Ou então nós seremos expulsos da hospedaria.
É bastante assustador quando a garota propaganda da [Alívio], Mei-chan, fica brava!
Krum fechou sua boca e começou a se concentrar.
Edelgart ainda gemia, então fez um arco para trás e caiu exausta, mas o sangramento havia sido estancado. Surpreendentemente, Edelgart se levantou na mesma hora, mesmo estando à beira da morte há pouco tempo atrás!
Saindo da cama manchada de sangue, ela ajoelhou-se no quarto.
— Rei Demônio-sama, grata~ benção! Gratidão? Gratidão!
— Umu, Umu.
— Hmm... Rei Demônio-sama está~ vivo? Por que... retornar ao normal? Por quê?
— Algo muito triste aconteceu a Maou, noda. Então o mundo ficou tingido de vermelho, mas isso não aconteceu. Desde que Maou não despertou, ela retornar ao normal, noda!
— Foi assim, então.
— Mas está tudo bem contanto que Maou possa comer mais biscoitos, noda. Há algo de errado com isso, nanoda?
Edelgart se curvou até encostar a cabeça no chã e então começou a lamentar.
— Não entender.... Não entender? Não entender! Seres Demoníacos são, coisas que matam pessoas das raças. Coisas que destroem. Por quê?
Krum inclinou sua cabeça.
— Quem sabe? Maou está vivendo agora na cidade das Raças. Vamos parar de falar sobre coisas tristes e, se você não puder obedecer isso, então deixará de ser um subordinado de Maou, noda.
Edelgart levantou a cabeça.
— Edelgart jurar... nunca mais se opor.... ao desejo do.... Rei Demônio-sama.

Pode ser dito que não haveria problemas deste lado. Edelgart era originalmente do tipo com que se poderia conversar e colocava ênfase em sua lealdade ao Rei Demônio acima do desejo de ferir aos membros das Raças.


Se você gostou deste capítulo, CLIQUE AQUI, solucione o Captcha e aguarde

por 5 segundos, assim estará apoiando a Anime X Novel!



Share on Google+

Faça uma busca aqui por mais Novels e Mangás em nossos Sites Parceiros!

You Might Also Like

Comment Now

0 comentários