Death March Webnovel 1-04

Posted



Death March 1-04
Aldeia Abandonada, Habilidades e Perdido

Olá, Suzuki está aqui. Estou tão solitário que posso acabar morrer de solidão. Eu verdadeiramente e genuinamente preciso de uma companhia.


◇◇◇


Depois de chegar à estrada, segui para o oeste; Faz sete dias desde então e ainda não alcancei um habitat humano.
Falando nisso, de alguma forma acabei ganhando essas habilidades: [Arrancada], [Manobra Dimensional], [Saltar], [Cantar], [Acampar] e [Lavagem]. No entanto, elas permanecem cinza (Desativadas) porque ainda não aloquei pontos nelas.
Parece que aprendi [Arrancada], [Manobra Dimensional] e [Saltar] após a segunda Chuva de Meteoros, mas esqueci desse fato por causa de toda aquela confusão.


◇◇◇


No oitavo dia, finalmente encontrei uma aldeia no mapa. Eu corri para lá, mas não há presença de pessoas de acordo com o mapa.
Pergunto-me se eles se refugiaram ou se foram mortos. Não, se tivessem apenas se refugiado, já teriam retornado, considernado que faz uma semana desde a Chuva de Meteros.
Em pouco tempo, cheguei à estrada que leva a aldeia, que tinha um Poste Guia bem largo de aproximadamente um metro e meio de altura, preso ao chão, com as informações escritas com algum tipo de tinta.
— Não consigo ler...
Algo está escrito, mas não consigo ler nada, sendo no mínimo diferente de qualquer língua que reconheço do mundo real. Na verdade, parece algum tipo de escrita fictícia de um jogo.
Eu coloco o mapa na ampliação máxima, revelando uma vasta área da região.
Enquanto um pouco irritado por não ser capaz de ler a pista há muito guardada, pressiono o ícone da aba guia no mapa. Não há nenhum significado real para esta ação, mas desta vez parece ter sido a escolha certa.
— [Bem-vindo a Vila Enikei], [Cidade de Seryu a 32Km], [Reino de Kazo a 105Km], agora consigo ler! Ou melhor, está tudo em japonês!
Várias telas se acumulam em cima do mapa, cada uma escrita em japonês. Esse é um dos efeitos de [Exploração Total de Mapa]? Parece ser uma benção do acaso.
Por enquanto, a cidade de Seryuu parece ser a mais próxima daqui.
Depois de todo esse tempo, decidi ir primeiro para a aldeia. Sei que não há ninguém lá, mas sinto que estaria perdendo algo se resolvesse seguir em frente!
Pode haver algumas missões escondidas lá! Se este é o meu sonho, deve haver uma!!!
Depois de apenas 5 minutos de caminhada, a aldeia já está a vista do outro lado do campo. Entre a rua estreita, se estendem canteiros que parecem ter sido abandonados por cerca de um ano. É um mundo inteiro de ervas daninhas.
Mesmo à distância, consigo ver que muitas casas parecem ter sido incendiadas e todas elas têm uma coisa em comum; o telhado foi completamente arrasado.
A julgar pela posição, parece ser uma [Vila Abandonada pelo Ataque de Dragões].
Não há ossos por aí, mas muitas coisas jogadas como cestas, enxadas e várias outras ferramentas agrícolas espalhadas, como se tivessem sido deixadas para trás com pressa.
Enquanto olhava para as ferramentas, embora seja um pouco exagero demais chamar de revelação, tive uma ideia.
— Se eu consegui a habilidade [Lavagem] apenas por lavar minha roupa suja, talvez consiga outras se começar a escavar a terra de uma fazenda?
Peguei a enxada e comecei a cavar com ela.
> [Habilidade Cultivo Adquirida]
> [Habilidade Agricultura Adquirida]
Apareceu no registro como esperado, embora eu não imaginava que  [Cultivo] também iria surgir.
Para melhorar, tentarei muitas outras coisas.
De repente, arranco o que parece ser um vegetal entre as ervas daninhas.
> [Habilidade Colheita Adquirida]
Isso é um pouco divertido.
Mas de todo modo, não está no modo fácil, não é? Venha para pensar sobre isso, o que é este vegetal? É um espinafre?
Eu olhei para ele e uma tela do [AR (Realidade Aumentada)] aparece dizendo "Erva Hisaya; Uma Hortaliça. Raramente é comida crua, sendo o senso comum processá-la como condimento ou picles." apareceu em cima da Erva.
Sim, ótimo. Parece que esta é uma função diferente da pesquisa do mapa.
Aliás, tentei arrancar outras ervas daninhas.
> [Habilidade Remoção de Ervas Daninhas adquirida]
Eu não cortei, apenas puxei.
Entrei em algo que parecia ser um depósito onde peguei um velho machado e o bati contra uma árvore adequada.
> [Habilidade Lenhador adquirida]
Eu me pergunto o que vem depois? Sinto vontade de experimentar algumas ideias.
Com a enxada, desenho uma formula matemática no chão.
[1 + 1 = 2], ali.
> [Habilidade Aritmética Adquirida]
Fumu, vejamos como fica [E = mc²].
> [Habilidade Conhecimento Perdido Adquirida] 
A famosa teoria da relatividade é um conhecimento perdido?  Eu preferiria ganhar uma habilidade de voo ou coisa assim...
Desta vez estou desenhar alguma coisa aleatória com caracteres japoneses.
> [Habilidade Dom Artístico Adquirida]
Um pintor de verdade ficaria bravo com isso.
Em seguida, escrevi [O | X], o que fez com que parecesse um jogo infantil.
> [Habilidade Jogo Adquirida]
Qualquer coisa serve?
Eu começo a tentar uma ideia depois da outra.
Tentei raspar a madeira queimada de uma casa com uma faca na forma de uma lança.
> [Habilidade Carpintaria adquirida]
> [Habilidade Criação de Armas adquirida]
Pegando uma vara e uma tira de couro do [Armazém], faço uma vassoura improvisada e começo a varrer o chão.
> [Habilidade Artesanato em Couro Adquirida]
> [Habilidade Limpeza Adquirida]
Estou ficando sem material para testar. Quando tentei encontrar mais ferramentas, descobri um cemitério com um santuário para alguma divindade local.
Desde que cresci no campo inadvertidamente uno as mãos como se rezasse para os meus antepassados. Também ofereci um pouco de carne seca, como oferenda, e derramei alguns cálices de licor.
> [Habilidade Oração Adquirida]
> Título [Crente Devoto Adquirido]
Umu, eu não pretendia obter uma habilidade com isso, mas... enfim, estou cansado de adquirir novas habilidades, vamos sair logo dessa aldeia.
O sol já estava se pondo assim que saí da Aldeia e fui de volta para a estrada. De acordo com o Poste Guia, eu chegaria em Seriyuu se continuasse por esse caminho. Depois de acostumar meus olhos com o escuro, comecei a correr pela estrada e, perto do amanhecer, chequei a cidade.
Abro o mapa ampliado para exibir toda a extensão de Seriyuu e, é claro, ao contrário da Vila Enikei, tem muita gente.
— Finalmente, finalmente a civilização...
Eu choro enquanto tremendo com a expectativa de finalmente falar com uma pessoa.
....Este é um sonho bem longo, vocês não acham? 


Se você gostou deste capítulo, CLIQUE AQUI, solucione o Captcha e aguarde

por 5 segundos, assim estará apoiando a Anime X Novel!





Share on Google+

Faça uma busca aqui por mais Novels e Mangás em nossos Sites Parceiros!

You Might Also Like

Comment Now

0 comentários