Death March Kara Hajimaru Isekai Kyousoukyoku Web Novel Online 4-05

Posted



Death March Web Novel Online 4-05

[O Mercado de Pulgas – Parte 2]





Satou aqui. Eu me pergunto por que mesmo aqui, em outro mundo, gente querendo subir na vida às custas dos outros têm sempre a mesma atmosfera em volta deles? Para início de conversa, só de ter a habilidade [Fraude] já é o suficiente para ser preso neste mundo...

◇◇◇

De repente, o radar que só vinha apresentando marcações brancas, mostrou uma marcação vermelha.
Está chegando perto.
Um fingindo cambalear enquanto se joga de cabeça para cima de mim, segurando uma caixa enfaixada com um pano vermelho. Trata-se de um vigarista, ou melhor, um trambiqueiro a fim de tentar extorquir algum dinheiro de nós.
A investida dele veio numa velocidade e distância que normalmente seria impossível de se evitar, mas eu facilmente me esquivei dele como se fosse a coisa mais natural. Do ponto de vista de alguém que estivesse passando, pareceria que o homem simplesmente caiu sozinho. O fato é que foi realmente isso, mas...
— AAAAAAAAHHH!!! MINHA HERANÇA DE FAMÍLIA!!!
Ele gritou feito um louco, mas não tinha nada a ver com a gente. Depois que desviei dele, confirmei que tanto Liza como Arisa nem prestaram atenção no escândalo e continuaram a caminhar atrás de mim. Pelo visto, a Arisa também percebeu qual era a dele com a ajuda do [Detectar Malícia].
— EI, VOCÊ! NEM PENSE EM DAR NO PÉ!
O homem tentou me agarrar com uma mão enquanto segurava o pote com a outra, mas no exato momento em que ele iria me tocar, o coloquei para dormir no mesmo instante. As pessoas em volta olharam para isso como se o cara tivesse desmaiado por causa da tensão. Só foi possível lidar tão suavemente com a situação por causa da minha habilidade [Rapto]. Caso eu dependesse apenas da habilidade [Combate], a confusão seria enorme.
Eu cuidadosamente coloquei o homem desmaiado em um beco nos fundos, mas antes de ir embora, chequei as informações dele para ver se não teria algum amigo por perto. Felizmente, ele não estava filiado a nenhuma guilda de bandidos.
Deixá-lo ali provavelmente vai fazer com que todos os seus pertences sejam roubados, mas pelo menos não vão tomar a sua vida.
— Cara, a segurança por aqui é bem ruizinha~
— Não é? Na primeira vez em que vim para o distrito leste, o conteúdo da minha carteira sumiu quase que na mesma hora.
Falando nisso, mesmo a segurança por aqui sendo tão ruim, como é que tem tantas lojas caras por essa região? O pessoal da prevenção contra crimes vai ficar bem?
No final, acabei começando a me preocupar por coisas que não tinham qualquer relação comigo.
Olhando atentamente, havia diversas pessoas de físico chamativo que claramente não pertencia a um comerciante. De acordo com a leitura do [AR (Realidade Aumentada)], eles faziam parte da Corporação de Vigilantes do Distrito Leste, uma das guildas de proteção. Aparentemente, diversos grupos faziam a guarda dessa região ao mesmo tempo.

◇◇◇

Nesse momento, estávamos andando na área do mercado de pulgas especializada em cerâmica e porcelanato. Eu comprei uma vasilha com tampa para colocar óleos e medicamentos. Essa era exatamente igual ao do Conjunto de Alquimia, mas não tem perigo desse tipo de recipiente acabar reagindo quimicamente com o produto?
O que me lembra, eu comprei o conjunto de alquimia, mas ainda não abri o livro uma única vez...
Uma multidão tinha se formado um pouco à frente de nós.
— Eu me pergunto o que pode ser tudo isso~♪ — Arisa disse antes de se enfiar no meio da multidão, mas logo retornou com uma cara aborrecida.
— O que foi?
— Como disseram que se tratava de uma ferramenta mágica, achei que poderia ser alguma coisa de interessante... Mas é só um pião que gira quando você coloca poder mágico. O mais absurdo de tudo é que o cara está pedindo uma moeda de ouro por isso! Essa multidão inteira é feita só de gente que está curiosa.
Como é que é?
— Como se coloca poder mágico nele?
— Tem um tipo de aparato mágico, com formato de disco, em que você derrama seu poder diretamente com as mãos. Assim que você solta ele, a ferramenta se move. O quê? Não vai me dizer que está interessado naquele brinquedo!?
Deixei a Arisa, que praticamente acabou de me chamar de “infantil”, de lado e fui na direção da multidão.
Quando a apresentação acabou, as pessoas se dispersaram. De acordo com a habilidade [Avaliar] o objeto à venda é chamado de [Círculo Giratório], mas como a descrição era meio comprida, resolvi deixá-la de lado. O diâmetro do disco era de cerca de 20cm, um pouco grande para um pião, e o valor de mercado foi de 2 moedas de ouro.
Algumas crianças ficaram fazendo birra para o vendedor continuar girando o disco, mas firmemente se recusou porque não tinha mais poder mágico restando.
— Olá, se estiver tudo bem para você, eu poderia derramar o meu poder mágico.
— Ah, foi mal mesmo, Nii-san. Por favor, segure o disco com as duas mãos e circule o seu poder da mão direita para a esquerda. Uma luz azulada vai começar a brilhar depois de algum tempo, então você vai poder parar de carregar a ferramenta e gentilmente colocar o disco no chão.
O dispositivo ficou completamente carregado depois que coloquei de 1 a 2 pontos de MP. De olho no relógio, eu solte o disco no momento em que achei mais apropriado.
A leitura do [AR] apresentou o número de rotações quando eu fiquei encarando. Foram 600 rotações em 10 minutos e, o mais importante de tudo, a velocidade se manteve constante durante todo o tempo até que a mana da ferramenta acabasse. Dependendo da forma como você usar isso, essa ferramenta poderia ser útil um gama enorme de coisas.
Assim como a Arisa, alguns curiosos vieram dar uma olhada, mas, assim que ouviram o preço, logo saíram.
— Senhor, tudo bem se eu fizer um experimento com ele? Caso quebre, não se preocupe, eu irei pagar por isso.
— Bem, se possível, eu gostaria que você o comprasse mesmo sem quebrar...
 O vendedor tinha razão no que estava dizendo, mas como não conseguia nenhum cliente, decidiu aceitar a minha proposta mesmo sendo uma possibilidade bastante remota de venda.
Eu pedi para que a Arisa colocasse o poder mágica dela e, desta vez, foi necessário 5 pontos de MP.
Será que existem diferenças individuais?
O número de rotações foi o mesmo de antes, mas eu pressionei o disco pelos dois lados após apenas 3 minutos de rotação. As crianças começaram a reclamar disso, mas as ignorei completamente.
A força de rotação foi surpreendentemente grande. Mais ou menos a mesma que a de um motor de carrinho de controle remoto.
>Habilidade: [Experimentação] foi adquirida.
>Habilidade: [Verificação] foi adquirida.
Quando tirei algumas moedas de ouro da carteira, o vendedor prontamente me disse o nome do inventor, já que ele não tinha nada a perder com isso. Esta ferramenta mágica tinha sido criação do inventor Jahad, um velho feiticeiro que vive na Capital Real. Aparentemente, ele era famoso por inventar ferramentas mágicas sem sentido.
O vendedor me ofereceu 4 discos por apenas uma moeda de ouro. Eu poderia aproveitá-los para fazer uma série de experimentos.
— Se tu vai gastar dinheiro com alguma coisa, que ao menos seja...!
— ARISA! Não seja rude com o nosso Mestre! — Liza a interrompeu.
A Arisa vinha se portanto sem qualquer reserva comigo esse tempo inteiro, mas ao que parecia esse “tu” foi a gota d'água para Liza.
Rudy: As meninas tratam o Satou como “Goshujin-sama” que seria algo como “Amo, Mestre, Marido”, alguém importante. No caso, a Arisa usou um “Anta” que é uma forma rude de se referir a alguém.
— Ugh... perdão, Mestre.
E estranhamente ela acabou ficando bem obediente.
A Liza fica assustadora quando brava, por isso fico muito grato que ela tenha uma personalidade tão tranquila.
— Então, o que você ia falar?
— Ao invés de comprar brinquedos, o Mestre deveria comprar livros mágicos para mim.
— Eu tenho alguns livros de [Magia Cotidiana] comigo. Você quer?
— Prefiro algo que seja mais útil em batalha!
Hmm, acho que agora consigo entender um pouquinho da dor do autor do livro de Magias Cotidianas agora. Eu queria que pelo menos uma das meninas aprendesse a usar magia de recuperação.
Prometi a ela que a levaria para uma loja quando fomos comprar um mapa. Eu insisti que a loja de magias ainda deveria estar fechada, mas Arisa insistiu.

◇◇◇

— Jovem mestre, eu poderia ter um minuto do seu tempo?
Quando ouvi isso, não achei que fosse comigo, mas a pessoa que falou pareceu ter ficado um pouco perturbada quando a ignorei. Tratava-se de um homem de aparência elegante, mas o seu olhar afiado parecia o de uma serpente encarando uma presa.
— Posso ajuda-lo em alguma coisa?
— Por acaso o jovem mestre estaria familiarizado com um material alquímico chamado [Pó de Dragão]?
— Desculpe-me, mas desconheço.
O homem passou então a falar fazendo uma gesticulação exagerada.
— Acredito que você não saiba disso, mas quando se está preparando um antídoto é necessário uma receita diferente para cada tipo de veneno. No entanto este [Pó de Dragão] processado alquimicamente, pode usar usado para tratar qualquer tipo de veneno! Claro, se você viver uma vida ordinária, provavelmente nunca precisará se preocupar com venenos. Mas, no caso de Exploradores que adentram um labirinto, nunca se sabe quando poderá se deparar com um monstro venenoso, por isso carregar um antídoto é sempre necessário. Dessa forma, antídotos fabricados com [Pó de Dragão] são extremamente valiosos na cidade do labirinto.
Sem me dar tempo para interromper, ele continuou com a sua propaganda. Eu fiquei ignorando o tempo todo, só esperando que ele chegasse logo ao ponto.
— E esse [Pó de Dragão] é especialmente, especialmente para o jovem mestre, por um preço especialíssimo!
Em resumo, ele queria me vender o Pó de Dragão porque ele valia muito na cidade do labirinto.
Essa foi uma volta bem grande só para chegar nisso, não acham?
— Certo, eu entendo a sua história, mas, por que você não vai até a cidade do labirinto então?
— Essa era a minha intenção, mas neste momento tenho negócios a tratar no sul. Por isso estarei passando este maravilhoso produto para o jovem mestre que aparenta transbordar de talento para negócios.
Em com base no que ele diz que eu “transbordo de talento para negócios”? Além disso, seria muito mais fácil vender o produto numa firma do que para alguém pessoalmente num lugar como esse. Suspeito, muito suspeito.
— Tome, aqui está uma amostra e eu inclusive tenho um certificado.
Ele tirou um objeto do tamanho de pedrinha que, de acordo com a habilidade [Avaliar], se tratava do Pó de Dragão. Eu ainda não sabia se este ingrediente realmente servia para o antídoto universal. De qualquer forma, o preço de mercado da amostra foi de uma moeda de cobre.
Tentei educadamente recusar, mas o homem continuou a me pressionar por isso e não consegui me livrar dele. No final, acabamos indo até a carroça dele para dar uma olhada no estoque.
Em cima dela, diversas pedrinhas brancas estavam cobertas com um pano à prova d'água. Ele puxou o pano para mostrar as mercadorias... e continuou sua a sua propaganda. Foi então que vi a pessoa perfeita para lidar com isso. Vamos tragá-la para esta conversa.
— O que acha da qualidade do meu produto? Se você levar essa quantidade para a cidade do labirinto, vai conseguir uma soma de pelo menos 100 moedas de ouro. Por causa da aura radiante do jovem mestre, estou aberto a negócios.
— Infelizmente, eu não tenho essa quantia comigo em mãos. Na melhor das hipóteses, só posso lhe oferecer 20 moedas de ouro.
O homem elegante fez uma expressão decepcionada, mas eu notei como o canto dos seus olhos se mexeram levemente.
— Hmm, isso é um pouco difícil. Se você pudesse me oferecer 30 moedas eu aceitaria sem o menor problema...
— Entendo, é uma pena. Desejo-lhe mais sorte na próxima vez.
E assim eu me virei para ir embora, mas ele imediatamente correu para me impedir.
— Não, não, não, vamos levar em conta o futuro do jovem mestre. Vou aceitar a sua proposta de 20 moedas como uma forma de investimento para as suas perspectivas futuras!
Ignorando o puxa-saquismo dele, chamei um Gnomo que estava passando na rua. Aquele era o gerente da loja de alquimia.
— Como vai, Gerente-san?
— Hm? E quem diabos é você?
— Eu sou o alquimista novato que comprou um conjunto na sua loja no outro dia.
— Ah, sim. Como andam os treinos?
— Bem, é um pouco difícil.
— Sim, esse tipo de coisa não tem como ser feita da noite para o dia.
— Certo, Gerente-san, este senhor está negociando algo chamado [Pó de Dragão]. Que tal conversar com ele para estocar algum em sua loja?
Dizendo isso, apontei as “pedras brancas” na carruagem.
Certo, o truque deste vigarista era primeiro mostrar um [Pó de Dragão] real para alguém e então vender um carregamento de sal como se fosse a coisa real.
— O que diabos você está dizendo? Essas não passam de pedras de sal!
— EH!? SAL!?
Eu exagerei a minha surpresa enquanto dizia “QUAL O SIGNIFICADO DISSO!” fazendo com que o vigarista entrasse em pânico. Se ele corresse, pensei em deixa-lo, mas daí o guarda-costas bombado do Gerente teve outra ideia e rapidamente capturou o farsante...
Caras, vocês não brincam em serviço...
— Não acredito que fui envolvido num esquema tão barato.
O Gerente parecia realmente indignado.
— Muito obrigado pela sua ajuda, Gerente.
— Hmph! Acha que pode me enganar, seu bastardo? Você já deveria saber disso desde o início com a sua habilidade de [Avaliar]! Justamente quando achei que poderia me divertir pechinchando matérias-primas no mercado de pulgas, sou usado para me livrar de um peão descartável, ao invés.
Para apaziguá-lo, contei-lhe sobre a ferramenta mágica de giro que achei mais cedo e, assim que ouviu isso, ele imediatamente correu até aquele vendedor. O Gerente provavelmente teve a ideia e usar essa coisa para fazer a mistura de materiais.                                                                             
Death March Kara Hajimaru Isekai Kyousoukyoku / Death March to the Parallel World Rhapsody


Se você gostou deste capítulo, Solucione o Captcha de Doação e aguarde

por 5 segundos, assim estará apoiando a Anime X Novel!



Share on Google+

Faça uma busca aqui por mais Novels e Mangás em nossos Sites Parceiros!

You Might Also Like

Comment Now

0 comentários