Death March Kara Hajimaru Isekai Kyousoukyoku Web Novel Online 17-46

Posted



Death March Web Novel Online 17-46 

[Satou Morre]


Death March Kara Hajimaru isekai Kyousoukyoku / Death March to the Parallel World Rhapsody Ilulstração Web Novel Online Capítulo 17-46  Ama no Mizuhana-hime Deus Dragão Akon Kagura

Satou aqui. Em histórias de reencarnação ou de fantasmas, é comum se ver a cena onde o protagonista assiste ao próprio funeral. Em obras mais antigas, isso geralmente acontece na casa do protagonista, enquanto nos mais modernos, acontece nos cemitérios. Um indício da mudança da mentalidade das pessoas com o passar do tempo. Apesar de ter dito tudo isso, não é como se eu quisesse experimentar esse tipo de coisa pessoalmente.

◇◇◇

Incontáveis luzes se dispersaram.
E uma sensação sufocante, como se meu corpo subitamente fosse jogado em gravidade zero, afligiu o meu corpo.
Eu... não consigo focar os meus pensamentos...
O que eu estava fazendo antes...?
O que aconteceu comigo...?
Luzes douradas e púrpuras brilharam no canto da minha linha de visão.
Alguém está lutando...
Pessoas importantes para mim...
— Arisa-chan, eu lidei com o Demônio Superior!
— Entendi! Mia, pode liberar o próximo Demônio!
— Nn, Vingador.
A Magia Espacial de Arisa [Labirinto Dimensional] e os Espíritos Artificiais de Mia estavam bloqueando a horda de Demônios, assim as meninas não teriam de lutar com mais de um ao mesmo tempo.
— “A vingança não leva a nada”, assim argumento.
Sendo afetado pela [Provocação] de Nana, um demônio do tipo cavaleiro (Vingador), se lança sobre a barreira dela.
— [Jutsu da Costura das Sombras]~?
Uma série de agulhas se estende para fora da sombra do vingador, costurando suas pernas contra o chão.
— Agora é hora do finalizador de Pochi, nanodesu! Avançar, < ATAQUE VORPAL (LUXION) >, nanodesu! — Pochi, envolvida em uma luz dourada, avançou contra o vingador.
Se não me engano, esse foi o novo nome oficial que Arisa deu para o movimento, porque Pochi não conseguia pronunciar direito “Modo Extra (Excellion), dizendo “Tá, tá. Então a partir de agora vamos chamar isso de Luxion”.
O vingador bloqueou o avanço de Pochi usando seu escudo negro.
— Propulsor de Cauda, nanodesu!
Com o grito de Pochi, um m[Disparo de Lâmina Mágica] disperso saiu da cauda dela, dando-lhe força suficiente para perfurar o escudo. No entanto, o vingador inclinou a cabeça, evitando o golpe mortal por um fio de cabelo.
— Nin, nin~? Tama, caçadora de cabeças precoce~?
Tama apareceu do nada, cortando habilmente o pescoço indefeso do vingador. Mesmo ele não pode reagir rápido o suficiente para impedir uma ninja que surgiu dentro de sua barreira.
Mesmo sem cabeça, o corpo do vingador ainda balançou a espada contra Tama.
Que cara mais insistente.
— Apontar... Fogo!
O disparo de Lulu atingiu a espada do vingador na hora certa.
— Sankyuu
Tama agradeceu à Lulu enquanto escapava pelo ponto cego do vingador, que continuava a perseguindo.
Saindo de seu posto defensivo, Nana disparou para frente do vingador com o auxílio dos propulsores de seu Exoesqueleto de Batalha.
— < SOBREPONHA > Armadura Explosiva!
Nana ativou com sucesso seu golpe finalizador, explodindo camada após camada da barreira defensiva do vingador.
— “Todas as defesas foram destruídas”, assim reporto!
— Ok!
 Numerosas lanças semitransparentes dos mais diversos tipos caíram sucessivamente.
— Agora ele está preso!
— Afirmativo!
Assim que recebeu o aviso de Hikaru, Liza ativou o círculo mágico de aceleração da armadura de ouro dela, lançando-se da catapulta em pleno ar.
— < PENETRADOR DRACÔNICO (HEXA)! >
O finalizador dela abriu seis buracos no corpo do vingador, de onde luzes azuladas surgiram, o rasgando por dentro, antes que finalmente pudesse se dispersar em névoa negra.
Excelente, meninas.
Elas conseguiram vencer um inimigo muito mais forte do que um Rei Demônio comum sem a menor dificuldade.  
Pelo visto, todas elas conseguiram romper o limite do level 100. Eu queria saber se não existe esse limite no Submundo ou se é simplesmente muito fácil de se evoluir aqui?
Cada uma delas se tornou muito mais forte do que quando as conheci. Acho que já posso deixá-las cuidar das minhas costas sem qualquer preocupação~
Oh?
É impressão minha ou consigo ver uma espécie de aura negra envolvendo as meninas?
Isso não parece bom.
Não sei porque, mas estou certo disso.
Eu estendi as minhas, não sei de onde saíram, mãos em direção às garotas e rasguei a aura negra.
Com isso, tudo deve ficar bem.
Enquanto eu as assistia, Arisa pareceu ter ficado surpreendida de repente.
Será que alguma coisa aconteceu?
Talvez Zena-san e as outras que ficaram na espaçonave estejam com problemas?

◇◇◇

Luzes se dispersaram e o cenário à frente dos meus olhos mudou para os jardins suspensos, onde a nossa espaçonave ancorou.
Incontáveis demônios a cercavam. Embora a maioria fosse composta por demônios inferiores e intermediários, alguns de nível superior estavam misturados entre eles.
— KARINA KIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIICK!
Lady Karina, equipada com seu exoesqueleto de batalha, lançou seu finalizador contra um demônio superior ao mesmo tempo em que exterminava os demônios inferiores ao longo do caminho.
Diferente dos outros exoesqueletos de batalha, esse parecia mais com um robô pelo fato de não se poder enxergar a quem o equipava.
Talvez tenha sido um erro ceder aos apelos de Arisa e Hikaru quando eu estava construindo isso.
Rudy: Satou-kun está triste por ter perdido a chance de deslumbrar o balanço dos peitos demoníacos =/
— Karina-sama! Não se afaste tanto!
Zena-san, vestindo o mesmo modelo de Exoesqueleto de Batalha Pesado que Lady Karina, exterminou os demônios intermediários nos arredores.
Eu percebi um demônio do tipo canhão alvejando ela de um ponto cego.
Zena-san, atrás de você!
Seja o meu grito ou por algum sexto sentido, Zena-san subitamente se virou e desviou do disparo.
Ufa. Por favor, fique sempre em alerta quando estiver enfrentando múltiplos inimigos.
— Coloque as defesas da nave em potência máxima! Interceptando inimigos vindo pelo céu com a artilharia anti-aérea!
— As defesas já estão na potência máxima! Vamos lançar uma varinha modelo nave para reforçar as defesas! Núcleo-02, por favor, aumente a saída da fornalha!
— Não dá! O Gerador não vai suportar se fizermos isso!
— Iremos pensar em alguma coisa mais para frente. Por hora, a nossa maior prioridade é assegurar este lugar para quando Satou-sama e as outras voltarem.
Princesa Sistina, Sera e Núcleo-02 pareciam ter chegado ao seu limite.
Mas vai ficar tudo bem. Eu vou fazer alguns ajustes para que o gerador não quebre tão facilmente.
Como a Núcleo-02 não era tão experiente quanto a Nana, decidi ajustar a fornalha para ela, aumentando a saída temporariamente. Isso podia custar um pouco da vida útil do equipamento, mas contanto que pudessem sair em segurança do Submundo, não tinha porque esquentar com isso.
— Eh? A saída de potência começou a se estabilizar? Sera, tem mais energia indo para o seu lado. Com isso a gente pode ativar os bombardeios antiaéreos agora mesmo!
— Tudo bem, Núcleo-02. Por favor, foque em comandar os golens de reparo da nave e deixe os danos que estiverem além da capacidade de auto reparo por conta das minhas unidades.
As unidades golem sob o comando da Princesa Sistina estavam dando duro para se livrar dos demônios inferiores que se aproximavam por baixo da espaçonave.
— Terceira unidade, mova-se para a quarta linha defensiva. Quarta unidade, continue com o suporte à Zena.
— ... ■■■■ [Domo Sagrado!]
A Magia Sagrada de Sera cobriu o exterior da nave juntamente com o efeito da habilidade única dela. Ao que tudo indica, essa era a última linha defensiva.
— Tina, os reparos da nave principal foram concluídos. Tudo o que falta agora são os circuitos de movimentação no espaço.
— Obrigada, Núcleo-02. Sera, tudo bem coma  [Barreira Contra Miasma]?
— Sim, está consumindo mais energia do que o previsto, mas deve durar pelas próximas três horas.
Hmm, menos do que o antecipado.
Eu mudo minha linha de visão para o gerador mantendo a barreira contra miasma. De repente, uma nova ideia que não tive durante a construção surgiu em minha cabeça.
Vou conseguir corrigir isso num instante.
Os meus dedos se moveram, aperfeiçoando os circuitos aqui e alí. Os ajustes seguiram tranquilamente, agora que eu podia ver o fluxo de mana e de miasma melhor do que antes.
— Tina-sama! Os circuitos do gerador da barreira contra miasma, começaram a ganhar mais força de repente! Desse jeito, nós vamos conseguir aguentar pelas próximas oito horas!
Sim, essa é uma boa notícia.
Todo mundo está dando o seu melhor.
No instante em que me senti aliviado, minha mente acabou ficando em branco. Essa sensação meio que lembrava a de estar assistindo a um sonho.
A cena à minha frente agora era de Aze-san se preocupando comigo e com os guardas dela, enquanto Shiro e Crow tentavam animá-la. Ao mesmo tempo, vi o [Rato Sábio] Chuu Fat e os seus súditos, os Cavaleiros Corvos do Império Subterrâneo patrulhando no céu de Shiga.
Rudy: Os [Cavaleiros Corvos] são ratos montados em cima de corvos que servem ao Chuu Fat.
O [Pássaro Divino], Hisui piava freneticamente, parecendo alarmado por alguma coisa.
Ei, você está deixando a Princesa Doris preocupada. Tente baixar o volume um pouco.
Eu pude ver o pessoal da Firma Echigoya, do território Muno, da cidade do labirinto, Lady Ringrande e suas companheiras, diversas pessoas em diversos lugares trabalhando duro.
Era como se a minha consciência tivesse se dissolvido pelo mundo todo.

◇◇◇

MESTRE!
De repente, a minha vista voltou em um determinado ponto no Castelo do Rei Demônio.
MESTRE!
Parece que eu estou sendo puxado pelos gritos de Arisa...
Ela e as garotas estavam avançando pelo corredor em um ritmo desesperado, sem o menor vestígio das táticas de segurança que elas estavam empregando antes.
— SAIAM DO MEU CAMIIIIIIIIINHOOOO!!!
Luzes roxo-escuras emergiram do corpo de Arisa, sendo seguidas por uma intensa chama branca que engoliu a todos os demônios.
— Arisa, “recomendando que se segure no uso de habilidades únicas!”
— ME DEIXA! O MESTRE! RÁPIDO! TEMOS QUE CHEGAR ATÉ ELE AGORA!
— Arisa, para com isso! O Mestre não ia querer que você agisse desse jeito!
É isso mesmo, Arisa. Você deveria dar ouvidos para Nana e Liza. Veja, seu corpo já começou a se transformar no de um Rei Demônio.
Eu acaricio os cabelos de Arisa, gentilmente restaurando a sua alma que estava prestes a se romper.
Talvez tenha algo que eu possa fazer para deixá-la mais resistente?
Eu quebrei uma parte de mim mesmo e usei isso para reforçar a alma de Arisa.
Sim, isso deve servir.
— Mais vindo~?
— Mm, hordas.
Um imenso exército de demônios surgiu na frente das garotas.
— PAREM DE NASCER UMA ATRÁS DO OUTRO QUE NEM BARATAS!
— Arisa-chan, tem Reis Demônios no meio deles!
— Pochi já viu aquele Vingador-san de chifre quebrado antes, nodesu!
Reis Demônios e Vingadores que as meninas já haviam vencido começaram a renascer no meio da horda de demônios.
— [Enquanto for à vontade do Deus Demônio-sama, nós somos indestrutíveis!] — Gritou um dos Reis Demônios.
Indestrutível...?
Essa palavra começou a reverberar na minha mente...

◇◇◇

— Não Satou... como isso foi acontecer com você? Como você pode morrer?
Uma espécie de altar multicolorido igual a um arco-íris, refletiu em minha vista que se recuperava. A misteriosa menina da pintura estava vestida como uma sacerdotisa shintoísta.
Agora já sei quem é ela.
— Ainda se sentindo sonolento?
— Não, estou bem agora.
Eu me levanto logo em seguida.
— Você é...
Meus olhos encara a misteriosa menina.
— ... Ama no Mizuhana-hime.
A Divindade adorada no templo da família de HIkaru.
— Ou eu deveria dizer que neste mundo você é o Deus Dragão Akon Kagura, que me convocou, estou certo?
A misteriosa menina olhou para mim de cima à baixo antes de dizer:
— Correto. Quando você descobriu?
— Eu já tinha lá as minhas suspeitas desde há muito tempo, mas só fiquei convencido agora.
Essa frase era a favorita dela das minhas memórias de quando brincávamos juntos.
— Onde é que nós estamos?
— Num lugar que fica na interseção entre a vida e a morte.
— Isso significa que eu posso retornar?
Para a minha pergunta, a menina – Kagura, respondeu:
— Como você ainda não tinha qualquer experiência de morte, Ichirou, as suas almas se espalharam para todo lado. Nós vamos precisar aguardar até que elas voltem a se reunir aqui.
As “minhas almas” se espalharam para todo lado?
“Se uma porção de alma não é o suficiente, então você só precisa juntar vários pedaços delas em uma só!” — Essas palavras subitamente cruzaram a  minha mente.
— Então você está dizendo que eu sou a forma consciente da união de múltiplas almas de Suzuki Ichirou que foram reunidas em diversos mundos paralelos?
—  Correto. Você é o agregado de todos os Suzuki Ichirou que existem, com exceção daquele que se tornou o Deus Demônio. Embora eu tenha dito “Convocação” antes, na verdade a palavra “Reencarnação” seria mais exata aqui. Você é a junção de todos os Suzuki Ichirou sendo um Suzuki Ichirou a si mesmo.
Muito confuso.
Então, essa era a razão para as inconsistências nas minhas memórias e na sensação de já ter experimentado coisas que claramente nunca fiz.
Saber disso não foi um grande choque seja porque eu já esperava por isso ou por causa do lugar onde estávamos.
Entretanto, tem uma coisa ainda me incomodando.
— Por que só o Deus Demônio não faz parte de mim?
— Porque aquele Suzuki Ichirou é de certa forma especial.
As palavras de Kagura tinham uma mistura de nostalgia e tristeza, perfurando de leve o meu coração.
— Especial? — Eu olhei bem fundo nos olhos cor de arco-íris dela.
— Em meio a um número exorbitante de mundos paralelos, aquela criança era a única que se tornou... um lolicon.
— ...
Meu corpo desabou.
— Ei, eu estou falando sério.
— Mas eu também. Todos os outros Ichirou que conheci, me viam como sendo sua melhor amiga. Aquela criança foi a única a ver em mim e minha aparência juvenil como um interesse amoroso.
Não faço ideia de quantos sejam os “outros Ichirou”, mas pela sensação que eu tinha das almas dentro de mim, esse número facilmente excedia os milhares ou dezenas de milhares.
Pensando bem, ter apenas um lolicon entre elas é algo a ser elogiado.
Deixando isso de lado, ainda falta uma pergunta.
— Era mesmo necessário convocar um coletivo de mim?
— Eu fiz isso exatamente porque era necessário.
— Necessário para me fundir a ele, o tornando um ser completo?
Se esse fosse o motivo, então seria realmente triste já que a minha existência, que a vê como minha melhor amiga, só serviria para completar a existência do único Suzuki Ichirou que a ama.
— NÃO! ERRADO!
Que alívio.
— Ichirou, eu preciso de você para parar o Deus Demônio.
Kagura disse que ela desejava que eu a ajudasse a salvar o Deus Demônio, que foi corrompido por não aceitar o fato de que nunca alcançaria o seu ideal com as próprias mãos. Ela não poderia suportar em vê-lo de maneira tão miserável.
— Você não conseguiria fazer isso por si mesma, Kagura?
— Não, eu não posso. Eu jamais poderia levantar a mão contra o Ichirou e nem quero, nunca, jamais.
Bem, suponho que ninguém teria a coragem de matar a pessoa a quem mais queira bem.
— Não podemos voltá-lo a ser como era antes de se corromper?
— Isso não tem como ser feito por métodos convencionais.
— E que tal voltar no tempo?
— Manipular o tempo é um tabu, sabe? Tentar fazer isso é mesmo que se jogar em um loop infinito e tudo o que lhe espera é uma jornada desesperada para todo o sempre.
Não dera que não existam Magias Temporais.
Suponho que este seja o motivo para a minha convocação.
— Então, você se deixou ser morta pela minha [Chuva de Meteoros] daquela vez?
— Sim, até que o seu corpo se adaptasse ao coletivo de almas de Ichirou, o [Indestrutível] não funcionaria, por isso fiz com que você aumentasse de level derrotando a mim e aos meus familiares. Assim, você não morreria tão facilmente.
— Já que você é uma Deusa e tudo, por que não me fez ganhar alguns leveis assim que reuniu as minhas almas?
— Ichirou, você tem expectativa muito altas para nós Deuses. Eu não podia trazer de uma vez o seu corpo recém-unificado, por isso precisei usar o sistema que já existia nesse mundo.
Entendo, essa foi a razão dela fazer as coisas de maneira tão complicada. Mas mesmo assim...
— Você sacrificou seus próprios familiares para isso?
A imagem do sorriso de Arisa surgiu por um instante na minha mente.
Para mim, familiares são como uma família. Será que não é o mesmo para a Kagura?
— Não se preocupe, as minhas crianças retornarão também assim que eu for revivida.
“Portanto, não precisa se importar de fazer isso dos cadáveres no seu [Armazém]”, completou Kagura.
— Falando nisso, por que você não reviveu a si mesma mais cedo?
Lembrei de uma cena onde a Kagura me disse que “Deuses são omnipresentes”, de volta no Japão.
— Aahaha, foi pelo seu bem, Ichirou. Pode-se dizer que a minha existência funciona como uma cola para manter as suas almas juntas. Quando a hora em que você não precisar mais disso chegar, eu vou ser revivida imediatamente e o sinal disse será quando a sua última habilidade única for liberada, Ichirou.
Entendo, o [Indestrutível] foi a única habilidade minha a ser ativada. O [Criar Unidades] continua desligado.
— Mais alguma pergunta?
— Não, isso já é o suficiente.
— Mesmo? Então, posso ouvir a sua resposta?
Kagura olhou para mim com uma expressão ansiosa.
— Tudo bem, pode deixar comigo. Mas depois você vai ter que ouvir o monte de reclamações que eu tenho por ter encerrado a minha vida no Japão do nada.
— Ah, se é sobre isso, então não se preocupe. O “Ichirou” de agora é perfeitamente capaz de recuperar a sua vida no Japão, caso queira.
Ah, essa é uma boa notícia. Vou fazer questão de pedir a ela para me ensinar isso depois.
No entanto, provavelmente eu perderia os meus poderes após isso, portanto era uma coisa para se deixar para depois que eu terminasse o meu turismo neste mundo.
— Bem, vou indo agora.
— Ichirou, por favor cuide do Deus Demônio... o seu outro “eu”.
— Claro, pode deixar.
Com essas palavras, deixei para trás o mundo cor de arco-íris.

◇◇◇

— NÃO PODE SER! COMO VOCÊ REVIVEU!?
No instante em que abriu os meus olhos, a primeira coisa que vi foi o Deus Demônio bem na minha frente.
— Não, já sei! Deve ter possuir a habilidade única [Retornar da Morte]!
[Indestrutível], na verdade. Não é como se ela pudesse reescrever o que já se passou.
— Ótimo, ótimo. Nesse caso, tudo o que preciso fazer é obliterar a sua alma de maneira que seja impossível a ressurreição!
O Deus Demônio produziu com suas mãos uma espada dimensional e outra niilista.
Bem, não faço a menor ideia do que vou poder fazer estando apenas no level 1, mas acho que vou dar o meu melhor para cumprir a minha promessa com a Kagura.


Death March Kara Hajimaru Isekai Kyousoukyoku / Death March to the Parallel World Rhapsody


Se gostou deste capítulo, Solucione o nosso CAPTCHA DE DOAÇÃO e aguarde

por 5 segundos, assim estará apoiando a Anime X Novel!



Share on Google+

Faça uma busca aqui por mais Novels e Mangás em nossos Sites Parceiros!

You Might Also Like

Comment Now

0 comentários