Death March Web Novel Online 17-38

Posted



Death March Web Novel Online 17-38 

[O Portal Para o Submundo – Selamento]


Death March Kara Hajimaru isekai Kyousoukyoku / Death March to the Parallel World Rhapsody Ilulstração Web Novel Online Capítulo 17-38 Liza, Tama, Nana, Pochi e Lulu

Satou aqui. Durante o estágio final de um conto é comum que o protagonista acabe ficando preso em uma série de acontecimentos. Sinceramente não desejo que algo assim aconteça na vida real, pois eu sempre fui do tipo que nunca conseguia assumir a direção das coisas que acontecem na minha vida…

◇◇◇

— Arisa, preciso da sua ajuda para selar o [Portal Para o Submundo].
— Ok, pode contar comigo!
Arisa deu imediatamente o seu consentimento ao meu pedido.
— Por favor, mantenha estável o espaço ao redor do portal.
— Certo~
A Magia Anti-Divina que usei para derrotar os Demônios de Habilidades Únicas que guardavam o portal acabou desestabilizando o espaço ao redor dele e obliterando por completo os subespaços adjacentes. Por causa disso, um subespaço grotesco de coloração púrpura começou a fluir para fora das paredes, meu causando uma forte náusea.
Eu prossegui para dentro dele enquanto carregava Arisa em meus braços.
— Ughe, até o portal parece nojento quando de perto.
— Provavelmente não era assim antes.
O [Portal Para o Submundo] eram constituído de um misterioso metal cor púrpura com textura que lembrava o rosto de diversas meninas encravadas nele. No entanto, por causa da estranha veia escura pulsando por cima da superfície, o rosto delas ficou distorcido, como se estivessem em agonia.
Rudy: Considerando que o Deus Demônio é o Satou Lolicon, provavelmente deveria ser um portal rosa, cheio de crianças entralhadas.
O fato de que essas veias não desapareciam mesmo depois de banhada pela minha Luz Espiritual significa que deve ser uma porção altamente concentrada.
— Me pergunto se o espaço que se encontra após este é o Submundo.
A minha habilidade [Orelhas Atentas] captou o leve murmúrio de Lady Ringrande.
Ah, é mesmo. Elas não tinham visto ainda o espaço misterioso que existe dentro das paredes das Torres Púrpuras.
— “Negativo”, assim reporto.
— Nn. Subespaço misterioso.
Nana e Mia trataram de informar a Ringrande o resultado de nossa investigação anterior.
— Mestre, eu consegui manter a estabilidade do espaço, mas o feedback que estou sentindo é um pouco estranho.
Ela tomou de conta do meu pedido com grande agilidade.
— Muito bem, conto com você desse lado, mas se acontecer qualquer coisa, fuja imediatamente.
— Tá. Tenha cuidado você também, Mestre.
Deixando o resto com ela, coloquei a mão sobre o portal. Como se tratava de um mecanismo de teletransporte, a forma de usá-lo não era a mesma que a de um portão comum.
A leitura do [AR] informava que a superfície dele estava coberta por diversas barreiras, mas elas simplesmente quebraram como vidro no momento em que as toquei.
Geh!
Agora que a barreira tinha sumido, ficou claro que a coisa preta na superfície não era miasma, mas sim o mesmo esgoto negro que o Deus Zaikuon usou para se fortalecer.
Ele se desgrudou do portal e disparou contra mim, como se fosse algum tipo de slime predador. No entanto, eu já havia antecipado isso e o destruí imediatamente com a Espada Divina, que felizmente desapareceu num instante, provavelmente porque era menos denso do que aquele que incrustou em Zaikuon.
Eu esperei até que a névoa púrpura-escura, quase negra, desaparecesse antes de tocar de vez no [Portal Para o Submundo]. Instantes depois,  meu corpo foi para o outro lado do portal.

◇◇◇
— …São esses os caminhos que levam para o Submundo?
Checado o nome do [Mapa], cheguei a conclusão de que este não era o submundo, mas sim uma espécie de caminho que foi criado por dentro do espaço misterioso. Existiam ao todo nove caminhos, mas somente 24 torres permaneciam de pé, o que significava que nem todas elas estavam conectadas aqui.
— Isso significa que o submundo fica logo à frente…
Bem, não tinha qualquer motivo para continuar seguindo até ele e seria muito chato acabar entrando em uma luta desnecessário só por causa da minha curiosidade.
Usando o mesmo feitiço espacial que Arisa usou do outro lado, penetrei a minha mana através dos [Caminhos Para o Submundo], especialmente na área que parecia ser a origem dele…
Assim que o permeei o suficiente, prossegui para a etapa seguinte. Eu iria usar o [Esmagador Dimensional] usando a magia que coloquei no espaço como combustível, destruindo todos os nove caminhos de uma vez.
[Esmagador Dimensional].
Luzes tão intensas quanto um Big-bang preencheram os caminhos e, momentos depois, vibrações e estrondos com uma intensidade o suficiente para me fazer sentir como se os meus átomos estivessem sendo decompostos, invadiram o lugar. De alguma forma consegui resistir a elas ao estabelecer numerosas barreiras do tipo [Castelo] e então chequei como ficou os arredores.
O esmagamento foi um sucesso.
Tudo no espaço tinha sido tão distorcido e despedaçado, que não se poderia dizer o que era o que.
Primeira fase, completada.
Próximo, seria apagar o que ainda restava de ligação com o Submundo usando a Magia Anti-Divina que Hikaru era especializada, o [Extinção Mitológica].
Hmm, tenho a impressão que foi mais destrutivo que o normal. Talvez seja porque a dimensão já esteja instável?
Acabei exagerando um pouco na dose. Não só os caminhos para o Submundo tinham sido obliterados como até o misterioso espaço onde eles existiam estava começando a desaparecer.
— Bem, vamos dar o fora daqui.
Eu pulei a parte de checar os resultados e prossegui para a etapa de selamento agora que o Submundo tinha sido completamente cortado do Mundo Humano.
O feitiço que escolhi para isso foi o [Jaula Mitológica], uma Magia Anti-Divina que melhorei a partir do feitiço que Corpse me ensinou para aprisionar os Deuses.
Entretanto, ele originalmente apenas servia para segurar Deuses e Reis Demônios, então precisei fazer algumas outras modificações. O truque só foi possível porque eu possuía uma noção completa de como era o código mágico original.
Vai ser preciso usar mais de uma vez, mas eu tenho tempo de sobra para isso.
A [Jaula Mitológica] se espalhou, engolindo diversas partes do [Caminho Para o Submundo]. Isso faria com que a criação de um novo canal entre os dois mundos fosse impossível.
— Selamento comple… eh?
Minha voz acabou se dispersando no meio da frase, provavelmente devido ao desaparecimento do espaço.
Seria ótimo se a distância do tempo-espaço entre o Submundo e o Mundo humano se esticasse mais um pouco, mas pelo visto não restavam mais opções. Caso eu permanecesse por mais tempo, poderia acabar ficando perdido no tempo e no espaço, então retornei para a frente do portal usando o [Alocar Unidades].
— Mestre!
— Estou de volta. Vou precisar limpar o resto, portanto vocês já podem ir na frente, meninas.
— Ok, [Teletransporte!] — Arisa levou as garotas para fora da torre.
 Agora eu só preciso apagar o portal e tudo vai estar feito.
Eu envolvi o portal com inúmeros [Castelos] e outros barreiras antes de destruí-lo usando a carga completa do [Queda Mitológica]. Dessa vez foi muito fácil, já que diferente de antes, só precisava sair destruindo as coisas. Depois de confirmar que não restava qualquer traço do portal, deixei a torre usando o [Alocar Unidades].
O meu plano era destruí-la por último, mas ela acabou ruindo por conta própria, provavelmente devido a perda de conexão com o Submundo.
De acordo com o meu [Mapa] todas as 23 torres remanescentes que não destruímos a pedido dos senhores locais acabaram ruindo também.
— Posso considerar o caso encerrado, então?

◇◇◇

— …Tem uma pessoa extra.
No momento em que me virei para as meninas, encontrei alguém que não estava presente quando entramos na torre.
— Irregular! Eu imploro, salve o meu senhor! — Uma garotinha de cabelo rosa começou a gritar enquanto me agarrava.
Eu então, olhei para Arisa procurando uma explicação.
— Sabe, ela estava perdida dentro daquele espaço misterioso.
Entendo…
Pelo visto essa menina de cabelo rosa estava vindo até a gente quando se perdeu. Tama e Pochi se aproximaram de mim com a calda entre as pernas.
— Sinto muito~
— Não foi culpa de Tama, nanodesu! Foi Pochi quem pediu para salvar a menina, nodesu!
— Não se preocupem. — Eu acariciei a cabeça das duas.
Quem seria capaz de passar um sermão a elas por terem salvado a vida de alguém?
— Mestre, as pessoas estão a vir da antiga capital. Talvez fosse uma boa ideia mudarmos de lugar.
— Entendido.
— Satou, nós iremos com você.
Lady Ringrande me pediu para trazer o grupo delas conosco.
— Eu sou o Herói Nanashi. Não me confunda com o Conde Pendragon.
— Você pode parar com essa farsa agora. Todo mundo já percebeu isso desde há muito tempo e ninguém tem a intenção de espalhar. Aqui e agora eu… juro em nome do Herói Hayato. Você poderia confiar em nós agora?
As demais seguidoras também fizeram um juramento em nome de hayato.
Bem, acho que não tem problema. Não acredito que elas iriam quebrar um juramento que fizeram no nome dele.
— Tudo bem, vamos todos juntos.
Movi o grupo inteiro para uma de nossas bases localizada no grande deserto ao oeste da cidade do Labirinto. Assim, não importava o que o Deus Demônio e a menina de cabelos rosa estivessem planejando, o efeito colateral seria mínimo aqui.
Como todas estavam cansadas, decidi fazer uma pausa na base e, já que lady Ringrande e suas companheiras sabiam da minha identidade, retornei a forma de Satou.
— Bom trabalho lá fora, meninas. Eu já deixei preparada a refeição de vocês o banho dentro da mansão. Sintam-se a vontade para se refrescar.
Coloquei por cima das mesas o banquete que havia deixado preparado dentro do meu [Armazém]. Também removi da minha [Coleção Onsen], banheiras o suficiente para trinta pessoas e as enchi com água de coloração branco-leite aquecida, que era ótima para recuperar a fadiga.
Rudy: Onsen em japonês é como são chamados os banhos em fontes termais.
— Ah, uma banheira!
— Sério, Satou-chi. Você é o melhor de todos!
— Sera, você vai entrar na banheira comigo, não vai?
— Ane-sama! Não me diga que você pediu para vir com a gente apenas por causa do banho!
— Ah, já entendi. Tudo bem, vou tomar o meu mais tarde.
Enquanto isso, algumas das garotas e as seguidoras de Hayato foram direto para o banho.
— É tanta carne que Pochi nem sabe por onde começar, nodesu!
— In~crível~?
— Tem até mesmo charque de [Pele de Prata] disponível.
— Pochi, vamos comer as carnes de hambúrguer juntas!
Como sempre, as meninas beastkin e Lady Karina estavam na facção carne.
— Ensopado de Cogumelo Fantasma.
— Mia, “esta sopa aqui está ótima também”, assim informo.
— Mia-sama, experimente este consomê também.
 Mia, Nana e a princesa escolheram o lado dos vegetais e sopas.
— Satou-san, este é para você e este é para aquela menina.
— Muito obrigado, Zena-san.
Zena-san nos serviu algumas bebidas.
— Mestre, não se esqueça de comer a sua porção também.
— Aqui, que tal alguns frutos?
— Obrigado vocês duas.
Lulu e Hikaru me trouxeram alguns sanduíches e frutas cortadas que poderiam ser comidas com uma só mão.
Depois de confirmar que todo mundo tinha começado a se banhar e a comer, me sentei no canto do salão para ouvir a história da menina. Arisa também veio junto, representando as garotas, enquanto Lady Ringrande representava as seguidoras de Hayato.
— Você me pediu mais cedo para salvar o Deus Demônio, correto? Poderia me dar maiores detalhes disso?
— Sim.
Entrei o suco que Zena-san me passou e ela começou a contar aos poucos,  entre as goladas.
— Alguém entre os deuses, penso que foi o idiota do Zaikuon, colocou o [Poder Proibido (Veneno)] dentro do Cristal!
O “Cristal” deve estar se referindo ao Cristal Divino [Crystal branco Radiante] que o Deus Demônio roubou dos Deuses dos Sete Pilares.
— E sabe o que é pior!? Foi todo o [Poder Proibido (Veneno)] que estava selado na lua!
Pelo visto, todo aquele lodo negro que levou o Deus Zaikuon a loucura, acabei indo parar dentro do Cristal.
— Se continuar assim, tanto o Submundo como o Mundo Humano que o senhor tanto queria proteger serão arruinados!
— Agora que o portal nas Torres Púrpuras foi destruído, a conexão entre o Submundo e o Mundo humano já não existe mais. Com isso, este mundo não corre mais perigo.
— Isso não é verdade!
A menina se levantou insistindo.
— Quero dizer, ainda tem os outros portais!
Eh?
— Onde!?
— Ainda tem o caminho na lua e nos labirintos. Um na [Caverna do Mundo] que fica dentro da lua e outro nos [Caminhos do Labirinto].!
Eu já estive em ambos por mim mesmo, mas nunca imaginei que eles teriam portais também.
— Tama! Verifique a lua lá fora!
Arisa deu a ordem para Tama, que estava perto da janela.
— Aye! Lua cheia… púrpura~?
— A dona Lua está babando para a carne que Pochi pegou, nanodesu!
Olhei para o céu pela janela, com um mau pressentimento. Mesmo que hoje deveria ser lua nova, uma lua cheia estava pairando assim como Tama alertou.
E está estranhamente maior que o normal.
— A fusão está… se iniciando… — Lady Ringrande murmurou enquanto boquiaberta.
O pensamento dela estava correto, o Submundo devia ter começado a se fundir com o mundo humano a partir da lua.
— [Núcleo-02, qual a situação no labirinto?]
— [Mestre, Satou! Acabei de receber uma mensagem do corpo principal do Núcleo do Labirinto! “Interferência de fora do labirinto foi detectada. O sistema foi imediatamente isolado, assim nenhum dano foi sofrido”!]
Fico contente de ter criado medidas para isolar o sistema imediatamente depois do hackeamento ocorrido durante a Punição Divina.
— Mestre, os outros labirintos estão bem?
— [Vou sair por uns instantes.]
Fui imediatamente até a Sala do Mestre do Labirinto Fantasmagórico, onde eu estava registrado como Mestre do Labirinto.
— [Mestre, o senhor recebeu a minha mensagem pela Núcleo-02?]
No instante em que cheguei, o Núcleo Principal entrou em contato comigo.
— Sim, recebi. Bom trabalho, Núcleo. Você consegue entrar em contato com os demais núcleos mesmo estando fora do sistema?
— [Sim, Mestre. Consegui me conectar com todos, exceto por um.]
— Exceto por um?
— [O “Labirinto do Demônio” que se encontra adjacente ao Núcleo da Cidade de Seryuu, ao norte do Reino Shiga, caiu sob as mãos de Demônios e agora está rejeitando a minha comunicação.]
Apenas um, hein?
No momento em que eu iria me mover para Seryuu com o [Alocar unidades] lembrei de uma coisa.
— [Núcleo, preciso que faça algo por mim.]
— [Qualquer coisa  que o senhor desejar, Mestre Satou.]
Pedi para ela criar Orbes de [Auto Status] para todas as garotas e eu os pegaria mais tarde. Desse modo, elas conseguiriam conjurar os feitiços sem precisar recitar, assim como Arisa e os Heróis.
Muito bem, a cidade de Seryuu ou a Lua… Qual deles eu deveria salvar primeiro…
Não havia nem o que se questionar, eu rapidamente parti para o resgate.


Death March Kara Hajimaru Isekai Kyousoukyoku / Death March to the Parallel World Rhapsody


Se gostou deste capítulo, Solucione o nosso CAPTCHA DE DOAÇÃO e aguarde

por 5 segundos, assim estará apoiando a Anime X Novel!



Share on Google+

Faça uma busca aqui por mais Novels e Mangás em nossos Sites Parceiros!

You Might Also Like

Comment Now

0 comentários