Isekai Maou Light Novel Online 1-1-7

Posted



Isekai Maou Light Novel Online Vol 1

[Capítulo 01: Sendo Invocado]




Parte 7
As duas garotas congelaram olhando para ele.
Ver a normalmente fria e reservada Rem com uma aparência tão assustada foi uma surpresa inesperada para Diablo. Quanto a Shera, ela tinha ficado paralisada ainda com um pedaço de pão na mão, mas alguns instantes depois...
— Bo-boa sorte para vocês. E-eu vou continuar aqui comendo! — Ela simplesmente virou o olhar e os ignorou.
Rem ficou indignada com aquilo e replicou com uma voz que parecia que iria chorar a qualquer instante.
— S-sua… Mesmo que por um curto período, nós fomos companheiras de viagem, não fomos!? Não dava para ao menos tentar me salvar!?





— E-ei! Já faz um tempo que tenho a impressão de que você fica me chamando direto de Elfa burra! Fora que não foi você mesma quem me chamou de musgo de parede ou coisa assim!?
— …Kuh, como foi que não consegui te enganar mesmo você sendo tão estúpida!?
— AH! Você me chamou de burra de novo! Pois agora que se dane! Eu não ligo mais!
— E-ei, qualquer pessoa com realmente vontade de salvar alguém iria ignorar isso! — Ela estava completamente assustada.
Infelizmente Diablo não tinha como controlar o que sairia de sua atuação como Rei Demônio. Se ele tivesse esse tipo de autocontrole, então teria conversado normalmente com elas desde o início.
Mesmo assim, ele tentou com todas as suas forças pensar em uma maneira para tentar acalmá-la um pouco. Para começo de conversa, não era como se ele quisesse tomar sua vida, seu objetivo era meramente descobrir qual o segredo ela estava escondendo.
— Ku-ku-ku… Não tema, sua vida não estará em perigo… Isso é, contanto que você cuspa logo para mim todos os seus segredos.
Talvez a nuancia do0 que ele queria dizer tivesse mudado um pouco.
Diablo tentou sorrir para ela e, como se tivesse aceitado o seu destino, Rem fechou os olhos e sussurrou “ …Me pergunto se posso dizer que 14 anos tenha sido uma vida longa o bastante. Mãe, pai… parece que estarei me junto ao lado de vocês hoje a noite…”
Ao que tudo indicava, teve o efeito oposto. Mas já que não havia outra opção, Diablo foi rapidamente em direção ao quarto carregando Rem nos seus ombros.

◇◇◇

Uma vez no quarto, ele trancou a porta.
Já era de noite e a única fonte de luz no quarto sombrio foi pequenas velas penduradas na parede. As únicas coisas distinguíveis naquela atmosfera foram a cama, as paredes e a imagem dos dois. Como não havia cadeiras no carto, Diablo deitou Rem sobre a cama e se virou para ela.
O rosto de Rem estava voltado para o chão, com suas orelhas de pantera estando completamente sem vida, tremendo sobre sua cabeça.
Ugh, cara como ela é fofa!
Eu queria tanto poder tocar nas orelhas dela!
Não, não é hora para ficar penso nisso agora! Eu preciso ter certeza de que ela vá me contar tudo nos menores detalhes!
Ele não queria ter de força-la a fazer isso, mas se fosse para os dois trabalharem juntos a partir de agora, seria necessário que ambos tivessem algum tipo de conexão.
— Existe apenas uma coisa que eu desejo saber… Por que a líder da Associação dos Feiticeiros fez todo esse caminho apenas para falar com você?
— …Eu não posso dizer. — Ela estava firme em sua decisão.
Embora estivesse assustada com aquilo, sua intensão de não falar até o fim continuava forte e por causa disso, Diablo ficou hesitante.
A razão para saber das circunstâncias de Rem foi para que pudesse ter em mente o nível de dificuldades que apareceriam quando tivesse lhe prestando auxílio. Ele também queria evitar que o seu relacionamento piorasse ainda mais, o que poderia acabar se tornando um grande problema no futuro.
Talvez eu devesse ir pelas beiradas mais um pouco.
— Você quer que eu lhe empreste a minha força enquanto ainda mantem coisas escondidas de mim?
— Eu… eu sei disso, mas… não quero ter de falar sobre isso.
— Hmph, você acha que se me contar o seu segredo estarei correndo perigo?
— …Não. Se eu lhe contar o meu segredo… é provável que você me abandone também…
Dentro daquele quarto sombrio, os olhos dela se encheram de desespero. Rem parecia tão sem esperanças que Diablo não soube mais o que dizer por um momento.
Ela então prosseguiu.
— …Eu possuo um terrível segredo. Se você fosse apenas uma poderosa Invocação, talvez não precisasse hesitar em falar sobre isso. Mas neste momento, onde você precisa escolher entre mim e Shera… É por isso que estou com medo. Eu preciso da força do Rei Demônio Diablo… mas se você descobrir o meu segredo, com toda certeza irá correr para o mais longe possível de mim.
Então ela não diz nada para mim porque está insegura?
Rem temia que ele a abandonasse  ao descobrir a verdade.
Um terrível segredo, heim…
Pelo visto foi mais de uma vez que as pessoas as quais ela confiou o seu segredo fugiram dela no momento em que souberam da verdade. Essa foi uma decepção forte o bastante para ferí-la emocionalmente.
Acho que mesmo se eu disser para confiar em mim, ela não vai acreditar.
No momento em que os dois estivessem próximos o suficiente para lhe contar já seria tarde demais. Este era o padrão ara casos assim.
Entretanto, isso seria apenas caso Diablo tivesse decidido seguir o caminho de um valente herói. Ele não tinha palavras mágicas para curar as feridas no coração de Rem ou tempo e talento o suficiente para lhe encorajar a lhe contar sua história.
Um Rei Demônio deve fazer as coisas como um Rei Demônio!
 Diablo deu sorriso extremamente maligno.
— Compreendo que não queria falar, mas eu quero saber exatamente o porquê de a Celes ter vindo lhe visitar. Você realmente pensou que um Rei Demônio iria se curvar para as suas vontades?
— Hyah!?
Rem tentou resistir, mas ela já acuada sobre a cama. Apesar disso, ainda conseguiu esgueirar habilidosamente os eu corpo esguio para cima, afinal assim como esperado de uma Panteriana, ela tinha dominado o uso de seu corpo pequeno e leve.
Para impedí-la de escapar, Diablo pressionou suas mãos contra os ombros dela e a empurrou para baixo. Estando no level 150, sua STR (Força) e AGI (Agilidade) foram muito superiores as dela, mas parecia que por estar assustada, Rem não conseguiu tirar o proveito máximo de sua capacidade.
— Ku-ku-ku… Pelo visto será mesmo necessário um pouquinho de tortura.
— Ngh… V-você… está planejando… me violar!?
— Eh?
Foi então que a situação lhe veio à tona.
Inicialmente ele não tinha a intensão de pressionar ela contra a cama, mas era meio estranho que pensamentos obscenos não tinham lhe ocorrido até agora. Considerando que até hoje ele tinha vivido de maneira onde nem recordava a última vez que havia falado com uma garota real, era até compreensível.
Eu era um jogador solo até na vida real… agora que penso nisso, fico até deprimido…
Tendo chegado a uma conclusão para o motivo de Diablo ter ficado em silêncio, Rem apertou os olhos firmemente enquanto tremia.
Ela tinha cílios castanhos, longos e finos, com ombros pequenos, braços e pernas esbeltas, dedos finos, como os de uma boneca, e lábios palidamente rosados. Seu corpo também possuíam um fraco aroma de terra fresca. Talvez pelo fato de Panterianos serem do atributo terra? Não apenas isso, um leve odor de suor também pedia ser sentido.
As roupas dela estavam desajustada e por causa do designe que lembrava a uma saia, a pele branca de suas coxas estava exposta.
Ela é tão bonita…
Ela era tão bonita que não importava aonde ele acabasse decidindo tocá-la, ainda iria parecer que estava sendo cometido um crime.
Lágrimas se formaram nos cantos dos olhos dela.
Bem, ele já tinha longe o suficiente para imobilizá-la e lhe pressionar contra a cama. A pergunta agora era: o que fazer em seguida?
A ideia que ele tinha era de que Rem iria falar se lhe causasse um pouco de dor… Mas agora só em pensar nisso já o deixava com remorso.
Os cabelos negros dela estavam espalhados sobre o coberto, meio que lembrando as ilustrações que comumente se via em travesseiros de corpo inteiro (Dakimura). Não, pelo contrário, eram os travesseiros que deveriam tentar imitar a pose de uma garota sobre a cama.
As orelhas de Rem também tremiam, como se estivessem tentando se esconder no meio de seus cabelos.
Me pergunto se aqui estaria tudo bem…
Ele esticou sua mão… e agarrou as orelhas felpudas dela.
— Yoink.
— …Hm!?
Elas foram finas e, não apenas isso, macias e suaves ao toque.
O sentimento do toque desde a base até a ponta das orelhas dela foi simplesmente maravilhoso e até mesmo a fina resistência de seus pelos quando os acariciou na direção foi um verdadeiro céu. Diablo apreciou cada momento em que tocava o pelo dela.
O corpo de Rem começou a se contorcer.
— Há…ngh!?
— O que foi? Você sente cócegas?
— S-sim… vo-você poderia… parar, por favor?
Ela mal conseguia manter sua atitude fria de sempre. Pelo visto suas orelhas eram bastante sensíveis.
Diablo sorriu.
— Só se você me contar o seu segredo.
— N-não mesmo!
— Uma pena… então teremos que continuar.
Ele gentilmente apanhou as orelhas e começou a esfrega-las. O corpo de Rem tremeu violentamente em resposta.
— Hyan…!? Ah… ah… você não… pode…!
— Claro, eu compreendo… o contorno de suas orelhas é onde você mais gosta, não é?
Diablo tracejou ao redor das orelhas sem tocá-las diretamente, mal encostando em sua camada felpuda.
Rem continuou se remexendo.
— Fuwahh!? Nghh… Isso é… muito… ngm… kuh. Hnng… está fazendo… cócegas…
 A atitude calma dela já havia desmoronado por completo e agora estava ofegando violentamente com uma voz mais aguda que o normal.
Por alguma razão estranha, os batimentos cardíacos de Diablo estavam acelerados.
— Agora e quanto ao outro lado?
Desta vez, ele começou a lhe coçar na base de trás das orelhas, fazendo questão de tomar cuidado para que as suas unhas não a arranhassem.
Rem continuava se esforçando para se libertar dele, com seu corpo se remexendo e fazendo sons altos ao bater contra a cama. Com a inquietação deles, até mesmo a palha sob os cobertores havia começado a cair para fora.
— Há! Ah! Mmmph! N-não, eu não aguento mais… Não, aí não! Ah! S-se você por os dedos aí…Ahhhh!! ATRÁS DAS MINHAS ORELHAS NÃAAAAAAAAAAOOO!
— Então, você via me contar agora?
— Eu… Eu vou… eu não vou falar…
— Você é mesmo uma garota teimosa. Tudo bem, e que tal se eu fizer assim!
Com ambas as mãos em uma única orelha, ele usou os dez dedos para estimulá-la.
— HYAAAAAAAAAAAAAAA!!!





Os músculos nas costas de Rem se enrijeceram e ela pressionou seu quadril para cima. Seu cabelo tinha ficado completamente embaraçado depois de lutar por tanto tempo sobre a cama.
Diablo estava com medo de que ela acabasse caindo, mas estava ainda mais assustado que a machucasse sem querer caso tentasse restringí-la enquanto se movia daquele jeito. Mesmo que Deus pudesse perdoar alguém por arranhar aquela linda pele branca, o Rei Demônio não toleraria.
Diablo moveu-se para cima dela, passando o braço esquerdo por trás para apoiar a cabeça dela, enquanto o direito pressionava seus ombros para abaixo.  Assim ele poderia evitar que ela caísse.
Olhando de fora, parecia que ele a estava pressionando para baixo com seu corpo, mas essa não era sua intenção. Provavelmente.
Mesmo enquanto tudo isso acontecia, a mão direita continuava a fazer carinho nas orelhas de Rem.
— Hya! Ngh…ah…mm…Não… não aperte mais… as minhas orelhas… isso… NYAH!
— E então, como vai ser?

— Hyau!? Hah, hah… Ngh…Eu não… vou dizer…
Personagem Celestine Baudelaire da Light Novel Isekai Maou to Shoukan Shoujo no Dorei Majutsu / How NOT To Summon a Demon Lord Ilustração Light Novel Online Volume 1 Rem deitada na cama com Diablo lhe afagando as orelhas.

Como ele estava por cima dela, os lábios de Diablo acabaram ficando incrivelmente próximos da orelha dela. Será que ela ficou assim porque ele estava ofegando em sua orelha? A reação dele havia sido muito intensa.
Diablo experimentou então assoprá-la.
— Fuuuuu~
— FWAH!
Uma outra reação que teve uma intensidade completamente diferente de quando ele a estava estimulando com os dedos. Embora fosse fraco, parecia que ele tinha conseguido atingí-la em um ponto fraco.
Rem não parava de ofegar com sua face completamente vermelha. Lágrimas escorriam pelos cantos dos olhos, com as costas arqueadas ao mesmo tempo em que pressionava fortemente as unhas contra os lençóis da cama.
Tenho a impressão de que só mais um puxão e eu vou consegui… — Foi o que ele pensou.
Rem olhou para ele com seus olhos cristalinos.
— Hah…hah… Diablo…
— Sentindo vontade de me contar alguma coisa?
— Eu… não posso, mas… continuar com isso… é muito… embaraçoso…
Merda, ela fofa demais!
Diablo estava começando a pensar que ele também não iria conseguir se segurar muito.
— Rem, esqueça disso e apenas deixe tudo nas minhas mãos. Não importa que tipo de circunstâncias você tenha, eu irei aceita-la por inteiro.
Assim que ele terminou de falar isso, abriu a sua boca e — mordeu suavemente a orelha dela. Ele experimentou uma sensação macia indescritível em sua boca; dentes; lábios; língua.
O pequeno corpo de Rem tremeu e mergulhou num mar de múltiplas sensações.
— KUHAHH!? Ah…ahhh…ngh, haaah…aaaaaaaaahhhhhhhh!
Ela continuou a se contorcer sob seus braços. Era impressionante o quão alto ela conseguia gemer para alguém da estatura dela.
— AAAAAHHHHHH!!!
Depois de um último gemido, ela caiu sobre a cama, como se suas forças tivessem sido exauridas.
No final, a voz dela tinha ficado roca de tanto gritar e sua mesmo o som de sua respiração havia enfraquecido, o que preocupou Diablo.
Ele tirou sua boca da orelha dela.
— Ufa…
— …Ugh… hic…
Rem estava aos prantos.

Se gostou deste capítulo, Solucione o nosso CAPTCHA DE DOAÇÃO e aguarde

por 5 segundos, assim estará apoiando a Anime X Novel!


< Isekai Maou 1-1-6 | Isekai Maou Índice | Isekai Maou 1-1-8 >


Share on Google+

Faça uma busca aqui por mais Novels e Mangás em nossos Sites Parceiros!

You Might Also Like

Comment Now

0 comentários