Death March Webnovel 17-28

Posted



Death March Web Novel Online 17-28

[Testando as Autoridades]

Death March to the Parallel World Rhapsody Ilustração Capítulo 17-28

Satou aqui. Existem tantas palavras que acabaram se tornando comuns no dia-a-dia sem que ninguém percebesse, mas não acho que muita gente saiba qual a origem delas. Embora hoje em dia seja muito fácil encontrar isso nos mecanismos de busca da internet.


◇◇◇


— Acho que vai ficar tudo bem se fizermos aqui. Muito bem, quem vai ser a primeira?
Nós viemos para uma cópia do subespaço do grande deserto para testar as habilidades únicas que os Deuses nos emprestaram. Este subespaço em particular, tinha sido reforçado por diversas camadas para evitar que se rompesse com o uso de magia anti-divina, então era o local perfeito para um experimento.
No entanto, o ambiente continuava muito quente, por isso embarcamos dentro de uma aeronave equipada com ar-condicionado. Aze-san estava com a gente hoje já que eu não poderia simplesmente mandá-la de volta para a floresta sabendo que tanto o Deus Demônio como o Deus Zaikuon a estavam alvejando.
— Masuta, “Eu me voluntario”, assim informo.
Nana deu um passo à frente.
— Então deixa que eu serei a sua parceira de teste. Tudo bem irmos primeiro com [Inferno] e depois o feitiço anti-demônio lorde [Queda Mitológica: Versão Menor]?
Foi uma sugestão bem extrema, a de Arisa.
— Penso que seria melhor começar com um feitiço avançado de fogo antes de partir para o [Inferno].
— Mas tipo, estamos falando de uma autoridade divina e tudo, certo? O [Castelo] da Nana já consegue bloquear o [Inferno], mas se você ainda estiver preocupado Mestre, que tal se colocarmos o [Castelo] dentro da barreira divina?
— Masuta, “Não terá sentido se não for capaz de bloquear o ataque do Deus Demônio”, assim insisto.
Suponho que elas estejam certas...
— Tudo bem, mas vou ficar ao lado de Nana por precaução.
Dessa forma, não teria problema mesmo se algo desse errado.
Arisa suspirou pesado dizendo, “Sendo super-protetor como sempre, não é, Mestre?”, mas era melhor do que deixar a Nana se machucar, então apenas a ignorei.
Depois de tudo estar combinado, me teletransporto para o centro do grande deserto junto de Nana.
— [Vocês estão prontos?]
— [Só um minuto.]
Pedi um instante através da [Chamada Tática].
— Nana, use sua Habilidade Única.
— Afirmativo, Masuta. “Ativando habilidade única [Escudo Paladino]”, assim anuncio.
Luzes vermelhas piscaram ao redor do corpo de Nana e então um domo com cem metros de largura se formou ao nosso redor.
— Você consegue mudar o tamanho?
— Sim, Masuta. “É possível alterar a largura do domo de 1/10 à 10x o tamanho atual”, assim reporto. “Quanto menor, maior o poder defensivo até o limite de três vezes mais forte, enquanto o tamanho maior diminui o poder defensivo pela metade”, assim esclareço.
Aparentemente, essas informações lhe foram passadas de alguma forma.
Assim que Nana ativou a função [Castelo] de sua Armadura de Ouro, dei o sinal de “OK” para Arisa.
— [Aqui vou eu, ]
Um turbilhão de chamas se ergueu sobre o deserto, engolindo a nós dois instantaneamente.
No momento em que as chamas atingiram o domo do [Escudo Paladino], um escudo semitransparente com a marca de Karion surgiu na parte central da superfície do domo.
— Masuta, “o poder defensivo frontal foi aumentado”, assim reporto.
Conforme a aparência sugeria, o escudo com a marca era especializado em bloquear, até que o Inferno de Arisa naturalmente se dispersou.
— [Arisa, tente disparar três bolas de fogo de nível intermediário em ângulos diferentes.]
— [OK, ]
Poderosas esferas de fogo vindo de direções diferentes detonaram no domo criado pelo [Escudo Paladino].
— Masuta, “os escudos não se manifestaram”, assim anuncio.
— Parece que só vão aparecer se o ataque tiver um certo nível de poder destrutivo.
Então, quando Arisa atirou duas magias avançadas de fogo em diferentes ângulos, dois escudos se manifestaram.
— “O ganho defensivo foi menor com dois escudos”, assim reporto.
Entendo, então estes escudos são uma manifestação da densidade defensiva do domo.
— Eles são capazes de bloquear armas corpo-a-corpo, inclusive espadas de presa de dragão.
Perfurá-lo com uma presa de dragão faz com que a marca seja danificada, mas toda vez uma nova era produzida logo em seguida. O mecanismo foi similar a [Dança da Armadura Divina] que o Deus Demônio usou. Exisita a possibilidade que ele a tivesse criado com base no [Escudo Paladino] da Deusa Karion.
— Masuta, “Não é possível manter o estado de ganho defensivo por muito tempo”, então reporto.
Nana estava correta, o escudo só foi capaz de se proteger contra a presa de dragão por dez segundos, no máximo. Uma vez passado o limite de tempo, o escudo paladino começou a oscilar até que eventualmente veio abaixo. No entanto, preciso dizer que conseguir bloquear a presa que [Atravessa Todas as Coisas] por dez segundos seja um feito e tanto.
— Nana, dá para usar mais de um escudo ao mesmo tempo?
— Afirmativo Masuta.
— [Arisa, faça aquilo!]
Agora que já tínhamos uma ideia geral das características, era hora de fazer o teste final. Eu mesmo havia me preparado para ativar o [Castelo] e os [Phalanx] descartáveis da minha Armadura de Ouro a qualquer momento.
— [Tenham certeza de bloquear esse também, entenderam? ]
A versão anti-demônio lorde do [Queda Mitológica] explodiu sobre nós.
A primeira camada do [Escudo Paladino] suportou por apenas um instante antes de ruir em pedaços, enquanto o segundo rachou e o terceiro apenas balançou com a onda de choque.
Esta [Habilidade Única] parece ser uma versão muito inferior do [Escudo Divino] de Karion, que conseguiu suportar o impacto da versão completa da [Queda Mitológica] antes de quebrar.
Bem, eu não esperava que fossem emprestar sua carta mais forte mesmo.
— Masuta, “Tem algo que eu gostaria de experimentar”, assim reporto. Requisitando permissão.
— Você sentiu qualquer problema com o uso dessa habilidade?
— “Detectado que será possível usar apenas mais duas vezes”, assim reporto.
Depois de mais alguns testes, descobrimos que era possível usar o [Escudo Paladino] de maneira segura por até seis vezes. Depois disso, seria necessário uma hora para recarregar cada escudo.
— “Iniciando experimento”, assim informo.
Nana ativou o [Castelo] e...
Ooh!
A barreira multicamadas do [Castelo] cintilou em vermelho antes de mudar completamente de cor.
— “Experimento terminado. Reportando o sucesso em combinar o [Castelo] com o [Escudo Paladino], criando a habilidade [Castelo Paladino]”, assim relato.
— Isso é incrível...
Nunca me passou pela cabeça fazer algo assim.
Esse tipo de coisa era bastante comum em mangás e novels, mas conseguir fazer isso no mundo real só podia ser possível graças à forma flexível como Nana processa os seus pensamentos. Se fosse eu, meu senso comum poderia abar atrapalhando.
— Masuta, “Requerindo que Arisa ataque novamente para avaliar o potencial defensivo”, assim solicito.
— Tudo bem. Devemos começar pelo inferno?
— “Queda Mitológica”, se for possível.
A expressão de Nana estava cheia de confiança.
— Entendido. [Arisa, por favor.]
A última parte foi através da [Conversa Tática] para sinalizar a Arisa que ela poderia ir.
Aguardei até o ataque chegasse enquanto fazia as mesmas preparações de antes. Um estrondo ensurdecedor e tremores envolveram a área, mas, embora o ataque tenha conseguido romper diversas camadas do [Castelo Paladino], ele falhou em trespassar a barreira antes de se extinguir.
— [Ouh, gureato~?]
— [Incrivelmente incrível, nanodesu!]
— [Nn, robusto.]
As garotas comemoraram.
— [Uau, isso foi incrível. Talvez ela consiga bloquear até a versão completa da Queda Mitológica se tiver com sua Varinha Modelo Nave de Batalha?]
Hmm, não estou certo quanto a isso.
Como a versão completa ataca rompendo por múltiplas dimensões adjacentes, não acho que mesmo o [Castelo Paladino] consiga defender. Talvez no máximo contrabalancear um pouco antes de se romper?
— Masuta, “Deveríamos tentar”, assim insisto.
O rosto dela tinha uma atmosfera de excitação, mas já que era muito perigoso, não acho que deveríamos. Não até pelo menos ela ser capaz de usar o [Castelo Paladino] mais de uma vez ao mesmo tempo ou conseguir escapar logo depois de acionar a barreira.
— Não, agora não. Veja mais tarde se consegue combinar com a habilidade nível ou o [Castelo] de uma das nossas Naves de tamanho largo.
— Afirmativo, Masuta.
Por hora, isso seria o suficiente como teste para a Habilidade Única emprestada para Nana. Mesmo que não pudesse ser usada em um combate direto contra o Deus Demônio, seria no mínimo suficiente para bloquear o primeiro ataque dele.


◇◇◇


— Sera sumiu, nodesu!
— Mwu.
Sera foi envolvida por uma luz verde-esmeralda antes de desaparecer assim que ativou a Habilidade Única que a Deusa Tenion lhe emprestou, o [Eremita Escondido]. Aparentemente, ela desapareceu completamente da vista das garotas.
O sinal dela também sumiu do meu [Radar] e [Mapa], e a Marca que coloquei nela está indicando [Área Sem Mapa].
— Queria saber para onde ela foi?
— Zena, você não conseguiria encontrá-la com sua magia do vento?
— Irei tentar. ■■■...
— Vou usar minha magia espacial também.
— Magia Espiritual.
— Bem, acho que devo experimentar também, então?
A Magia do Vento de Zena-san, a Magia Espacial de Arisa e a Magia da Natureza de Hikaru foram ativadas, mas nenhum conseguiu localizar Sera.  Quanto a Princesa Sistina quem primeiro veio com a ideia de localizá-la, usou Magia da Terra, mas também acabou de mãos vazias.
— Tama, você consegue dizer onde ela está?
— Nyu~?Aqui, mas não aqui~?
Perguntada por Liza, Tama inclinou a cabeça junto do corpo para o lado e as sobrancelhas dela pareciam que iam dar um loop a qualquer momento.  Era quase como se ela soubesse que Sera está presente, mas não conseguia dizer onde?
Para conseguir não só enganar as garotas como até mesmo a detecção de Tama, este [Eremita Escondido] tinha uma performance e tanto.
...Oh?
A semitransparente Sera veio em minha direção na ponta dos pés enquanto segurava o riso. Ela estava querendo meu beijar, mas a impedi colocando o meu indicador em seus lábios.
Por favor, não faça nenhuma travessura que possa causar mal-entendidos na frente da Aze-san.
Rudy: Por isso que eu odeio a Aze-san. Ela sempre atrapalha as travessuras!
— LÁ, NANODESU!
Pelo visto, a inibição de reconhecimento dela acabou se desfazendo, embora não estou certo se foi porque a toquei ou se a concentração dela que se quebrou.
— Mwu, CULPADO!
— Ei! Se for para você fazer travessuras, eu prefiro pagar as gostosuras então!
Menos, Arisa. Menos.
— Como você percebeu?
— Aparentemente, tenho uma constituição que faz com que ilusões e coisas parecidas não funcionem comigo.
Respondi a pergunta de Sera.
Desde que ativou sua Habilidade Única, ela parecia semitransparente para mim, mas o fato de que o fato de que eu a perderia de vista caso não mantivesse o olho, mostrava que sua capacidade estava além de ilusões ordinárias.
Não só além, na verdade. Pelo visto, não consumia uma quantidade absurda de mana como a [Camuflagem de Mana] e nem precisava ficar vigiando os seus próprios passos para não ser percebido.
— Faz alguma ideia de quantas vezes consegue usar?
— Acredito que o limite seja de cinco vezes ao dia. Uma vez ativado, tenho a impressão de consigo manter por até um toque do sino, contanto que me mantenha focada.
Sera respondeu a pergunta de Arisa.
Passados mais alguns testes, descobrimos que o efeito pode ser estendido para outras pessoas caso ela se concentrasse nelas durante a ativação. Nesse caso, todos sobre o efeito da inibição de reconhecimento conseguiriam enxergar uns aos outros.


◇◇◇


— Então este é o poder de um Deus...
Liza murmurou para si com uma expressão galante enquanto ativava a sua habilidade única, [Coração Heroico]. Luzes esverdeadas fluíram através do seu corpo, provando que tinha usado a autoridade emprestada a ela pelo Deus Garleon.
— Bem, vamos fazer um teste?
Liza nem piscou quando a encarei com a minha habilidade [Intimidação].
— Impressionante.
Desta vez combinei a intimidação com sede de sangue.
Ah, consegui ver uma leve mudança na expressão de Liza.
Vamos tentar adicionar as Magias Psíquicas [Medo] e [Covardice].
— C-como esperado doM-mestre...
A respiração dela ficou áspera e suor escorria de seu corpo, mas só em ter conseguido resistir a esse tanto era bom o suficiente.
— Kyuu...
— Pochi~?
— Po-Pochi-chan!
Quando me virei na direção das vozes, Pochi que havia espiado por mera curiosidade, acabou desmaiando no chão. Eu rapidamente desfiz a habilidade e as magias.
Dizem que a curiosidade matou o gato, mas desta vez que caiu foi a Dogkin Pochi e não a Catkin Tama.
Como nota adicional, a Habilidade Única de Liza podia influenciar as pessoas até uma certa distância. O fato de Pochi ter desmaiado era uma evidência de que os aliados precisariam estar por perto durante a ativação.
Embora seja uma habilidade do tipo ativável e não passiva, aparentemente ela não sentia qualquer limite no número de usos. Além disso, ela também era efetiva contra [Coerção (Geass)] e feitiços do tipo controle mental. Agora era possível para elas evitarem de ficar congeladas pelo olhar do Deus Demônio.


◇◇◇


— Essa caverna é um pouco sombria...
— Bem, na verdade nós estamos em um Labirinto.
Respondi ao comentário de Aze-san que não estava se sentindo bem com o ambiente.
Nesse momento, a nossa localização era o Labirinto Fantasmagórico da Ilha Dejima para experimentar o [Guarda do Santuário], a Habilidade Única que a Deusa Urion emprestou para Mia, assim como o [Presa Divina], a Habilidade Única que o Deus Heraruon emprestou para Zena-san.
Rudy: “Presa” aqui tem o mesmo sentido que o alvo de um predador, não o dente.
Aparentemente, Aze-san tinha medo do escuro, considerando a sensação maravilhosa dela agarrada firme ao meu braço. Me aproveitar da si... digo, apagar as luzes, produzir sons fantasmagóricos e criar sombras suspeitas a fim de assustá-las estava permanentemente proibido.
Era bom relatar também que Mia e Arisa estavam competindo pelo meu outro braço, enquanto Pochi subia nos meus ombros com Tama sentada sobre os dela, formando a imagem de algum tipo de totem ou coisa parecida. Resumindo, um verdadeiro caos.
— Zena-tan, tem um gobu vindo na frente.
— Ativando [Presa Divina]!
Zena-san fechou os olhos e começou a rezar, então uma luz alaranjada envolveu o seu corpo e, um momento depois, fluiu para fora dela, irradiando em toda área ao redor.
— Sumiu~?
— Goblin-san desapareceu, nodesu!
Tama e Pochi começaram a tatear o chão onde estava o goblin. Pelo visto, monstros fracos seriam simplesmente vaporizados pela habilidade.
— [Goshujin-sama! Os monstros do labirinto estão fugindo para o subterrâneo. É possível que uma entidade perigosa tenha surgido perto da superfície onde o senhor está!]
A Núcleo do Labirinto entrou em contato comigo. Ao que parece, nós acidentalmente a deixamos em pânico.
Pedi desculpas a ela e também permissão para causarmos algum estrago a fim de fazer os testes.
— Próxima.
Assim que anunciou a sua vez, luzes de cor azul-índigo fluíram do corpo de Mia e então se convergiram em seus olhos.
— Mau em toda parte.
Mia murmurou essas palavras enquanto balançava as suas twintails para os lados.
Rudy: Acho feio “Maria-chiquinha”, prefiro twintails mesmo XD
Já era de nosso conhecimento que o [Guarda do Santuário] detectava a presença do mau, mas pelo visto ela reconhecia todo o Labirinto como algo maligno.
Nós continuamos o teste enquanto nos dirigíamos para fora.
— Nyu!
— Atrás da rocha.
— No teto.
— Nyunyu!
Prosseguimos por vários locais onde Serpentes Emplumadas e Lagartos Camuflados ficavam à espreita para melhores testes e Mia demonstrou uma capacidade de detecção que não era inferior nem a Tama, nem ao meu [Radar].
Só de conseguir rivalizar com Tama já era impressionante.
— Acha que consegue detectar a inibição de reconhecimento da Sera-tan?
— Mwu, apenas males.
Ao que tudo indica ela não podia.
— Sera-tan, vem aqui um minuto.
Arisa sussurrou alguma coisa na orelha de Sera, que logo em seguida ativou o [Eremita Escondido] e veio caminhando até a mim com um sorriso no rosto.
— Impuro!
Mia atingiu a cabeça de Sera com a varinha.
— Como conseguiu me encontrar?
— Parece que o [Guarda do Santuário] consegue encontrar pessoas com pensamentos obscenos.
— Por favor, não diga que é imoral! Chamar o meu amor puro e inocente desse jeito...
— Meu mal. Puro, entendido.
Com o protesto de Sera, Arisa se desculpou usando palavras curtas como Mia.
— Mesmo os golens parecem assustados.
A habilidade única de Zena-san tinha sido efetiva até em monstros que eram supostamente imunes ao controle mental, como golens. Assim como Nana, ela tentou combinar o [Presa Divina] com sua magia do vento, mas infelizmente não teve sucesso uma só vez.
Pelo visto realmente era necessário uma linha extremamente flexível de pensamento.
— Zena-san, não está cansada?
— Não, estou completamente bem!
Ela flexionou os braços para mostrar que estava enérgica. O que significa que sua habilidade possuía um limite similar ao de Liza.
Em seguida, partimos par ao Labirinto de Selbira realizar novos testes em um Mestre de Salão de level 50 e conseguimos assustá-lo sem problema. A habilidade não o impediria de se mover, mas criaria uma abertura para um ataque. Isso definitivamente teria muitos usos em batalha.


◇◇◇


— Não tem mesmo problema de nós ficarmos tão despreocupados?
Aze-san murmurou de maneira ansiosa no jardim do Palácio da Ilha Solitária.
Cheguei a pensar de usar outras bases temporários como precaução contra os Deuses, mas talvez seja muito tarde em ficar preocupado com isso, considerando que o nossos grupo tinha Hikaru, com fragmentos de Parion, Arisa com fragmentos do Deus Demônio e Sera, uma Miko de Tenion.
Se qualquer problema surgisse, eu poderia facilmente erguer uma nova base a qualquer momento.
— Vai ficar tudo bem. Além disso, outras pessoas estão cuidando da floresta Borunenan agora, não é?
— Bem, esse pode ser o caso, mas...
Com a autorização da Deusa Tenion, os outros Altos Elfos que estavam desacordados foram tirados à força da cama e colocados para cuidar do gerenciamento da Árvore Sagrada enquanto Aze-san estiver com a gente. Falando nisso, de tempos em tempos, a Miko Lua vem nos visitar para ver como está a Aze-san.
— Mas, já faz dez dias desde então, não é? Ainda não teve uma reação dos Deuses ou do Deus Demônio?
Eu confirmei a pergunta de Arisa.
Todos os dias, dei uma passada na mansão da capital para facilitar o contato comigo, mas nada aconteceu até o momento. Embora muita confusão tenha acontecido, as discussões sobre se as pessoas deveriam ou não continuar a venerar os Deuses dos Sete Pilares já tinham se extinguido. Alguns poucos até mesmo se converteram em crentes do Deus Demônio.
— Vamos apenas esperar pacientemente.
À tarde, continuei acompanhando as garotas em seu treinamento para dominar as Habilidades Únicas e, durante a noite, continuei a trabalhar em contra medidas a fim de lidar com o Deus Demônio enquanto elas dormiam.
Reforcei a minha [Espada Laceradora de Dragões (Dragon Slayer)] implementando um código de magia anti-divina nela e desenvolvi uma versão imitando da [Dança da Armadura Divina] com base no [Escudo Paladino] de Nana.
Infelizmente, não tive qualquer boa ideia para desenvolver uma cópia da Lança Negra ou da Espada Divina, portanto o desenvolvimento destes não progrediu muito.
— Mestre, Tifa-san está aqui.
— Kuro-sama.
O rosto de Tifaliza da Firma Echigoya enrijeceu um pouco quando viu Aze-san do meu lado. Mesmo após eu tê-las apresentado antes, parece que ela ainda não se acostumou com a presença de uma Alta Elfa.
— Trouxe para o senhor a platina e outras materiais que havia solicitado.
— Muito obrigado. Essa sua agilidade no trabalho sempre tem me ajudado.
Não imaginei que ela conseguiria tudo aquilo em apenas dois dias.
— Não mencione isso, por favor. É apenas o meu trabalho.
Por alguma razão, a expressão dela continuava rígida. Eu adoraria ouví-l a, caso algo a estivesse aborrecendo, mas no momento o tempo era curto, por isso pedi para que Arisa cuidasse disso.
— Satou, para que irá usá-los?
— Estes são materiais para manufaturar golens e as unidades de controle.
Eles seriam necessários para as docas de construção de naves no Espaço Vazio.
— Nada de robôs gigantes se com binando ainda?
— Arisa, isso é coisa do passado agora. Hoje em dia os robôs já possuem aquele tamanho naturalmente.
— Mas que absurdo é esse! Super robôs e combinação é onde está a beleza da coisa!
Arisa e Hikaru começaram uma discussão sem sentido.
Foi  mal garotas, mas não tenho a menor intensão de construir um robô. Não até terminar o meu objetivo atual, pelo menos.
— Nyu!
— Satou-san!
Tama e Zena-san que tinham ido para a Capital verificar, retornaram. Ao que tudo indica, elas tinham descoberto alguma coisa.
Guiado pelas duas, fui para a mansão na capital.
— Não se preocupe. Desta vez não é o Deus Demônio.
Dei um sinal para que Tama e Zena-san recuarem enquanto observava o orbe de luz flutuando na entrada da mansão – Uma Ninfa.
Pelo visto os Deuses conseguiram terminar a minha duplicada antes que o Deus Demônio atacasse outra vez.
— [Meu senhor, a Deusa Tenio o convoca. Baixe sua cabeça e apresente-se imediatamente.]
Estas Ninfas têm um péssimo comportamento como sempre.
Acenei para as garotas que tinham se reunido no portão e pulei para dentro do portal que a Ninfa criou.

Se você gostou deste capítulo, CLIQUE AQUI, solucione o Captcha e aguarde

por 5 segundos, assim estará apoiando a Anime X Novel!





Share on Google+

Faça uma busca aqui por mais Novels e Mangás em nossos Sites Parceiros!

You Might Also Like

Comment Now

0 comentários