Botsuraku Yotei Webnovel 117

Posted



Capítulo 117


A questão do meu retorno ao Território Helan acabou ficando temporariamente nas mãos do príncipe Arc. Você fica três anos sumido e agora um príncipe se torna responsável por lidar com toda a bagunça que você fez é realmente uma coisa maravilhosa de se testemunhar!
Embora as notícias do meu retorno não estejam programadas para circular tão cedo, aparentemente eu precisava começar a agir com cuidado a partir de agora. Dependendo da situação, poderia acabar sendo incapaz de me comunicar com ninguém por algum tempo e se isso realmente ocorresse, eu faria com que aquele príncipe ouvisse uma coisinha ou outra de mim.
De qualquer forma, tempo livre era o que não me faltava agora. 
Apesar de não haver nada que pudéssemos fazer quanto a minha falta de memória, nós poderíamos criar várias outras novas. Por exemplo, hoje o príncipe Lahsa-sama estava alegremente chamando por mim para passar algum tempo com ele e Iris-sama.
— Por que você está sendo tão reservado assim com a gente?
Au! A primeira coisa que Iris-sama fez no dia foi me criticar durante o nosso café da manhã. Bem, não era para menos que eu estivesse agindo de maneira tímida. Durante o tempo em que me escondi na capital, tudo que fiz foi comer saladas, por isso não era de se estranhar que tivesse ficado com a mentalidade de algum animal herbívoro.
— Só estou um pouco nervoso de estar junto ao Príncipe Lahsa-sama e a senhorita também, Iris-sama.
— ...Nós costumávamos passar o tempo inteiro juntos e nunca te vi agindo assim antes.
— É mesmo? Hmm, quando estou com Lahsa-sama não tenho problemas em conversar, mas quando estou perto de você, Iris-sama, sinto como se vivêssemos em mundos completamente diferentes? É quase como se um calafrio corresse na minha espinha!
— “Iris-sama”, hein? Pff, hehehe, isso soa tão engraçado!
Ela parecia ter achado que soava estranha a forma como lhe chamei e por isso começou a rir, mas em pouco tempo as gargalhadas cessaram. Pouco tempo depois, o príncipe Lahsa veio para uma visita, parecendo contente com alguma coisa.
— Sabe, você pode não se lembrar disso Kururi, mas quando estávamos na academia para nobres era você quem sempre me ajudava e nós éramos muito próximos. Você sempre vinha até mim sem qualquer preocupação com a diferença social entre nós.
Como assim “você sempre vinha até mim sem qualquer preocupação com a  diferença social entre nós”? Eu era retardado? Que tipo de sem noção eu fui!?
— Isso foi tremendamente rude da minha parte. Por favor, perdoe o meu comportamento naquela época.
— O que quer dizer com isso? Eu é que fui rude naquele tempo! Aquele não era o tipo de lugar que alguém como eu deveria estar...
Iris-sama fez uma expressão triste enquanto falava. Provavelmente acabei falando merda novamente.
— Kururi, por que você não tenta me chamar só de Iris como fazia antes?
— Ah, uma excelente ideia. Aniki, me chame apenas de Lahsa como nos velhos tempos.
Jogar fora os honoríficos e partir para o primeiro nome, hein?
Claro, não era um pedido impossível, mas senti alguma resistência a essa ideia, especialmente com relação a Iris-sama. Minha mente não tinha problemas em ignorar qualquer respeito ao príncipe Arc, mas com Iris-sama a coisa era completamente diferente. Como eu poderia colocar isso em palavras? Sim, só de pensar nisso me causava um calafrio.
— ...Iris, Lahsa, é um prazer conhecê-los.
— O prazer é todo nosso, Aniki!
Ah, que bom que consegui. Até que foi mais natural do que imaginava! De qualquer maneira, essa forma de falar com eles... pode não ser tão ruim.
— Para onde deveríamos ir hoje? Conheço alguns lugares que talvez você iria gostar, Kururi.
— Ah, eu também conheço alguns! Estou certo de que você irá adorar deles!
Eu adoraria visitar qualquer lugar um dos lugares que eles tinham em mente para mim, mas, neste momento, existe um em que estou realmente interessado em ir.
— Hmm, tenho certeza de que vou me divertir muito com os lugares que vocês têm em mente, mas se importam se eu sugerir um?
— Hm? Claro! Como você provavelmente não se lembra nada do reino, qualquer lugar que sugerir será bom.
— Já que é assim, tem um lugar que chamou minha atenção. Sabe, é sobre aqueles dragões que o Lahsa e os cavaleiros estavam montados.
— Ah, aqueles!
Pelo visto a existência daqueles dragões tinha desaparecido completamente da mente deles. Ou melhor, talvez eles tivessem muito acostumados com essas fascinantes criaturas.
— Os dragões, hein? A Princesa Crossy do país vizinho os mandou de presente para o Reino Kudan, onde a criação é legalmente permitida. O que me lembra, como eles foram introduzidos no país há 2 anos atrás, você ainda estava dormindo, não é Kururi?
— Agora que você falou, é verdade. Não expliquei nada sobre isso porque os dragões já tinham se tornado uma existência comum hoje em dia. Aqueles de antes tinham sido criados pelo Vaine-san, que recentemente se tornou o assistente mais próximo da Princesa Crossy. Eles enviaram os dragões ao reino como sinal de agradecimento por tudo que você fez por eles.
— Crossy e Vaine, hm? Isso significa que nós éramos próximos também?
— E como!
— Inseparáveis!
Os dois pareciam um pouco tristes com a minha pergunta. Talvez já tivessem esquecido que perdi a memória.
— Eles eram nossos amigos na academia e, por algum motivo, precisaram deixar o país, mas a relação entre vocês era muito forte na época. — Iris me explicou sobre o meu relacionamento com eles mostrando um sentimento muito forte em seus olhos.
Eu tinha amizade com a princesa de um outro país! Está ficando cada vez mais estranho conhecer o meu passado, ou melhor, não era um estilo de vida que com um passo em falso, uma tragédia enorme aconteceria?
— Hm? Agora que penso nisso, você não montou em um naquele dia?
Ele está falando sobre quando tentei fugir dele e dos cavaleiros? Não foi só por que era um momento de desespero?
Mas se eu fosse apontar um motivo...
— Mais ou menos. Na verdade, o dragão apenas foi na direção que apontei com essa espada.
Eu tirei da cintura e mostrei para os dois a minha espada ainda na bainha. Esta foi a primeira vez que eles a viram desde que cruzei espadas com Lahsa.
— Essa é uma espada que fiz usando escamas de dragão. Talvez isso esteja relacionado de alguma forma?
— Entendo, essa é uma possibilidade...
Iris encarou a espada enquanto murmurava para si “Apesar de não lembrar da gente, não se esqueceu sobre a ferraria...”. Depois de ouvir isso a única coisa que pude fazer foi pedir desculpas a ela...
— Dragões são criaturas que possuem um determinado ranque no instante em que nascem. Talvez aquele que você usou as escamas para forjar essa espada fosse de um ranque mais alto que aqueles usados pelos cavaleiros? Mas será que estaria no mesmo nível que o meu ou seria de algum outra ranque desconhecido? Talvez possa realmente haver alguma conexão aí.
Obrigado pela explicação eloquente, Lahsa-kun!
Poderia ser que este fosse o caso. De qualquer forma, falando em ranque de dragões, uma coisa me veio em mente.
— Lahsa, o seu dragão é bem diferente dos outros, não é? Não só em aparência, mas também em tamanho e velocidade.
— Isso porque aquele dragão é bastante especial.
— Sim, ele é um dos melhores Dragões de Montaria do país!
Um dos melhores hein?
Certamente ele possuía uma aura imponente, uma velocidade incomparável e não deu a mínima para dois homens armados lutando furiosamente por cima dele.
Aquele sendo o melhor do país significava que, na nação de onde ele veio, deveria haver outros de mesmo nível. Esse tipo de pensamento era apenas lógico.
— Existe outros tipos de dragões?
— Até o momento, foram confirmados cinco espécies no território de Kudan.
Como se fosse a coisa mais comum de se carregar por aí, Lahsa retirou um livro sabe-se lá de onde e me mostrou uma determinada página.
Há cinco espécies diferentes de dragões confirmadas. 
A partir do ranque mais baixo, se inicia com os Dragões-Cinza. Um exemplo destes foi o que roubei dos cavaleiros no outro dia. 
Em seguida, são os Dragões-Negros.
Os próximos são os Dragões-Amarelos, que Rail por sinal possui um.
O quarto no ranque são os Dragões-Azuis. Exemplos notáveis desta variantes são os que Iris e Arc possuem.
E por fim, estando acima de todos os outros, o melhor exemplar da espécie é o Dragão-Vermelho. Há somente um espécime em todo o território de Kudan e é justamente aquele que Lahsa possui.
De qualquer modo, as pessoas normalmente consideram a cor das escamas quando nomeiam os dragões e, neste país, o Dragão-Vermelho é a marca registrada do príncipe Lahsa.
— Como norma para a aquisição de Dragões de Montaria, cada candidato é designado a cuidar de um casal de dragões enquanto aprende os fundamentos básicos. Uma vez que passe no exame especial para se tornar um cavaleiro, ele receberá um ovo desse casal. Depois de ser carregado por uma semana ininterruptamente por este cavaleiro, o ovo irá chocar, nascendo um dragão. Não se sabe se a habilidade da pessoa em questão tem algo a ver com isso, mas o ranque do dragão difere dependendo de quem o chocar.
— Por isso que apenas você tem um dragão-vermelho, certo?
— Certo. Quando ele nasceu eu fiquei um pouco confuso, porque era o primeiro da espécie. Já faz um ano desde então.
Isso é sim é uma coisa maravilhosa! Agora eu também quero um! Quero ter o meu próprio Dragão de Montaria...!
— Recentemente tem se tornado uma moda entre os membros da nobreza terem seu próprio dragão de montaria. As pessoas estão inclusive baseando o status social uma das outras com base na cor do seu dragão.
— Esses aristocratas adoram esse tipo de coisa, não é?
— Sim, eles adoram.
Nunca imaginei que algo como isso se espalharia tão velozmente pela capital do país. O preço de ter ficado dormindo por três anos é bem alto, não é?
— Posso fazer o exame também?
— Já que é você Aniki, isso não vai ser necessário. Vamos preparar um para você agora!
Já que sou eu? Não tem problema? Os outros cavaleiros não vão ficar com inveja disso, vão? Tipo, no instante em que o ovo chocar, não vão tentar tomar ele de mim, vão?
— Ah, é verdade! Dois anos atrás a princesa Crossy tinha enviado um ovo para você, Kururi! Não tenho dúvidas de que ela queria que aquele fosse o seu dragão!
E ainda tem mais? Não estão exagerando com o tratamento especial? Se continuar assim, o meu dragão vai sofrer bulluying dos outros da mesma geração! Eu... prometo que vou te proteger, Dragão-chan de que nunca vi!
— Tinha mesmo um desses? Se é o caso, vou buscá-lo agora mesmo!
Já que o castelo estava cheio de empregados, o normal seria pedi-los para fazer isso. No entanto, tanto Iris quanto Lahsa davam a impressão de serem pessoas gentis que fariam questão de cuidar das coisas por si mesmos.
Vou buscá-lo agora mesmo!”, ele disse, mas esse palácio é consideravelmente grande. Como ele faria isso sozinho? Em primeiro lugar, qual seria o tamanho de um ovo? Já que o dono precisaria carregá-lo por aí durante uma semana... talvez o tamanho não seja exagerado...
Após algum tempo, Lahsa voltou um pouco suado carregando cuidadosamente o ovo. O enorme e branco ovo era grande o suficiente para ter que carregá-lo com os dois braços.
É um tamanho considerável.
— Por muito pouco eu não deixei cair, hahaha...
Você está rindo, mas ei! Não tem graça!
— Eu vou ter que carregar essa coisa enorme durante uma semana?
— Você pode usar este cinto para ajudar a carregar o ovo por aí. Prefere que o amarremos na frente ou nas costas?
Isso é algo que se pode escolher sem saber de nada? Qual seria a melhor opção?
— Acho que  nas costas? Assim vai ser mais fácil de se mover.
— Entendido, fique de costas enquanto eu amarro o cinto.
Lahsa fixou o ovo nas minhas costas de maneira que não houvesse o risco de escorregar e cair. Eu agora me parecia com um velho carregando o seu filho nas costas!
— Tudo pronto! Agora que terminamos de falar tudo o que precisava ser dito, por que não damos um passeio?
Um passeio agora? Essa coisa é pesada, sabia?
Eu não queria deixá-los preocupados com as minhas pernas bambas, então sugeri que fossemos pescar um pouco. Os dois facilmente concordaram, mas estava realmente tudo bem? Bom, quem se importa?
Apenas para saberem, havia muita gente carregando um ovo como eu pelo palácio.

Oh, essa galera toda também? Espero que quando chocarem, eles possam ser amigos do meu filho também.


Se você gostou deste capítulo, CLIQUE AQUI, solucione o Captcha e aguarde

por 5 segundos, assim estará apoiando a Anime X Novel!





Share on Google+

You Might Also Like

Comment Now

0 comentários