Botsuraku Yotei Webnovel 11

Posted




Capítulo 11

O lugar onde Iris e eu estávamos de pé agora era a entrada principal da academia, no lado sul.
Mostrei minha identificação como estudante e fui então permitido a entrar. Olhando os arredores novamente, percebi como esse lugar era imenso.
Um lago gigante, uma fonte, jardins floridos e tal continuavam desde a entrada até o prédio principal da academia.
— O dormitório dos primeiranistas pode ser encontrado indo para o portão oeste.
Recebemos a explicação introdutória no portão e a nossa bagagem foi apanhada.
A partir de agora, estaríamos nos movendo a pé pela academia. Para o oeste, ou seja, seguindo a esquerda depois da construção principal. Mas este lugar era tão grande.
Enquanto observava a construção de antes, senti como se já estivesse caminhando por 10 minutos.
Após chegar, notei que o dormitório também era absurdamente largo. Apenas, quantos estudantes eles esperavam acomodar no local?
Nos aproximamos da administração do dormitório.
— Por acaso vocês estão se instalando no dormitório agora?
— Sim.
— O dormitório masculino fica na construção à frente, enquanto o feminino fica logo atrás dele. À esquerda é o salão de refeições. Os quartos pertencem aos primeiros que ocuparem. Vocês são os primeiros alunos a chegarem, então peguem o quarto que quiserem.
— Kururi-san, eu irei pegar um quarto no segundo andar. Te vejo depois. — Iris logo fez sua escolha e foi levando sua bagagem.
— Até mais. — Acho que também vou escolher um quarto no segundo andar.
— De qualquer modo, os quartos do primeiro andar são impopulares, por essa razão, possuem mais espaço que aqueles dos demais andares.
— Se esse é o caso, então vou pegar um no primeiro andar.
— Entendido. Neste caso, vou lhe entregar a chave 1-1.
— Muito obrigado.
Também fui carregando minha bagagem.
Fazer uma mudança é realmente cansativo. Acho que vou apenas desempacotar as coisas, então não irei me desgastar tanto quanto puder.
Havia quatro salas separadas. A primeiro era o quarto, a outra a sala de estar, uma outra que eu poderia usar para construir uma forja e, por último, um armazém.
Eu arquitetei um plano e imediatamente o pus em prática.
Tenho a impressão de que este quarto é um exagero, mas provavelmente ouviriam reclamações se fosse muito pequeno também. Posso acabar nem precisando das 4 salas.
As coisas prosseguiram em um bom passo, então terminei quase tudo por volta do meio-dia. O que mais impressionou nisso tudo foi que eles prepararam um conjunto completo de mobília e ainda tinha esse enorme espaço no armazém.
Ao chegar em um determinado ponto, fiz meu caminho até o salão de refeições próximo ao dormitório. Parecia que Iris não tinha chegado ainda.
As refeições estavam organizadas como em um buffet.
Normalmente, você acabaria pegando muito, então tive o cuidado de tomar uma pequena porção. Talvez devido à fadiga, acabei satisfeito com apenas isso.
Retornei ao meu quarto e comecei a construção da minha ferraria. Como trouxe os materiais na carruagem, tudo que precisei foi terminar de montá-la. Tudo ficou pronto ao anoitecer.
Durante o jantar, comecei a ver outros estudantes. No entanto, como não tinha conversado com ninguém, estava comendo sozinho. Depois da refeição, fui para a área subterrânea com o banho público.
— Como esperado, será bem cansativo até me acostumar com esse lugar.
Saí do banho um pouco pensativo e então fui dormir.

◇◇◇

Após acordar, decidi dar um passeio pelos arredores da escola antes de fazer minha corrida matinal.
Tudo por aqui é grande. A construção da escola, aquele jardim botânico misterioso, o dormitório dos segundanistas e terceiranistas, tudo é gigantesco.
Algo assim devia criar um monte de estresse mental. Mas, quem sabe, as pessoas que viviam em cidades poderiam pensar de forma diferente.
Depois do café, pensei em ir encontrar a Iris, mas imaginei que um cara entrando no quarto de uma garota poderia ser má ideia.
Acho que vou consertar sua espada primeiro.
Já que era um produto defeituoso, seria mais fácil fazer um novo. Se apenas deixasse com a mesma aparência, achei que não haveria problema.
Agora que decidi, era hora de preparar as ferramentas e aquecer o metal.
*knock knock*

Essa foi a primeira vez que alguém bateu na porta. O som foi um pouco alto para ser uma batida leve. Parei meu trabalho e fui verificar meu visitante.

Hã? Ele é um gigante gentil? — Estou consertando a espada de um conhecido, sabe. Pensei em fazê-la melhor do que era antes.
— É assim então? Pelo visto, Kururi-san é uma boa pessoa.
— Não precisa usar honoríficos, nós somos colegas.
— Bem, então, irei lhe chamar de Kururi.
— Então vou lhe chamar de Vaine.
— Sim, eu não me importo.
— ...
— ...
— Algum passatempo?
— Nenhum em particular.
— ...
— ...
— Comida favorita?
— Nunca julguei se gostava de algo ou não.
— ...
— ...
Por favor, vá embora!!!
Eu notei que ele era uma boa pessoa, mas essa conversa apenas não continuava! Para conquistá-lo seria necessário um bom tempo. Seria impossível em um ou dois dias!
Terminei de fazer a espada, então nós conversamos um pouco, mas ele ainda não se foi. Esta pessoa provavelmente não iria sair enquanto eu não mandasse. Mesmo assim, não poderia apenas expulsá-lo.
— Estou com fome.
É ISSO!!! — Então, vamos comer? Iremos ao salão de jantar e terminamos por hoje.
— Como quiser. Está bem se eu vier amanhã também?
— ... Mas é claro! — Quando será que conseguirei colocar um pouco de senso comum nessa besta?


Se você gostou deste capítulo, CLIQUE AQUI, solucione o Captcha e aguarde

por 5 segundos, assim estará apoiando a Anime X Novel!






Share on Google+

Faça uma busca aqui por mais Novels e Mangás em nossos Sites Parceiros!

You Might Also Like

Comment Now

0 comentários