Rakuin no Monshou Light Novel 1-2-2

Posted
Publicidade






Rakuin no Monshou Vol 01 – Capítulo 2-2 

Dois Garotos – Parte 2


Light Novel Rakuin no Monshou Volume 01

Era um pouco depois da alvorada quando Gil Mephius retornou. Deixando seu cavalo nos estábulos e seguindo na direção do portão dos fundos, ele imediatamente avistou a figura de Simon Rodloon e ficou com uma expressão sombria. E então, como já esperado, precisou ficar ouvindo seus sermões.

— Príncipe, eu não estou nem um pouco surpreso. O senhor tem passado dia e noite farreando sem sentido.

— O seu hobby de emboscar as pessoas dia e noite também não me parece muito correto.

Gil deu de ombros e se virou para os amigos que lhe acompanhavam. Todos eles, sem exceção – entre 17, 18 pessoas – eram aproximadamente da sua idade formando uma coleção de segundos ou terceiros filhos da nobreza sem nenhum direito de assumir os negócios de família.

— Eu também não quero ter de imitar um pai que fica esperando pacientemente a filha voltar para casa a noite. No entanto, sua alteza está oficialmente comprometida com a princesa Garberan. As coisas não podem mais continuar assim. Por favor, peço-lhe que tenha um pouquinho mais de consideração.

— Eu sei disso, não precisa me olhar assim. É justamente porque o casamento está tão próximo que eu quero aproveitar ao máximo a vida de solteiro, antes que seja tarde.

— É só que eu não tenho como lhe cobrir toda santa vez.

— Eu já disse... EU JÁ DISSE QUE EU SEI!

Gil estava prestes a perder a cabeça, como sempre. Porém...

— Se sua alteza entende, por favor apresse e troque de roupas. Sua majestade está aguardando nos portões do palácio.

— Meu pai está?

O rosto de Gil empalideceu e a expressão de raiva foi rapidamente substituída por uma de medo. Além disso, Simon não pode deixar de notar que os amigos do príncipe riram em segredo.

— Bem, nos vemos na próxima de novo.

— Alteza, vamos repetir essa festa na noite após o casamento.

Como esperado, embora agissem de maneira amigável com ele, havia um certo distanciamento entre eles. Seus pais eram respeitados e renomados ao redor do reino, porém os filhos que cercavam príncipe a todo momento não eram mais do que parasitas. No Império de Mephius, abençoado por ricos cânions em cada ponto da nação, esses jovens disputavam corridas de cavalos por entre as ruas, convidavam jovens mulheres de casas distintas para se banharem nos rios, faziam apostas, simulavam caçadas e se embebedavam a noite inteira em festas selvagens e sem sentido.

Mas no final, a culpa é toda deles – Pensou Simon.

A nação e os seus soldados estavam cansados da longa e extenuante guerra. Porém, embora a paz com Garbera finalmente havia chegado com o casamento político entre as duas casas reais para fechar as cortinas, o desfecho não foi exatamente o que todos esperavam que fosse. Para piorar, durante as negociações de paz, o território sul de Apta, que havia desempenhado papel central durante a guerra, foi dividido com Mephius assumindo a ponta curta da vara.

Imprensado entre as duas nações, estava o Ducado de Ende. Este não possuía um vasto território, mas a longa história do país poderia ser traçada até o início da Dinastia Mágica também e sua esfera política se estendia para além dos mares, até os reinos do golfo. Mais ainda, devido a presença da poderosa nação de Arion no oriente, a qual Ende compartilhava uma longa relação devido às suas origens em comum,  não era um país que se poderia levar de ânimo leve, caso Mephius decidisse lutar pela supremacia no centro do continente.

Rudy: Um golfo é uma extensão do oceano que segue para dentro do continente, da mesma forma que uma península se trata duma extensão do continente para dentro do mar.

Ende não havia interferido na guerra dos dez anos, mas apesar de continuar mantendo relações comerciais com ambos os países, sinais de uma aliança militar com Garbera tinham se mostrado.

Assim que o Imperador de Mephius recebeu a informação, ele rapidamente voltou com as palavras que proferiu três anos atrás durante a cerimônia de divinamento no Templo do Deus Dragão, “Até que a cabeça do rei de Garbera seja apresentada a mim, jamais irei embainhar a minha espada”, e sugeriu a reconciliação com o reino.

Obviamente, o reino de Garbera não estava convencido da súbita mudança de atitude do Império Mephius, mas eles estavam enfrentando a sua própria cota de conflitos internos. Caso se aliassem com Ende, provavelmente ganhariam contra Mephius. Porém, o dano colateral poderia trazer ruína a Garbera e, concomitantemente, iria expor seu território ao ducado.

Para o reino de Garbera, o qual estava no mesmo dilema cm o Império de Mephius ao seu lado, trouxe para a mesa de negócios o território de Apta. No final, o ponderamento das possibilidades pesou em favor da aliança com Mephius.

Para sua majestade imperial, esta também deve ter sido uma decisão amarga...

Dentro e fora da nação, Guhl Mephius era aclamado “O Imperador com Coração de Dragão”. Parcialmente como um símbolo de medo, porém parcialmente também com tom de ironia.

Por volta do sexto ano de guerra contra Garbera – durante a supracitada cerimônia de divinação – Guhl arbitrariamente fortaleceu a influência da casa imperial para prevenir ruídos na cadeia de comando. O conselho formado majoritariamente por aristocratas, perdeu metade de sua autoridade e existe somente em nome.

Simon Rodloom também fora um dos membros. A casa Rodloom não tinha um sucessor no momento, pois doze anos antes, em troca de uma cadeira no conselho, a família transferiu seus direitos sobre a cidade fortaleza ao oeste para outra casa nobre. Portanto, sem território para governar ou forças armadas para comandar, a casa só existia em nome também.

A situação dele não era muito diferente da dos demais nobres. Exceto para aqueles que mantiveram-se subservientes ao imperador por diversas gerações, o império agora não passava de um sistema sufocante.

Simon se via como aqueles garotos que se empoleiraram ao lado do príncipe antes, tendo simpatia por quem não tinha uma promessa de carreira a ser seguida ou um futuro brilhante lhes esperando. Se a guerra realmente chegasse ao fim e aqueles que se destacaram no campo de batalha recebessem seus títulos, não haveria nada para eles no fim.

Claro, este era um mundo onde as nações estavam sempre em guerra, ou em eminência de guerra. Embora não fosse como se todos os conflitos fossem simplesmente sumir, o império entraria numa hibernação de pós-guerra, onde a próxima oportunidade para subir na vida viria apenas em cinco, dez, ou mesmo doze anos depois.

Quanto a parte da ironia no título de “O Imperador com Coração de Dragão” se devia ao fato de que ele era dragão apenas nos sentimentos, pois mesmo recebendo a autoridade ditatorial em seu domínio, ele não tinha sido capaz de demonstrar esta influência para além das fronteiras.

Apesar de que isso simboliza bem o atual estado de Mephius. — Pensou Simon sem hesitação enquanto se autodepreciava simultaneamente. Ele, que uma vez fora membro do conselho, deixou seu cargo para virar a babá do príncipe.

Quando Gil saiu as pressas de seu quarto com roupas novas e o cabelo arrumado, ele pediu para que diminuísse o ritmo e andasse ao lado dele.

— Pare de agir como uma cortesã me dando ordens o tempo inteiro.

— Mantenha a calma, príncipe. Depois de casado, você vai ouvir a mesma coisa praticamente todos os dias.

— Mantenha a calma uma ova! Acha que vou obedecer a uma pirralha três anos mais nova do que eu?

— Mesmo sendo mais nova, a princesa Vileena de Garbera é alguém que já passou por muita coisa. Não se esqueça que ela tomou a coragem para vir até outro país, lhe confrontar, meu príncipe.

— Por que você fala como se isso fosse algum tipo de guerra?

— Porque o casamento é uma guerra. A linha tênue entre quem vence e quem perde fica ainda mais fina e não se esqueça que numa campanha, a coisa mais importante é ganhar informação sobre o inimigo. Vai me dar ouvidos que tenho a dizer, agora?

A ideia de Gil era fazer uma piada, mas, para sua surpresa, ele acabou espetando um vespeiro, por acidente. E Simon não deu a mínima para as contestações do príncipe enquanto iniciava a narrativa sobre os contos da lenda de princesa Vileena.

Por volta de cinco anos atrás, quando Garbera estava no meio de uma rebelião, devido a um plano orquestrado por um dos nobres de Mephius, a vila onde residia o antecessor do rei de Garbera foi tomada de assalto. A princesa Vileena, que estava visitando o seu avô na ocasião, foi tomada de refém, porém os rumores dizem que ela lutou bravamente contra seus raptores e inclusive ajudou na soltura dos outros reféns.

Garbera também era conhecida pelos grandes depósitos de fósseis de dragão, que podiam ser refinados em um metal desprovido de peso chamado de Pedra-do-Dragão, tornando-se a maior fonte de renda da nação. Deste metal eram criadas as aeronaves de batalha, as quais a princesa foi reconhecida como uma das melhores pilotos do modelo Garberan de um único assento.

— De fato, a cada poucos anos é realizado uma grande corrida de aeronaves em Garbera e a princesa terminou em segundo colocado.

— E mulheres podem participar da corrida? – Perguntou o príncipe com um olhar aborrecido – Ela já fez catorze anos e continua agindo como uma criança. Se fosse aqui em Mephius, nunca que uma chegaria perto dos controles desses veículos. Eu não consigo me imaginar casado com uma mulher passeando pelos jardins do palácio numa aeronave. As pessoas apontariam o dedo e ririam de mim. “Por que o príncipe da dinastia de Mephius permitiria sua mulher fazer maluquices assim?”, eu preferiria casar com uma mulher bonita qualquer no meio da cidade do que com ela! Simon, como eu faço para cancelar esse casamento!

 Gil deu um longo suspiro, mas era Simon quem gostaria de suspirar mais. Como um príncipe de uma linha de conquistadores poderia priorizar sua própria satisfação ao invés do império e de seu povo?

O príncipe não é uma pessoa ruim, mas as coisas idiotas que ele pensa e fala só causam intriga e confusão desnecessária. – Pensou Simon internamente – Mesmo perdendo uma parte do território ao sul, império conseguiu fazer as pazes com Garbera e ainda frustrou os planos de Ende. Como ele não consegue perceber isso? Seu pai é um verdadeiro herói da nação.

Mas o que ele tem de grande herói, carece-lhe de bom pai...

— Pai, o senhor chamou por mim?

Os dois haviam chegado aos aposentos do imperador. Ainda era muito cedo pela manhã e os portões do salão imperial continuavam fechados. No entanto, o impaciente Imperador Guhl Mephius já se encontrava em audiência com diversos homens na mesa do café da manhã, ouvindo cada palavra que tinham a dizer.

Então, diante de todos os nobres – aqueles que futuramente se tornariam os vassalos de Gil – o imperador bradou furioso a seu filho.

— Quanto tempo acha que faz desde que lhe chamei! Você ainda não tem território ou qualquer soldado para dar ordens. Não trabalha e ainda consegue se afastar aonde meus olhos não consigam ver? Você é uma vergonha que só se preocupa em vadiar a noite toda!

— M-mas, pai, eu...

— Meu único filho é um imprestável idiota! É patético saber que a maior desgraça encontrada na longa história da nossa dinastia será você!

 Simon olhou penosamente para o príncipe que tremia ao selado. Ele também observou por cima do ombro a figura do imperador esbravejando de raiva com mais e mais rugas aparecendo no rosto enquanto seu temperamento piorava.

— Você tem alguma ideia de quanta coragem a princesa mais do que você, meu filho? Uma mulher que pilota aeronaves e segura uma arma melhor do que a maioria dos soldados ordinários! E quanto a você? Já viu a disparidade que há entre os dois? Talvez o maior mérito na sua vida tenha sido ficar noivo dela! Você já teve a honra de matar um dragão? Capturar um membro vivo da tribo do povo dragão? Ou quem sabe descobrir uma nave espacial das antigas civilizações enterrada em uma ruína? Ah, eu quase me esqueci, esses são feitos que apenas um homem de verdade, nascido de uma longa dinastia conseguiria cumprir!

O imperador deu um tapa cômico sobre a mesa, ganhando a gargalhada dos vassalos ao redor dele. Quando todos presentes acompanharam a zombaria, ele adicionou mais uma linha em satisfação.

— Você deve tomar cuidado, meu filho. Ou então na noite de núpcias, quem vai usar um vestido e ser carregado para alcova será você pela princesa.

Que cena deplorável... – Mas claro, Simon não proferiria em voz alta seus sentimentos.

Entre os presentes na mesa estava Ineli, a filha mais velha da segunda esposa do imperador, Melissa. Simon sabia que na frente da garota de pele branca e macia, e de cabelos lisos e sedosos, o príncipe sempre agia com mais maturidade. Porém agora, mesmo tendo sido ela a tomar a iniciativa ontem de convidar Gil para assistir a arena dos gladiadores, a princesa não conseguia esconder a risada, abaixando a cabeça para tentar suprimi-la.

Rudy: Eu só gostaria de lembrar que a Melissa já tinha a Ineli antes de se casar com o imperador Guhl Mephius. Gil e Ineli são irmãos apenas no papel.

No final, Gil mal pode proferir uma palavra em sua defesa.

— Não posso dizer que eu esteja satisfeito com esta situação também. – Quando o imperador fez sua saída, Fedom Aulin se aproximou de Simon.

Mesmo sendo mais jovem que Simon, o corpo obeso e a cabeça quase careca de Fedom o faziam parecer muito mais velho. Este homem era o nobre encarrego pela Fortaleza de Birac e a área ao redor, sendo também o principal orquestrador das negociações de paz e o mais proeminente senhor de terras entre os aristocratas com olhares mortificantes ao seu redor. Porém, Simon manteve-se vigilante sobre ele.

Embora tamanhas qualidades, em verdade, dificilmente significavam que ele era um grande homem.

— O príncipe não poderia carregar o império com ombros tão frágeis e inconfiáveis. Se comparado com as massas que nasceram destinadas a viver na rua, só podemos dizer que o príncipe nasceu nada mais e nada menos com boa sorte.

Fedom balançou a cabeça em decepção e baixou sua voz ao tom de um sussurro.

— (A insatisfação com a família real tem ganhado força. Por enquanto, o imperador Guhl Mephius tem mantido as coisas sob controle com respeito e tomor em razão de seus feitos, porém quando chegar a vez do príncipe Gil assumir ao trono... Do jeito que as coisas estão, é só uma questão de tempo até que oposicionistas façam a sua jogada. No entanto, considerando o futuro da nação, quem poderia julgá-los como traidores?).

Era óbvio que quando ele se referia aos “oposicionistas” estava falando de si mesmo. Todo aquele teatro para cima de Simon servia apenas para mensurar se ele poderia se tornar um aliado ou não. Pois caso a conspiração fazasse, o número de casualidades em Mephius seria superior até mesmo ao ocorrido na guerra dos dez anos com Garbera.

— O príncipe ainda é jovem. – Disse Simon, sem demonstrar qualquer alteração em seu rosto – Qualquer coisa poderá acontecer ainda. Até mesmo sua majestade quando jovem, era indigna do título de “Coração de Dragão”. O que precisamos fazer é nutrir o príncipe para que juntos possamos guiar a nação a um futuro melhor.

— Hahaha! Isso é a sua cara mesmo, lorde Simon! Seus olhos não estão no presente, mas sim no futuro!

Fedom fendom acariciou em satisfação o seu queixo nu. Quanto a Simon, um sorriso involuntário se formou em seu rosto.

Bem, eu espero que esta esperteza este homem tenha compreendido o significado das minhas palavras de um estudante de honra.

Simon estava preocupado com a situação atual de Mephius e sabia que era impossível para o príncipe no presente momento fazer qualquer decisão meritosa também.

No entanto, não importava quais fossem seus temores, tudo começaria a se decidir de maneira inesperada muito em breve e Simon não se distanciaria de tais acontecimentos. Tendo presenciado de perto as mudanças que guiariam o destino de Gil Mephius, o pensamento de Simon era que o que o destino reservou para a nação era muito mais promissor do que as maquinações que Fedom Aulin arquitetou com seus métodos.


Light novel Rakuin no Monshou (烙印の紋章) Ilustrção Volume 01


Se gostou deste capítulo, considere acompanhar as atualizações apenas aqui na Anime X Novel! Assim, você estará apoiando a continuação do projeto!

Venha fazer parte também do nosso Canal no Discord e fique sabendo na hora
sempre que houver uma nova atualização! 


< Rakuin no Monshou 1-2-1 | Rakuin no Monshou Índice | Rakuin no Monshou 1-2-3 >



Faça uma busca aqui por mais Novels e Mangás em nossos Sites Parceiros!

You Might Also Like

Comment Now

0 comentários