Isekai Maou Lightnovel 4 Interlúdio 2

Posted



Interlúdio 2


Antes de todos irem dormir—
No quarto de Lumachina.
Rem estava inspecionando seu equipamento em cima da cama que havia sido preparada para ela. Armazenando os cristais de seus Familiares em sua bolsa, ela colocou a faca e as manoplas de ferro próximas ao travesseiro.
— …
— Rem, muito obrigada.
— O que foi, Lumachina? Dizendo isso tão de repente.
— É que graças a todos vocês, eu pude vir aqui.
— ... Se quiser agradecer alguém, faça isso para Diablo. Se possível, por favor, nos dê a recompensa em moedas de ouro.
— Ah, está certo.
— …Bem, isso apenas quando o problema com a Igreja tiver sido resolvido e tudo tenha se acalmado.
Uma presença foi sentida do outro lado da porta e Rem rapidamente colocou sua faca e manoplas de ferro.
Era o chefe dos Paladinos, Baduta, que tinha vindo fazer uma visita, segurando o candelabro de uma lamparina a óleo em sua mão. Talvez porque estivesse usando óleo vegetal, tinha um leve aroma de flores.
O tamanho da sala, de ponta a ponta, era de cerca de dez passos largos. A grande cama para Lumachina e a pequena cama para Rem estavam lá, junto de um mesa arredondada e chique, além de duas cadeiras. Também havia uma janela coberta fechada que estava sendo coberta por uma cortina de veludo.
Rem estava em cima de sua cama.
Ela furtivamente convocou sua [Serpente das Sombras] e a escondeu na sombra da cama. Isso consumia seu MP, mas a coisa que todo invocador deveria evitar quando se luta contra um guerreiro de alto nível era ser derrotado antes que os seus familiares pudessem ser invocados.
...Dessa forma deverei ser capaz de dar o primeiro passo, mesmo que algo aconteça.
Ainda que não pudesse ganhar, Diablo notaria se uma perturbação fosse criada e viria com toda certeza.
Lumachina sentou-se em uma cadeira.
— Gostaria de se sentar?
Ela ofereceu a Baduta o outro lugar.
— Muito obrigado.
Colocando o candelabro na mesa, ele sentou-se lentamente.
Primeiro, Baduta abaixou a cabeça.
— Peço desculpas por ter vir tão tarde.
— Eu não me importo. Tendo nos fornecido refeições, roupas limpas e quartos, você realmente nos ajudou. Muito obrigada.

— Estou feliz em lhe ser de ajuda.

— Baduta, tenho algo que devo lhe contar.

— Sim. Desde sua eminência mencionou antes, vim para lhe perguntar sobre isso. Acredito que seria melhor para pessoas de fora se ausentarem embora...?
Baduta deu um olhar frio para Rem.
Lumachina controlou-o com uma mão.
— Rem é alguém confiável. Claro, os outros também.
— Eu tenho confiança neles, já que trouxeram Lumachina-sama até o território do antigo Rei Demônio, mas compreendo. Bem, então… Aconteceu alguma coisa? Para sua santidade, a Alta Sacerdotisa, não ter um Paladino como escolta, vestir roupas comuns e chegar a uma região como esta sem qualquer aviso prévio, o que poderia ter acontecido ?
— Isso é...
Lumachina tinha uma expressão pensativa em seu rosto.
Após um breve momento, ela abriu sua boca.
— Baduta, por favor responda minha pergunta de antes. O que é a Ordem dos Cavaleiros Templários? Foi aprovada por alguém ?
— Sinto muito. Foi algo que criei por conta própria.
— Embora alguém assim não seja permitido?
— Eu humildemente aceitarei qualquer punição. No entanto, esta é uma terra perigosa. Um Sacerdote não pode andar sozinho pela cidade e o perigo alcança até as suas famílias.
— É verdade ?
— Vendo como os sacerdotes são capazes de usar os milagres de Deus, casos em que pessoas tentam forçá-los a ajudar na exploração de masmorras e onde bandidos buscam seus pertences são mais frequentes do que ataques de bestas demoníacas no lado oriental.
— Entendo.
— Para opor a tais ameaças, empreguei Aventureiros a princípio, mas... também havia aqueles que atacavam os Sacerdotes entre eles.
— Não pode ser!
Aventureiros pertenciam à Guilda dos Aventureiros. Se cometessem o crime de atacar o sujeito da escolta, não só seriam banidos da guilda, como cartazes seriam entregues às cidades em todo o país e eles se tornariam [Procurados].
Baduta deu um suspiro.
— Aqueles que veem para o território do antigo Rei Demônio, não refletem sobre o perigo... E aqueles que buscam fortuna ao invés de uma vida digna, não são poucos.
— É isso, então.
Lumachina pôs as mãos em sua face, parecendo triste.
Essa era uma história que Rem conseguia entender.
O território do antigo Rei Demônio era um lugar cheio de perigo. Para chegar a tal terra sem qualquer tipo de obrigação, eles provavelmente não eram normais.
Baduta continuou sua história.
— Para proteger os Sacerdotes e, ainda mais, as pessoas comuns e impotentes, decidi contratar aqueles em quem podia confiar e que possuíam capacidade. Nomeei-os de Ordem dos Cavaleiros Templários, mas... um senso de privilégio brotou na ordem, acarretando a tal comportamento violento. Tudo isso foi devido à minha falta de liderança, mas... buscar decoro deles nesta terra é difícil, então por favor, entenda a situação.
— Ao invés de decoro… É sobre a moral deles, mas…
Lumachina voltou seu olhar para Rem.
A razão pela qual não questionou isso a outra pessoa, foi para não mostrar uma atitude clara de descrença nas palavras de Baduta. Mesmo assim, a razão pela qual ela voltou seu olhar para Rem, provavelmente foi porque não conseguiu tomar uma decisão.
Rem fez um pequeno aceno de cabeça.
──    Eu não acho que isso seja uma mentira.
Em regiões como essa, para aqueles que tinham confiança em suas habilidades, o potencial de que essas mesmas pessoas também tivessem um senso moral elevado foi extremamente baixo. Era impossível compará-los com as pessoas que tinham grandes vidas em cidades seguras.
Lumachina levou um dedo aos lábios.
— Então foi esse tipo de coisa. Lamento que eu seja ignorante quanto as questões do mundo.
— N-não, tal coisa é… Eu também tenho empregado sob políticas que não eram da Igreja e causaram inúmeros percalços devido à minha inabilidade.
— Eu pude entender que você teve suas circunstâncias.
— Muito obrigado.
Rem pensou em coisas.
Será que este homem é inesperadamente alguém em quem podemos confiar?
Sua impressão dele mudou bastante desde seu primeiro encontro. Porque ele era o líder de um grupo de bandidos, sua impressão dele era consideravelmente ruim. Apesar de terem saído de seu caminho para chegar até aqui, ela ficou desapontada com ele.
No entanto, depois de ouvir sobre as circunstâncias, foi uma história com a qual poderia concordar.
A demanda por doações foi por causa da escassez de Sacerdotes e do inusitado Senhor Feudal. Mesmo a tirania da dos Templários, foi causada por este ambiente hostil. A violência contra as pessoas comuns não era boa, mas provavelmente foi melhor do que os Sacerdotes serem atacados por pessoas más e bestas demoníacas.
Parecia que Lumachina também confiava em Baduta.
Ela começou a falar.
— O quanto você sabe do estado atual da Igreja na Capital Real ?
— Bem, atualmente? Fui enviado para o território do antigo Rei Demônio há três anos. Naquela época, eu estava arrecadando doações, mas ... isso era tudo o que me incomodava.
— Sobre como eles estavam exigindo injustamente grandes somas de doações ?
— O que vossa eminência quer dizer com isso ?
— Fazer exorcismos desnecessários, dizendo coisas como [esta propriedade é assombrada] e conceder encantamentos contra espíritos malignos apenas para exigir grandes doações— eu tinha ouvido falar de tais rumores. Além disso, havia coisas como aceitar subornos de mercadores.
— Isso é escandaloso!
Baduta cruzou os braços.
— Além disso, havia rumores de que uma parte dos Cavaleiros Paladinos faria falsas acusações de [adoradores do Rei Demônio] e matariam pessoas enquanto fingiam purificá-las…
— Absurdo! Isso deve ser uma invenção, correto !?
— Seria bom se fosse, mas...
— No mínimo, tais desviantes não estavam entre os Cavaleiros Paladinos quando eu estava na Capital Real !
Rem sentiu que ela falaria espontaneamente. Como ela foi falsamente acusada pelo Paladino Sadraa e quase foi morta há apenas meio mês.
A lesão no braço direito ficou quente.
—…
No entanto, o que aconteceria se ela dissesse [Eu era suspeita de ser uma herege e quase morta], mesmo que ela não tivesse nenhuma prova? Além disso, aquele Paladino foi apagado durante a turbulência da ressurreição do Rei Demônio.
Ele foi morto por Krebskrum e, até mesmo seu cadáver, foi completamente eliminado pela magia suprema de Diablo.
Se ela falasse mal, colocaria suspeitas desnecessárias sobre si mesma. Havia também o risco de piorar a posição de Lumachina. Por isso, Rem ficou em silêncio e continuou a ouvir a conversa.
Lumachina abriu os lábios.
— Não é como se todos os Paladinos estivessem cheios de fé… É lamentável, mas essa é a verdade. Havia alguém que faria qualquer coisa por dinheiro.
— Isso foi confirmado ?
— …… Eu… quase fui assassinada por um Cavaleiro Paladino. O cardeal-chefe, Bishos, o havia pago para cumprir essa ordem. Foi o que ele me disse.
— O- O QUE !? ISSO É VERDADE !?
Baduta ficou de pé.
— E eu mentiria sobre isso... ?
— Não! Absolutamente não! Ah, como isso pode ser...
O rosto de Baduta ficou vermelho de raiva e as veias subiram em sua testa. Seus ombros severos e punhos cerrados tremiam.
— Que tolice absurda! Então o atual Instituto Cardeal fora corrompido a tal ponto !
— É muito triste.
— Como amaldiçoado!
Sua raiva não parecia um ato.
Rem não confiava completamente em Baduta. Ela ainda estava presa no assunto com a Ordem dos Cavaleiros Templários.
Mas, pelo menos, não parece que esteja ao lado Instituto Cardeal.
Se ele tivesse a intenção de visar a vida de Lumachina, não deveria haver necessidade em sair de seu caminho para fazer tal ato.
Lumachina continuou falando.
— A fim de escapar do perigo de assassinato... E então, a fim de obter a força para reformar a Igreja, eu vim até Torre Zircônia para confiar em você.
— Então foi assim.
— Acredito que estou dizendo algo irracional embora.
— Não, sou grato por sua santidade ter tanta confiança em mim. Por favor, tenha paz de espírito! Quer sejam o Instituto Cardeal ou os Cavaleiros Paladinos, não permitirei que eles coloquem um dedo sequer em Lumachina-sama!
— ...Muito obrigada.
Ela deu um suspiro e fez uma expressão de alívio.
Dizendo, “venha pensar sobre isso”, ela fez mais uma pergunta.
— Existe um mal que tem se espalhado, chamado de [Doença da Marca da Morte], correto? Dizem que hematomas parecem a superfície do corpo.
— Sim. Uma vez que nove hematomas aparecem, suas vidas são perdidas, ou algo assim. É uma doença terrível.
— Uma doença? Você também acredita nisso... ?
Lumachina fez uma cara intrigada.
Baduta inclinou a cabeça.
— O que vossa eminência quer dizer com isso?
— Quero dizer, isso não é uma doença, mas uma maldição ?
Um calafrio percorreu a espinha de Rem. Sua pele ficou arrepiada e, os pêlos em sua cauda e seu cabelo ficaram em pé.
Uma maldição!
Baduta pós a mão em sua face.
— Isso não pode ser… tem certeza que não é algum tipo de mal-entendido ?
— Não,  essa é uma informação que obtive do próprio Kami-sama. Isso não foi uma doença e também um forte cheiro da água. Falando da água nesta cidade, há apenas o lago.
— … Isso é verdade.
— E então, eu vi uma escuridão submersa no subsolo. Ouso dizer que deveria haver algo embaixo do chão.
— ... Entendo, então é assim
— Baduta, uma feitiçaria de grande escala que ameaça as vidas das pessoas desta cidade está sendo realizada. Deve ser tratado rapidamente.
Rem saltou da cama e correu até ela.
—Por que você falou isso !? Diablo não tinha lhe avisado!?
— Eh !? Hyah !
Puxando Lumachina para longe da cadeira, Rem manteve-a afastada de Baduta, colocando-a atrás de si.
Ao mesmo tempo, ela manipulou a [Serpente das Sombras]e a lançou.
Com o nível deste Familiar, ela foi sequer capaz de tocar o Paladino Sadraa e, por isso, acreditava que seria incapaz de [Amarrar] Baduta. No entanto, provavelmente seria capaz de comprar algum tempo para ela chamar um Familiar ainda mais forte.
Se fosse uma besta convocada de tamanho médio, mesmo sendo abatido, se tornaria um grande alvoroço.
Se for Diablo, ele vai notar!
Pelo contrário, a [Serpente das Sombras] agarrou o corpo de Baduta, não sendo eliminada.
— ... Fumu.
— O que !?
O efeito [Amarrar] foi estabelecido.
Rem ficou perplexa.
Baduta inclinou a cabeça.
— Qual, pode ser o significado disso? Aventureira ?
Rem fez uma declaração.
— …A história de Lumachina… Se alguém fizesse essa feitiçaria, o agressor não seria outra pessoa além de você.
Dizendo * EHH!? *, Lumachina ficou surpresa.
Rem levantou a voz.
—... Francamente... não sei dizer se você é muito esperta ou uma tola completa ! Você é muito indiferente à ganância dos outros.
— Eh?

— Com essa maldição se espalhando, apenas quem seria o único se beneficiar dela !?
— Eh? B-beneficiar...?
— As pessoas que contraíram a Doença da Marca da Morte fariam doações à Igreja !
— ... !
Os olhos de Lumachina se arregalaram.
Parece que jamais passara por sua cabeça a ideia de [Amaldiçoar as pessoas para arrecadar doações]. Isso provavelmente não tinha o que fazer, foi justamente essa pureza que a fez merecedora de ser a Alta Sacerdotisa, afinal.
Lumachina fez uma careta que disse que achou inacreditável e olhou para Baduta.
— ...Qual o significado disso !?
— Quão perturbador… Tudo, são as observações imprudentes dessa Aventureira. Eu, usando feitiçaria? Isso é impossível. Se é uma maldição, então deve ser a ação de alguém que mantém ressentimento em relação às pessoas desta cidade.
— Alguém que guarda ressentimento ?
— Sim, a coisa chamada ódio de uma pessoa é algo que está além da imaginação, afinal.
Rem hesitou.
É um inimigo formidável.
Ela achava que aquele homem era o principal culpado, mas não podia refutar a desculpa dele.
Lumachina fez uma expressão triste.
— Pessoa...
— Mu ?
— Por que, você acha que aquele que realizou o feitiço era uma pessoa ?
— Ugh ...
Baduta estava sem palavras.
Lumachina perguntou-lhe mais uma vez.
— Eu só havia dito que a Doença da Marca da Morte era uma feitiçaria. Por que você acha que o praticante era uma pessoa das raças ?
Baduta curvou a boca.
— Isto é, como devo dizer... Ouvindo que era feitiçaria, eu inconscientemente... Apenas suspeitei primeiro do povo das Raças. Havia a possibilidade de ser um Ser Demoníaco. Este é o território do antigo Rei Demônio, afinal. Eu simplesmente pulei para uma conclusão precipitada. Sinto muito.
Ele negou completamente a suspeita. Para negar isso até agora, foi um mal entendido? Foi o que Rem começou a pensar. Lumachina juntou as mãos.
—Mesmo? Você juraria isso para Kami-sama ?
— Sim, claro. Juro por Deus, não fiz nenhum feitiço.
Baduta também juntou as mãos.
— Entendo ... irei acreditar em você.
— Estou aliviado por vossa eminência entender.
Os sentimentos de Rem eram complicados. Claro, era melhor se ele fosse uma pessoa em quem pudessem confiar. Ela não queria acreditar que uma pessoa com tal posição e tal habilidade fosse um vilão.
No entanto, ele era muito suspeito, mas se Lumachina acredita nele, então não há o que fazer. Embora ela tivesse tido o trabalho de coloca-lo sob o efeito de [Amarrar], ela não teve escolha senão cancela-lo.
Lumachina falou com um sorriso.
— Nesse caso, por favor, chame o grupo de Diablo-sama aqui.
 Dizendo * Eh!? *, Baduta ficou surpreso.
— Por que razão sua eminência gostaria disso ?
— Daqui em diante, todos nós iremos para o lugar onde os pacientes da Doença da Marca da Morte foram reunidos. Eles estão alinhados em frente à tenda, mesmo à noite, correto? Se é para curar um grande número de pessoas, nós certamente receberemos a voz de Kami-sama ainda mais. Se for uma feitiçaria tão forte, chegaremos imediatamente à sua fonte.
— Isso é impossível !
— Está dizendo que isso não deveria ser possível ? Baduta, quem está à sua frente é ... a Alta Sacerdotisa, você sabe.—
—  Uugh ...
— O que há de errado, seria inconveniente chamá-lo aqui ? Não, que tal irmos a ele ? Rem, faça preparativos para saírmos.
— Fufu… Você pode fazer isso quando precisar, Lumachina. Como esperado de você.
Rem levantou a tensão. Ela estendeu os dedos para a bolsa onde os cristais estavam guardados. Baduta deu um suspiro.
— Compreendo, então você foi capaz de ir tão longe ... Isso foi mais do que eu esperava.
Ele olhou para ela.
*Kurari * a vista de Rem ficou embaçada.
O que foi isso !?
Uma sonolência intensa a assaltou.
*      Gakuri * Ela apertou as mãos contra o chão. Lumachina também desmoronou atrás dela. Com a concentração interrompida, a [Serpente das Sombras] seria cancelada. O cristal se apagou e caiu no chão.
Qual é o significado disso? Preciso me apressar e convocar o próximo Familiar !
Ela pegou um cristal na mão, mas não conseguiu demonstrar a concentração para trazer a Besta Invocada.
O que tinha acontecido?
Rem havia sido derrotada pela habilidade [Magia Silênciosa] do Paladino Sadraa. Por isso, ela recebeu instruções de Diablo durante a jornada até aqui e aprendeu a contramedida para isso.

Mesmo que ela não pudesse ver o fluxo do poder mágico, ela praticou para que fosse capaz de sentir a ativação da magia apesar disso.
— E, mesmo que… você não deveria ter feito nada…
— E de fato não fiz nada. Apenas usei um pouco de drogas para dormir.
O castiçal que estava em cima da mesa.
Parecia que havia um dispositivo colocado no óleo da lâmpada. Provavelmente houve um truque para que não funcionasse em si mesmo. Então suas estranhas desculpas eram para ganhar tempo! Tudo para torná-los impotentes sem causar um alvoroço...
Kuh ...
Como é frustrante!
Baduta se aproximou delas.
Ele ficou na frente de Lumachina, que já havia perdido a consciência. Ele pisou em sua cabeça com as botas de couro.
— Garotinha amaldiçoada !
— P-pare…
Rem gemeu. Estendendo a mão, ela agarrou o tornozelo de Baduta. No entanto, não foi capaz de fazer nada mais do que isso.
Baduta olhou para ela.
— Não vou te matar aqui. Vocês todos têm forte poder mágico e senso de justiça. Você é realmente promissora.
— Ugh…
O que ele quis dizer com promissora?

Incapaz de perguntar a ele sobre isso, Rem adormeceu.


Se você gostou deste capítulo, CLIQUE AQUI, solucione o Captcha e aguarde

por 5 segundos, assim estará apoiando a Anime X Novel!





Share on Google+

You Might Also Like

Comment Now

0 comentários