Isekai Maou Lightnovel 4-4-2

Posted



Tentando Ir Atrás Deles
Parte 2


Rem abriu os olhos. 
A chama de uma lâmpada tremia. 
Quando ela tentou mover as mãos, percebeu que não podia fazer isso. 
—Eu estou amarrada! 
Seus braços e pernas estavam amarrados em poste. 
— O quê!?
— Então você também acordou.
Quando ela olhou ao seu lado, viu que Lumachina também estava amarrada a um poste como ela. 
— Lumachina! I-isso é...
— Desde que eu também acabei de acordar, ainda não entendo, mas......
— ...... É isso mesmo.
Rem olhou para os arredores.
O teto era excessivamente alto. O suficiente para que a luz das chamas não alcançasse.
Eles estavam dentro de um prédio de pedra?
Era cilíndrico e bastante espaçoso. Grande o suficiente para a capela se encaixar perfeitamente nela. 
Havia uma plataforma ao centro e era ali que Rem e Lumachina estavam presas. 
Elas foram capturadas por Baduta e parecia que ele estava fazendo feitiçaria. 
“Se for esse o caso, devemos ser sacrifícios?”
Os músculos ao longo de sua espinha tremeram com seu pensamento. Havia grandes lâmpadas ao redor delas e suas chamas balançavam. 
No lado oposto da iluminação estava mal iluminado, então ela não podia ver tudo isso bem, mas ... seus olhos gradualmente se acostumaram com isso. 
Algo estava se movendo. 
E então, ela notou que ela podia ouvir a respiração de várias coisas.
— ...... O que poderia ser isso?
—Eu não sei. No entanto, tenho uma sensação desagradável. — A voz de Lumachina estava rígida. 
Rem concentrou os olhos no outro lado das chamas. 
Era uma pessoa. 
As chamas brilhavam sobre ela e se podia dizer que era a figura de várias pessoas se movendo. Quantas estavam aqui? As raças variavam e parecia que havia mais gente do que ela pensara. 
Além disso, a maioria delas estavam nuas. 
Rem recuou sua voz. 
— O-O QUE ……!?
— Eh? O que eles poderiam estar fazendo aqui...?
Talvez os olhos de Lumachina também se acostumaram.
Um grande número de homens e mulheres, o suficiente para encher completamente o chão, estavam emaranhados uns aos outros.
Rem reflexivamente virou o rosto. 
—……É, é isso, realmente …… Eles poderiam realmente estar fazendo isso
— ……?
— Isso que?
Lumachina realmente parecia não saber o que estava ocorrendo. Rem não sentiu apenas suas bochechas, mas até suas orelhas esquentam. 

— ………… Eu não tenho como explicar.
— Eh?
Ela ficou perplexa. 
No entanto, mesmo Rem não podia falar sobre isso. 
Apenas no que no mundo estava acontecendo? 
Gradualmente, as respirações longas do povo tornaram-se ásperas. Os gemidos dos homens e a respiração pesada das mulheres encheram o edifício cilíndrico. 
Os sons de carne batendo na carne e os sons de suor e fluidos corporais foram feitos. Um cheiro bestial pairou no ar.
Alguém subiu a escada que estava no altar.
Era Baduta. 
Ele estava vestindo roupas. Rem se sentiu um pouco aliviada.

No entanto, as mulheres que ele trouxe estavam praticamente nuas. 
— Ah, aquela é……!
Era a longa empregada de cabelos negros, Shiiryuu. Não havia vestígios das suas roupas de empregada. Ela não usava nada no peito e na cintura. No entanto, ela estava em um espartilho e usava saltos. 
Os ombros de Rem tremeram. 
— S-sem vergonha!
Baduta riu, dando de ombros. 
— Então você finalmente acordou. Eu estava prestes a imaginar o que deveria fazer se houvesse demorado até o amanhecer.
— Kuh… Como você se atreve a nos enganar !
— Se você vai se ressentir de alguém, que seja de Lumachina. Ela deveria saber que seu senso de justiça iria destruí-la algum dia.
Lumachina vazou uma voz impotente. 
— Eu sinto muito, Rem…… Eu te arrastei para isso...
— …… Esse não é o caso. Esta situação é devido a um erro meu. Lamento muito não poder protegê-la.
Rem adquiriu experiência como aventureira, mas ficou para trás muitas vezes devido a sua incapacidade.
Poderia ser que eu seja “desnecessariamente honesta?” Sempre achei que aquela a fazer o papel de tolo fosse Shera.
Apesar de seus pensamentos negativos, ela tentou pensar em formas para escapar dali. 
No entanto, a falta de qualquer folga nas restrições em seus membros era algo digno de admiração.
Rem rangeu os dentes.
—...... O que você planeja fazer conosco, Baduta!?
— Um ritual.
— Eh!?
— Como você pode ver, este lugar é um altar.
— ...... Quão desprezível.
Repetindo as palavras de Rem, Lumachina falou.
— Não poderia haver um altar tão repulsivo como este. Este lugar não está cheio de maldade?
Baduta assentiu. 
— É exatamente isso. O que está aqui é [imoralidade].
—…… Como eu pensei… [Feitiçaria].
Parecia que ele não estava mais escondendo isso. Baduta pegou o pequeno pote que a empregada levava na mão e abriu a tampa. Um líquido verde enegrecido estava dentro. 
— Esta é a fonte que causa a Doença da Marca da Morte, a [solução não diluída].
— O que?
— Ao derramar isso no lago, ele se manifestará nos cidadãos que vivem e usam daquela água com uma certa probabilidade. Essas pessoas vão confiar na Igreja e vão pagar uma grande quantia em doações.
— …… você é o pior.
Rem gemeu. 
Lumachina estava sem palavras. Ela parecia ter recebido um choque de como a pessoa que ela uma vez sentiu confiança era muito desprezível. 
Baduta fez uma pergunta. 
— Esta solução não diluída, como você acha que é criada?
— …… Não há como eu saber.
— Então você não pode nem imaginar. O que está lhe faltando é poder de imaginação, não é mesmo, Aventureira?
— Mu.
Desde que ela tinha acabado de pensar “Eu não estou sempre sendo enganada?”, isso a deixou ainda mais irritada. As pessoas são criaturas que ficam com raiva quando seu ponto fraco é atingido. 
— A solução não diluída da Doença da Marca da Morte é gerada a partir de algo chamado mal comum. Agora, então, como o mal puro é obtido?
Baduta voltou seu olhar para os arredores. 
— Veja, eles são como bestas, não são? No entanto, essas pessoas eram originalmente crentes piedosos. Espessos de piedade e possuidores de senso de justiça, eram homens nobres e mulheres castas.
— … O que quer dizer com isso?
— Com apenas um pequeno empurrão nas costas, as pessoas caem facilmente.
Ele olhou para as lâmpadas que rodeavam o altar. 
“Eles acrescentaram algo ao óleo dessas lâmpadas também?”
Quando ela se concentrou nisso, havia algum tipo de cheiro doce. 
Rem reflexivamente segurou a respiração dela. 
No entanto, era impossível parar de respirar. 
Baduta estendeu suas mãos para longe. 
Sua expressão cheia de êxtase foi iluminada pelas chamas das lâmpadas.
— O adultério... O derramamento de sangue... A gula... O tempo em que as pessoas caem, a divindade é perdida e o simples mal nasce.
— Ahh, um lugar ...... que faz com que as pessoas cometam pecados......?
Rem mais uma vez vasculhou os arredores. 
Certamente, não era apenas o intercurso, havia também pessoas fazendo outras coisas. 
Havia pessoas que avidamente devoravam enormes quantidades de comida que eram colocadas até vomitarem. E também havia pessoas que erguiam uma espada em direção aos outros! 
— P-PARE!!!
Rem, sendo prendida ao altar, não conseguiu fazer nada. 
Lumachina derramava lágrimas.
— Por... por que…… isso tudo é... tão estranho……
Para ela que viveu uma vida provavelmente muito mais pura que Rem, o choque recebido foi muito mais forte. 
Seu corpo estava tremendo.
— Por favor, confira você mesma, Lumachina-sama! Certamente, isso é tudo estranho! Seus sentidos morais não estão enganados! Agarre bem o seu coração!
— Uuu... Kami-sama... Kami-sama...
Enquanto derramava lágrimas, ela murmurou. 
Seu corpo brilhou fracamente. 
Foi semelhante à quando ela orou. 
Baduta deu de ombros. 
— De acordo com minhas investigações, quanto mais forte a divindade que a pessoa tem, mais espesso é o mal comum que se pode obter quando ela cai. Deve criar uma solução mais forte que não seja diluída. 
—…… V-você quer fazer com que muitas pessoas contraiam a Doença da Marca da Morte!?
— Errado. Agora, uma pessoa é suficiente.
— Uma pessoa?
— Lamnites.
Rem ficou estupefata. Pensar que o nome do Lorde Feudal de Torre Zircônia apareceria aqui. 
— Lamnites é perigosa. Suas ações têm me obstruído completamente. Ela até tem um leve indício sobre essa feitiçaria. Eu absolutamente tenho que fazê-la contrair a Doença da Marca da Morte!
— … E tudo isso apenas para tal coisa?
— Lamnites não bebe a água do lago. É muito difícil para a feitiçaria chegar até ela, mas parece que a água é usada em sua culinária. Se uma solução poderosa não diluída for usada, ela provavelmente irá se manifestar.
— ... E o que acontecerá com as pessoas da cidade que bebem essa água?
— Eles provavelmente contrairão a doença. Nessa hora, os sacerdotes vão curá-los. Se eles fizerem uma doação, só isso!
Baduta expressou um sorriso deformado.
Lumachina olhou para ele com olhos lacrimejantes.
— Baduta …… Por que cometeria um pecado tão grave……? Eu soube que era uma pessoa nobre. O que aconteceu com você!?
— Você ficaria satisfeita se houvesse uma lágrima dentro da história? Algo como a minha família sendo assassinada, ou que fui traído por um amigo próximo, ou que fui ameaçado por um Ser Demoníaco? Sua maldita tola, não há razão para cair no abismo. As pessoas são simplesmente criaturas gananciosas e pecadoras.
Assim como eles adivinharam por seu discurso e conduta, Baduta não estava ligado ao Instituto Cardeal. 
No entanto, ele era um vilão escandaloso sem relação com eles! Pensar que ele espalharia indiscriminadamente a feitiçaria entre o povo por dinheiro e poder. 
Lumachina gritou em voz alta.
— Mesmo se for esse o caso, não importa qual seja a verdadeira natureza da pessoa, há aqueles que podem ser apropriados!
— Estou ansioso por isso, pois quando a orgulhosa Alta Sacerdotisa se apaixonará pelo pecado.
— !
— Ensine a que é o prazer, Shiiryuu!
A empregada doméstica, recebeu a ordem e expressou um sorriso sedutor. 
— Fufufu… Está tudo bem, para eu fazê-la cair?
— Espero que esteja na hora de os convidados virem. Eu não tenho tempo para sacudir minha cintura. Este não é um oponente simples, afinal.
— Goshujin-sama, é como se você estivesse esperando por sua amante. Estou muito enciumada.
— Vá terminá-la. Serei seu parceiro depois disso.
— Meu, estou ansiosa para isso! O que faremos com esta Pantheriana?
— Ela é escrava daquele homem. Nós poderíamos usá-la para detê-lo em suas trilhas. Atormente-a como quiser, mas sem matá-la.
— Como desejar, Goshujin-sama.
Apenas sua ação de reverência era a de uma criada. Embora sua aparência fosse semelhante a ela estar nua…… 
Rem jogou fora toda a linguagem abusiva que ela poderia inventar, mas foi ignorada. 
Enquanto contorcia os dedos, Shiiryuu chegou perto de Lumachina. Ela soltou um longo suspiro. 
— Nfuu ~ ...... Para ser capaz de fazer uma garota tão bonita cair, é realmente excitante.
— N-não se aproxime de mim!
Seus dedos brancos deslizaram até o pico dos seios de Lumachina. 
— Eles possuem bastante elasticidade.
— Haguh!
— Sua sensibilidade também é boa. Eu pensei que você seria insensível ao estímulo, já que está sempre falando sobre coisas formais.
— P-pare ....... Deixa-me ir !
— Dizendo algo assim, uma vez que você tenha um gostinho do meu carinho, estará me implorando por mais, sabe?
* Pero ~ n * Shiiryuu pôs a língua para fora. 
Foi longa ao ponto de fazer alguém pensar “Ela não era Humana!?” 
Mais do que os Anões que deveriam ter longas línguas, era longa suficiente para pensar que chegaria à garganta.
— Hafuun ...... Eu vou te lamber profundamente.
A mão de Shiiryuu se esgueirou por entre as roupas de Lumachina, chegando até sua saia e então entrando em sua calcinha.

— KYAAAAAAAAAAAAA——————— !!!!

* Zushin * Um tremor foi sentido.
* Guragura * O edifício cilíndrico sacudiu. * Parapara * Areia caiu. 
Rem olhou para o teto.
“Um terremoto?”
As coisas ficaram barulhentas acima. 
Uma porta perto do teto se abriu. 
Pensando nisso, Lumachina disse que deveria haver algo abaixo do solo. Então este lugar era um porão. 
Rem teve uma premonição. 
A sensação de desespero que encheu seu coração desapareceu como o céu depois da chuva.
— …… Diablo.


Se você gostou deste capítulo, CLIQUE AQUI, solucione o Captcha e aguarde

por 5 segundos, assim estará apoiando a Anime X Novel!





Share on Google+

Faça uma busca aqui por mais Novels e Mangás em nossos Sites Parceiros!

You Might Also Like

Comment Now

0 comentários