Death March Webnovel 16-35

Posted



35. A Filha Adotiva do Conde Seryuu (1)




Satou aqui. Houve uma vez que fiquei surpreso ao ver o cenário em minha cidade natal mudando mais do que o esperado quando voltei depois de um longo tempo.

Especialmente quando os lugares em que você costumava brincar quando criança se transformaram em uma mansão ou um arranha-céu, parece que suas memórias foram poluídas, não é?













"Mestre, olhe lá!"



Arisa, que está dobrando o corpo para a frente na caixa do assento do cocheiro, gritou alto enquanto apontava para a formação megalítica à frente.



É    uma ruína da era do antigo Império Orc, que parece uma pedra torii de três cordões.

Descobrimos quando iniciamos nossa jornada na cidade de Seryuu naquela época.



"Um portão de viagem quebrado, huh ... isso me leva de volta."

Estamos atualmente indo para a cidade de Seryuu depois de receber as mensagens de Zena-san.

Depois de confirmar a situação usando o mapa e através da magia espacial, não parecia uma emergência, então decidimos ir em uma carroça como quando partimos da cidade de Seryuu, por sugestão de Arisa.



Apenas os mesmos membros que deixaram a cidade de Seryuu naquela época estão vindo comigo.

Lady Karina também queria vir conosco, mas foi arrastada para algum lugar pela princesa e por Sera, dizendo que precisavam de um ajuste apropriado para um vestido novo ou algo assim.


"Do jeito que o Mestre está agora, você poderia consertar isso, certo?"

"Bem, sim, eu poderia."



Eu posso consertar ou até fazer um novo, mas não pretendo fazer isso por enquanto.

Um Portão de Viagem precisaria de uma grande quantidade de mana para ativar, e desde que o mana da Fonte da Cidade de Seryuu está atualmente sendo sugado pelo [Labirinto do Diabo], fazer isso seria ruim em muitos sentidos.


"Acha que poderemos ver a cidade de Seryuu em breve?"

"Oh, ainda temos cerca de uma hora sobrando."



As carroças são lentas afinal.









"Mostre-me sua identificação - Hm? Você me parece familiar."



Cavaleiro Soun foi quem nos parou no portão da cidade de Seryuu.

Se não estou enganado, ele também foi quem processou minha entrada quando cheguei aqui.


"Eu me lembro agora! Você é amigo da senhorita Zena, não é."



Cavalleiro Soun, que sorria com cara de homem, parecia ter se lembrado de algo e então lançou um olhar de pena para mim.



"Bem, este mundo não consiste apenas em coisas ruins, não deixe que isso

chegue a você."

"--O-ok."



Não entendendo o que Cavaleiro Soun, que bateu nas minhas costas, estava querendo dizer, eu involuntariamente inclinei minha cabeça em confusão.



"Mais importante, deixe-me ter sua identificação."



Eu dou minha identidade para ele.

"Identificação de Prata?"



Cavaleiro Soun ficou perplexo por um segundo, mas isso rapidamente se transformou em choque.



"C-conde-sama? E-em cima disso, Conde Pendragon? Aquele Matador do Lorde Demônio, Pendragon?"



Os olhos do cavaleiro Soun agitados fazem repetidas idas e voltas entre a identificação e eu.



"- Ah, não. Por favor, desculpe a minha indelicadeza. Sua excelência, Conde Pendragon! Permita-me guiá-lo ao castelo!"



Cavaleiro Soun pediu desculpas por sua grosseria, enviou um porteiro para entregar uma mensagem ao Castelo do Conde e chamou outro porteiro para trazer seu cavalo para cá.



"Não, apenas envie uma mensagem para lá. Ainda tenho alguns negócios para cuidar, planejo visitar o conde assim que terminar."



Eu recusei firmemente o Cavaleiro Soun que ainda estava tentando nos guiar, então nós trouxemos nosso vagão para a Hospedaria de Portão.

A estalagem que foi destruída por monstros durante a Punição Divina foi completamente reconstruída agora.

"Yuni ~?"

"Há a Yuni aqui nanodesu!"

"Eh? Tama-chan? E Pochi-chan também!"



Tama e Pochi encontraram a empregada Yuni, que estava varrendo a porta da frente, saltaram da carroça e correram para ela.



"O que há de errado Yuni? Por que você jogou sua vassoura - Satou-san! Mãe, é Satou-san!"



A garota-propaganda da Estalagem do Portão que saiu da porta, Martha-can me abraçou quando saí da carroça.



Ela ainda é a mesma - não, ela cresceu bem nos últimos dois anos.

Não deve demorar muito até ela ultrapassar a proprietária do Estalagem do Portão (Morta)-san.



"Já faz um tempo, Martha-chan. A pousada passou por uma reforma?"

"Un, muitas coisas aconteceram enquanto Satou-san não estava por perto. Você vai ficar aqui certo? Vamos conversar muito lá dentro!"



Martha pôde puxar meu braço para o Estalagem do Portão.

Ela é tão forte como sempre.



"Lulu, por favor, estacione nossa carroça no pátio. Mia, você pode ir em frente e cumprimentar o gerente se você quiser."

"Sim, eu entendi."

"Nn, eu vou."

"Mia, eu vou com você, então eu informo."



Parece que Nana será a acompanhante de Mia.



"Oh meu, muito tempo sem te ver. Estou muito grata pelo outro dia."



A senhoria da Estalagem do Portão agradeceu as lembranças que eu mandei junto com a carta de Yuni.


"Não, não, eram apenas um extra com a carta. Você tem quartos para oito

pessoas hoje?"

"A-aah - Sinto muito, mas nós só temos quartos para quatro hoje."



A senhoria parecia estranha quando disse isso.

Que seja, de acordo com o mapa, metade dos quartos aqui estão disponíveis.



--Ah, certo.



Eu havia me esquecido, já que normalmente éramos capazes de ficar em qualquer lugar onde estivéssemos, mas demi-humanos, além de Fairykin, são perseguidos na Cidade Seryuu e não podem nem ficar em uma hospedaria.


"--Liza."

Liza silenciosamente preparou sua lança quando eu chamei por ela.

A proprietária e as outras garotas ficaram com medo quando viram isso.



"Não é isso. Sua identificação."

"Eu-eu sinto muito."



Peguei Liza, que me interpretou mal ao colocar sua lança de volta e insisti para que ela mostrasse sua identificação à proprietária.



"Identificação? - Viscondessa Honorária Kishresgalza? Você está servindo como uma retentor de um nobre em algum lugar?"



A proprietária está olhando inquieta para trás de Liza.



"Não é isso, é a identidade dela, você vê."



Eu mostrei minha própria identidade quando disse isso.



"Conde? Satou-san - não, Satou-sama era um nobre o tempo todo?"

"Incrível! Conde, é esse conde certo? Satou-san, você é incrível!"



O rosto da proprietária ficou pálido, mas Martha-chan está extasiada.

Martha-chan pega minha identidade e lê as palavras uma por uma.



"Tama também ~?"

"Pochi também, Pochi também, ela é uma barrelnete hororaria nanodesu".

Tama e Pochi divulgam seus próprios documentos enquanto se alinham ao lado de Liza.

Pochi errou no baronete honorária, mas como ninguém se apresentou para corrigi-la, falarei sobre isso depois.


"Eu não posso acreditar ... Lizardkin e Beastkin, nobres?"

"Uwaa! Mãe! Mãe, ei mãe! É incrível! Pendragon! Satou-san era o Conde Pendragon-sama!"



Martha-chan bateu no ombro da proprietária que parecia achar inacreditável. Eu sei que você está animada e tudo, mas agora os vizinhos estão espreitando aqui curiosamente devido à comoção que você está fazendo na porta da frente da pousada.


"Por Pendragon - você quer dizer o Matador do Lorde Demônio?"

"Sim, esta correto."



Eu dei uma afirmação para a proprietária.



"Então,  um  dos  Cavaleiros  do  Conde  Pendragon,  o  lizardkin  que  venceu

Julberg-sama é--"

"Esta sou eu."

"Tama é um ninja ~?"

"Pochi é um samurai nanodesu!"




Tama e Pochi fizeram uma aparição ao lado de Liza, que assentiu.

"O que significa, suas garotas são as matadoras de demônios?"

"Sim, nós fomos concedidas nobresa como uma comenda por este feito."



Parece que ela reconheceu que Liza é a viscondessa honorária Kishresgalza.



"E então, tudo bem se ficarmos aqui?"

"S-sim, desde que você é nobre, qualquer um que tenha um problema pode ser

silenciado--"



Assim como eu pensava, algumas pessoas teriam um problema com isso, huh.



"- Mas, não seria melhor para o nobre-sama ficar em uma pousada de alta classe do outro lado da parede interna, em vez da nossa hospedaria comum?" "Não, estamos planejando visitar o castelo amanhã então--"



Nós provavelmente só ficaremos por uma noite de qualquer maneira, eu prefiro ficar em um lugar com memórias do que em algum lugar um pouco mais luxuoso.



Eu sigo atrás de Martha-chan que está mostrando o caminho para o nosso quarto e vou para as escadas, mas Pochi e Tama não estão vindo por algum motivo.


"--Pochi, Tama. Aqui."

"Nyu ~?"

"Não no estábulo nanodesu?"

Elas pareciam desanimadas de alguma forma.

Mais tarde, quando eu perguntei a elas, aparentemente, elas queriam fazer uma cama de palha no estábulo e pular nela.



"A empregada vai ficar no mesmo quarto também?"

"Sim!"



Lulu respondeu reflexivamente a Martha-chan.



"Ahaha, Lulu é um nobre também como nós, você sabe."



Arisa a corrigiu no lugar de Lulu enquanto ria.



"De jeito nenhum! Ela é uma nobre, mas guia a carroça?"

"Nós geralmente temos uma funcionária dedicado para isso, mas ela pediu para segurar as rédeas hoje, já que ela estava se sentindo nostalgica". "Hee, realmente."


Martha-chan, que pediu desculpas a Lulu, "Sinto muito pelos meus erros".



Depois de deixar a bagagem fictícia no quarto, nós fomos para os [Faz Tudo] onde Mia e Nana estavam esperando.



"Muito tempo sem te ver, Satou-san - não, sua excelência, Conde Pendragon."

Faz Tudo Nadi-san se curvou como uma empregada da corte depois de dizer isso.

Parece que essa garota experiente é bem versada em tais rótulos também.



"Satou"

"Já faz algum tempo, gerente."



O gerente dos Faz Tudo, o Elfo Yusalatoya-shi saudou enquanto estava sentado no sofá.



"Agradeço"



O gerente agradeceu enquanto levantava um monte de cartas e lembranças. Todos eles eram coisas que seus parentes e amigos me confiaram quando cheguei à Floresta Boruenan para visitar Aze-san.


Nadi-san nos ofereceu cadeiras e todos tomaram chá juntos.

Que seja, o bolo de chá foi feito à mão por mim.



Depois de um pouco de conversa agradável, a porta foi escancarada e um menino em uniforme militar entrou.



"Sua excelência, Conde Pendragon está aqui!"



Ele parece familiar.

O policial militar murmurou: "Cabelos negros, feições estranhas - sem dúvida", e então ele se curvou para mim.



"Muito tempo não -"



Opa, não é bom.



"- Não, esta é a primeira vez que nos encontramos cara a cara, não é?"



Eu encarei meu erro com a ajuda da habilidade [Poker Face]-sensei, sai do sofá e virei para o garoto.



"Prazer em conhecê-lo, Yukel Marientail-dono."



É isso mesmo, esse oficial militar é o irmão mais novo de Zena-san.

Eu o conheci antes como Kuro, mas este é o nosso primeiro encontro comigo como Satou.



"Eu tenho ouvido muito sobre você da sua irmã, não parece que esta foi a nossa primeira vez."



Depois de dizer isso, me apresentei com o nome completo.



"Fui encarregado pelo Conde Seryuu a receber sua excelência Pendragon. Você estaria disposto a nos agraciar com a sua presença?" "Sim, claro."

Eu dei uma afirmação ao irmão mais novo de Zena-san, de aparência nervosa, e me virei para as meninas.



"Bem, então eu vou sair um pouco para encontrar o Conde-sama."

"Vou acompanhá-lo mestre."

"Deixe comigo~?"

"É como ter 100 homens com a Pochi em volta nanodesu."

"Prosseguindo para escoltar o Mestre, então eu anuncio."

"Ah não, eu vou ficar bem sem uma escolta."



Todas elas imediatamente ofereceram a companhia delas, mas como não deveria haver nada de perigoso nisso, eu digo a elas que não há necessidade de escoltas. Pode ser um pouco frio, mas preciso que elas façam outra coisa.


"Eu deveria ir com você? Não vai ficar bem para você se não tiver uma escolta

com você, sabe?"

"Então, eu irei."



Arisa estava certa, então eu levei ela e Lulu comigo.

Mia parecia querer ir também, mas como já fazia algum tempo desde que ela encontrou o gerente, eu disse a ela para ficar no [Faz Tudo].



"Agora, vamos lá."



Subimos a bordo de uma carroça aberta estacionada do lado de fora dos Faz Tudo e pedi ao menino Yukel que cavalgasse um cavalo para partir.

Agora, apenas, o que nos espera no castelo do Conde Seryuu.

A julgar pela minha conversa com Zena-san por telefone, ela parecia hesitante sobre alguma coisa, então é provavelmente algo a ver com o noivado do menino Yukel ou com a própria Zena-san.



Bem, uma vez que uma quantidade inutilmente grande de capital e autoridade tem vindo a cair na minha direção ultimamente, eu geralmente posso adivinhar o que é, e eu não hesitarei em usá-los se for para o bem da minha amiga, Zena-san e sua família .


Seria bom se fosse algo simples e fácil de resolver.



Eu murmurei baixinho enquanto olhava para o castelo do Conde Seryuu que tinha surgido.


Se você gostou deste capítulo, CLIQUE AQUI, solucione o Captcha e aguarde

por 5 segundos, assim estará apoiando a Anime X Novel!





Share on Google+

Faça uma busca aqui por mais Novels e Mangás em nossos Sites Parceiros!

You Might Also Like

Comment Now

0 comentários