Isekai Maou Lightnovel 9-Prólogo

Posted




Prólogo
  
Seus pés pousaram no chão e o clarão causado pela [Transferência] desapareceu dos arredores. Imediatamente Diablo sentiu um mal-estar causado pela mudança espacial e quase caiu. Entretanto, ele não poderia se permitir a criar uma cena tão lamentável e, contanto apenas com a força de vontade, seu corpo permaneceu de pé.
Diablo foi um Rei Demônio, ou pelo menos fingia ser um. Não importava em que tipo de situação estivesse cair de joelhos no chão seria inconcebível.
— Hmph...
Agindo como se estivesse tudo bem, ele deu uma pequena risada nasal e em seguida, investigou seus arredores. As paredes que o cercavam tinham um designe estranho, lembrando a aparência de órgãos internos e com um imponente trono à amostra.
A jovem Panteriana de cabelos negros que estava abraçada em seu lado direito — Rem Galeu — abriu a boca.
— Uugh! A-assim como imaginei, eu não me dou bem com… a Transferência.
Ela teria dificuldade em qualquer viagem que não pudesse usar suas pernas e também ficaria enjoada com facilidade. Apesar de que navios de grande porte que pouco balançam ou carruagens lentas não eram um problema.
Já em seu lado esquerdo havia uma jovem Elfa — Shera L.Greenwood — agarrada em seu braço.
— Waa~ de alguma forma é meio que nostálgico.
O [Labirinto do Rei Demônio] foi criado por Diablo no MMORPG Cross Reverie e muitas pessoas vieram até aqui para desafiá-lo. Embora fosse algo que deveria existir somente no jogo, misteriosamente o Labirinto também havia sido transportado para este mundo.
Chegaria o dia em que ele descobriria como isso foi acontecer?
Quase meio ano se passou se passou desde que eles haviam explorado o labirinto, por volta da metade do mês de julho.
Apesar de não haver garantia de que este mundo, de fato, tenha doze meses em um ano, pois, ao que parecia, os dias do mês eram traduzidos de forma equivalente ao senso de datas que Diablo possuía. De maneira similar, mesmo as unidades de distância e peso que as pessoas utilizavam em Lifelia, soavam como metros e gramas. A teoria por trás deste fenômeno lhe era totalmente desconhecida.
“Eu consigo entender as palavras, mas não a escrita. Por causa disso sempre tenho o sentimento de que não é natural.”
De qualquer forma, para Diablo seu labirinto era algo semelhante a sua própria casa. O sentimento seria o mesmo de retornar ao lar.
A terceira jovem do grupo olhou agitada os arredores e falou de maneira atônita.
— Hawawaa… Mas que lugar impressionante…
Possuindo orelhas pontudas de cão e uma calda felpuda, esta foi a Mestra Espadachim Graham, Sasala.  Ela pertencia à raça Anã e como características raciais, tinha baixa estatura e seios realmente grandes. Em sua cintura carregava uma katana japonesa, mas também uma espada e até mesmo uma lança.
Shera estufou o peito orgulhosamente.
— Incrível, não é~? Foi o Diablo quem construiu.
— EHH!?
Com um olhar de espanto virado para ele, Diablo manteve uma expressão serena, como se dissesse que aquilo era natural, embora internamente a vergonha o consumia.
— Algo deste nível… Como sou um Rei Demônio não foi problema algum.
Apesar de que na verdade, como tudo foi feito apenas pressionando os comandos na tela de edição do jogo, esqueça o labirinto, ele não poderia sequer criar uma caverna.
Sasala lhe fez uma pergunta.
— Hmm, este lugar parece ser bem perigoso, mas… qual o propósito dele?
— É a minha base.
— Por base… você quer dizer casa?
— Umu.
— Com um designe tão estranho…?
“Ugh!? Eu achava que era legal…”
Shera deu um sorriso.
— É estranho, não é~? Mas eu já fiquei acostumada, eu acho.
Enquanto ainda cobrindo a boca com as mãos, Rem acenou.
— …Certamente é de mau gosto.
Diablo estava agonizando em sua mente. Se ele estivesse agindo de sua maneira normal, possivelmente o dano recebido seria o bastante para fazê-lo se isolar novamente. No entanto, este labirinto foi resultado de sua atuação como Rei Demônio portanto precisava ter um designe aterrador. Por isso não tinha problema.
Não importa o que elas disserem, já que não passa de fingimento, eu não ligo!”
Diablo curvou seus lábios em um sorriso e bufou.
— Hmph… Eu sou um Rei Demônio! O símbolo da morte, o encordoamento da destruição, a encarnação do colapso! Todos aqueles apegados a vida sentirão repugnância! É apenas natural!
— HIIIIII!?
Sasala fez uma expressão atemorizada, mas de certa forma sua atitude parecia um pouco meiga. Rem e Shera estavam completamente acostumadas a isso e continuaram caminhando normalmente.
— Vamos logo! Está todo mundo esperando a gente, sabe~?
— …Diablo, precisamos nos apressar.
— U-umu.
Diablo tinha sentimentos conflitantes quanto a atitude delas, mas…
Bem, já faz um tempo que estamos juntos e acho que isso seja melhor do que se elas sempre estivessem com medo de mim.”
Além disso era um fato que eles estavam com pressa. As noticias de que o Grande Rei Demônio havia marchado para a Cidade Fronteiriça de Faltra tinham chegado. Portanto seria uma corrida contra o tempo.
Por outro lado, o oponente não era alguém que se poderia confrontar sem os devidos preparativos. Tudo estaria perdido caso eles falhassem. Diablo estocado um grande número de ferramentas e equipamentos do jogo em seu [Labirinto do Rei Demônio]. Além de reunir estes, existia mais uma razão para estarem aqui...
Shera abriu a porta no fim da sala que levava até a tesouraria, foi então que uma lâmina desceu e parou bem diante do seu nariz. O sorriso despreocupado dela congelou na mesma hora.
— BIYAA!?
Do outro lado da porta, uma jovem em uniforme de empregada e empunhando uma espada dupla apareceu.
— Aos tolos  que se atrevem a se esgueirar até o tesouro de Meu Mestre, concedêreis-lhes uma morte horrenda!
Rudy: A imagem mental que tenho da Rose dizendo “Meu Mestre”, é a de uma kawaii psicopata dizendo “Ele é MEU” =3
Seus olhos cor-de-esmeralda cintilaram e ele reergueu sua espada.
— Waaah, calma, CAAAAALMA, ROSE-SAN? Sou eu! Sou eu, Shera, lembra!?
— E dai?
— Nós somos companheiras, não somos!?
— Rose não possui qualquer companheiro.
Rem deu um suspiro pesado.
— …Por acaso o Diablo não conta?
— Mas que rude. O Mestre é uma existência digna de adoração e a ser protegida.
— E é isso que ela está dizendo. Por favor, faça alguma coisa com essa empregada desmiolada.
Sendo trazido para o meio da discussão, Diablo acenou com a cabeça magnanimamente.
— Tenho-a feito espera, Rose. Primeiro, abaixe sua espada.
— !
A intenção assassina que estava sendo irradiada sobre Shera e as outras desapareceu em um instante, assim como a espada dupla que deveria estar em suas mãos. Rose virou-se para seu mestre e fez uma profunda e perfeita reverência.
— Seja bem-vindo de volta, Mestre. Não houverem invasões desde sua última estadia. Embora possa há três intrusos no presente momento.
Rem e Shera fizeram expressões de desagrado, enquanto Sasala olhava confusamente para os lados até que apontou para si perguntando, “A terceira sou eu?”.
— Mas, mas… mas eu fui convidada!
— …De vez em quando a Rose… não, na verdade, na maioria das vezes é impossível argumentar com ela. Entretanto, como os comandos do Diablo são absolutos, você não precisará se preocupar com ela, contanto que tenha cuidado.
— Eh!? Então ela é perigosa se você não tomar cuidado…? Isso é assustar…
Sasala começou a tremer e se encolheu atrás de Diablo quando Rose endureceu seu olhar sobre ela. Parando para pensar, esta era a primeira vez que as duas se encontravam, então ela pegou-a nos braços e a colocou na frente de Rose.
— Esta garota se chama Sasala e ela é a Mestra Espadachim. Por mais absurdo que pareceu, ela é uma Guerreira de Nível 200.
— NÍVEL 200!? É-é… entendo…
Talvez por ser uma Magimata ou talvez devido ao seu dever como empregada, Rose não mostrava muitas expressões faciais. Apesar disso, ele podia dizer que ela estava deprimida.
Rudy: Magimata = Automata + Mágica, um androide que usa magia como combustível.
— O que há de errado, Rose?
— …Rose… na última batalha, ela acabou sendo vencida por um mero Ser Demoníaco.
— De fato, mas foi apenas porque ele era forte.
Talvez por ter recebido Poder Mágico do Grande Rei Demônio, Diablo pensou que se tratava apena de um peixe pequeno, mas a luta com ele foi surpreendentemente difícil. Foi por essa razão que Diablo havia decidido desenvolver-se na classe Guerreiro. A menos que possa enxergar o golpe do oponente, ele não conseguiria vencer a luta, não importando quão poderoso fosse o feitiço que utilizasse.
Naquela batalha, Rose teve o seu braço arrancado e desde então permaneceu no labirinto para obter reparos.
— Como está seu braço?
— Através do Poder Mágico do Mestre, ele foi completamente reparado.
— Umu.

— Entretanto esta Rose… não parece mais ser necessária.

— O que quer dizer com isso?
— Se há uma Guerreira de nível 200 com o Mestre… Então Rose é denecessária. Descartável, um desperdício de espaço, um lixo inútil despejado na terceira sexta do mês…
— Não, não, calma aí… Ahem! Que tolices está dizendo? Eu sou um Rei Demônio. Por acaso Reis Demônios não estão sempre acompanhados de inúmeros servos?
— Sen-sendo assim… talvez esta Rose ainda possa, ficar ao lado do Mestre…?
— É claro! Se não, por que eu teria vindo aqui?
— Rose achou que o Mestre tinha vindo para descarta-la…
EU NUNCA FARIA UMA COISA TÃO CRUEL COMO ESSA!” — No entanto, dizer palavras gentis não era algo que um Rei Demônio faria.
— Não importa o que aconteça, você jamais deixará de ser minha propriedade e eu não lhe dou o direito de arbitrariamente declarar a si mesma como dispensável ou desnecessária.
Rose imediatamente retomou sua postara sem expressão de uma Empregada Magimata.
— Perdoe-me Mestre. Rose  irá armazenar este áudio em sua memória não volátil, repetindo-o todas as manhãs e noites.
“ASSUSTADOR!” — Dito isso, seu humor parecia estar bem melhor agora.
— Rose, meu objetivo ao vir aqui foi para busca-la. Além disso, tem mais algo de que preciso.
— Por favor, agracie esta Rose com as suas ordens, Mestre.
— Aquele que enfrentarei agora será o Grande Rei Demônio Modinalaam, por isso irei precisar do meu set de batalha contra Reis Demônios.
— Como desejar.
Guiados pela empregada magimata, eles avançaram dentro da tesouraria. Os equipamentos que Diablo reuniu e fortaleceu no MMORPG Cross Reverie foram todos armazenados aqui.
No espaço aéreo que se estendia para além da distância que a visão podia alacançar, apesar de estarem no subsolo, inúmeros pedestais foram alinhados e não importava quão trivial fosse o item estaria cuidadosamente armazenado.
Caso procurasse por si mesmo, localizar os equipamentos que ele desejava provavelmente levaria dias, mas Rose tinha uma noção da localização de todos eles. Ela os guiou para o lugar que ele pediu.
No MMORPG Cross Reverie, aquele seria o conjunto de equipamentos que Diablo usaria ao lutar em “Raid Boss” contra os Reis Demônios. Aliás, “Raid” significa ataque surpresa ou assalto e, em jogos, indicava que os jogadores deveriam cooperar para sobreviver. Em outras palavras, uma “Raid Boss” é um monstro poderoso que é suposto ser combatido por um grupo de jogadores maior do que o normal.
“Bem, eu sempre os desafiei sozinho.” — Embora juntar-se a um grupo temporariamente não seria um problema, participar no trabalho de equipe de dezenas de grupos reunidos era simplesmente impossível, sem chance, nunca.
Parecendo muito interessada, Rem decidiu perguntar.
— …Diablo, todos estes equipamentos também são raros?
— Metade deles são. Quanto à outra metade, suponho que houvesse pelo menos uma pessoa que também os possuísse?
Entre eles havia equipamentos de baixa raridade que poderia ser encontrados mesmo neste mundo caso procurasse.
— Eh? Mas... Este é um conjunto voltado para combater um Rei Demônio, certo!?
Ela estava surpresa.
— Ao se lutar contra um Rei Demônio ao invés de uma pequena diferença de habilidade, a afinidade é mais importante.
Afinidade… você quer dizer os quatro elementos, assim como luz e escuridão?
— Isso não é tudo.
Falar sobre táticas e estratégias para outra pessoa foi algo que Diablo nunca fez durante o jogo e até mesmo depois de vir a esse mundo não houve chances de fazê-lo. Esta era a primeira vez que teve de fazer preparativos para lutar contra um inimigo poderoso.
Em vez de lutar contra o Grande Rei Demônio, ele estava mais nervoso em falar sobre suas próprias intenções. Antes de deixar escapar alguma gafe, ele decidiu acobertar a conversa com algo aleatório.
De repente, Diablo teve um pensamento.
“Pensando bem, tem mais uma coisa que vir a calhar. Acho que vou levá-la apenas no caso... Eu sei a sua localização mesmo sem ter que pedir para a Rose.”
Diablo organizou seus equipamentos e usou a [Transferência] mais uma vez partindo para a Cidade de Faltra.

Se você gostou deste capítulo, CLIQUE AQUI, solucione o Captcha e aguarde

por 5 segundos, assim estará apoiando a Anime X Novel!





Share on Google+

Faça uma busca aqui por mais Novels e Mangás em nossos Sites Parceiros!

You Might Also Like

Comment Now

0 comentários