Isekai Maou Lightnovel 7-6-1

Posted



Tentando Realizar um Casamento
Parte 1

Pela primeira vez desde que Diablo havia chegado a esse outro mundo, ele passou uma noite sem conseguir dormir, apesar de ter deitado na cama.
No dia seguinte—
Da neblina da manhã que ainda não havia desaparecido, o timbre de flautas e harpas podia ser ouvido. Provavelmente foram preparativos para o casamento.
Diablo levantou seu corpo e olhou em direção à porta. Rose, a Empregada Magimata, que estava ao lado da parede, fez uma reverência cortês. 
— Bom dia, mestre. Há algo de errado com seu corpo?
Quando ela fica a distância de um passo de Diablo enquanto ele está acordado, seu poder mágico começa a ser carregado. Ela certamente sentiu que ele não dormiu. 
— Desde que chegamos a esta floresta, não tenho utilizado qualquer feitiço, ao ponto de que meu corpo parece que está começando a enferrujar. Não há como ter algo errado comigo.
— Por favor, perdoe esta Rose então.
Rem, que dormia na mesma cama que ele, continuava a dormir tranquilamente. Como ainda era de manhã cedo, ele decidiu deixá-la continuar dormindo e silenciosamente saindo da cama, indo até a porta do quarto. 
— Rose, por via das dúvidas, fique perto da Rem.
— ...Entendido.
 Mostrando apenas um pequeno momento de insatisfação em relação ao fato de que seria separada de seu Mestre, ela obedeceu. 
Diablo foi para a sala de estar e notou que a porta da entrada estava ligeiramente aberta. Como este era um país onde as outras residências nem sequer tinham paredes, muito menos portas, e usavam galhos de árvores como camas, ele não pensou que isso fosse descuidado, mas...
Alguém saiu ou será que alguém entrou? — Na sala de estar, havia portas que iam para dois quartos. Um deles foi por onde Diablo saiu, o outro era o quarto que Rafleisha estava usando e a porta dela também estava parcialmente aberta. Parando para pensar, os edifícios na aldeia dos Elfos Negros praticamente não tinham portas também, então ela poderia não ter o hábito de fechá-las
— Será que ela saiu para dar uma volta?
Então ele não foi o único a não conseguir dormir. Se um novo rei for coroado no casamento de hoje, ela estaria mais próxima de seu objetivo, entretanto, ainda não foi decidido se esse novo rei iria ou não transferir qualquer território. Uma vez que a vida da nova rainha Shera, que se tornaria sua esposa, estava em risco, eles primeiro tentariam anular o acordo, mas ...
No mundo da política, escândalos eram acontecimentos corriqueiros. Pessoas que fariam qualquer promessa de campanha para, em seguida, não as cumprir, poderiam ser encontradas em qualquer lugar. 
— Acho que seja razoável que ela se sinta inquieta. — Diablo foi para fora. 
Se ele lembrava corretamente a história de Shera, o casamento seria realizado na praça da maior árvore do país. Ele achava que todos os Elfos trabalhariam arduamente nisso, mas esse não era o caso. Como sempre, havia alguns que se esparramavam nas árvores e dedilhando os instrumentos enquanto outros estavam apenas mordiscando frutas.
— Oh... — O campo de visão dele se expandiu.
A sua frente, estava uma árvore magnifica, grande ao ponto de fazê-lo involuntariamente deixar escapar sua admiração. Era alta o suficiente para fazê-lo pensar que poderia alcançar os céus e mais larga que a [Torre do Mago]. Todas as árvores ao redor pareciam pequenas mudas na presença dela.
Na frente daquela grande árvore, um altar foi preparado, embora os arranjos ainda não estavam concluídos. Os canteiros de flores, que circundavam o local, estavam semiacabados e as cadeiras ainda estavam sendo transportadas uma a uma. 
— Perfeito essa cadeira vai aqui. Depressa, precisamos terminar o fundo às oito horas. Como vão as decorações superiores? Elas ainda não estão aqui? Diga para se apressarem com isso também. — Um Elfo estava dando instruções.
— Durango-san, os bancos adicionais chegaram.
— Oh, é isso mesmo? Ahhh, o design está um pouco errado …… Certo, vamos colocar aqueles na parte de trás.
Durango! — Diablo arregalou bem os olhos. Ele realmente tinha uma cara de porco que não parecia ser de um elfo, mas Diablo podia dizer que era respeitado e confiado pelas pessoas ao seu redor. Acima de tudo, ele não estava usando aquele jeito estranho de falar. 
— A preparação dos pratos para o banquete está progredindo bem? Hmm, não temos carne suficiente …… Não temos escolha, envie cinco pessoas para irem caçar. Por favor, faça isso em duas horas.
— Durango-san, metade dos enfeites superiores acabaram de chegar!
— Ótimo, ótimo! Fumu fumu, isso é de boa qualidade. Bem, então, adorne estes lá em cima em grupos de dois, uma pessoa faz a decoração e a outra segura os enfeites. Carregar um lote inteiro enquanto outra pessoa trabalha será mais rápido do que precisar descer todas as vezes.
— Sim, senhor! pessoal vamos lál — Os jovens Elfos se moviam em grupos de dois, exatamente como Durango disse. 
Diablo se dirigiu até ele.
— Hmph …… Sua habilidade de liderança é impressionante, não é? Suponho que eu deveria dizer, como esperado do próximo rei.
— Ah!? Perdoe-me por não cumprimentá-lo imediatamente, você está bem adiantado.
— Você, esse jeito estranho de falar é ...
— Dufufufu ...... Há algo errado com minha maneira de falar?
Rudy: Acho que quando traduziram para o Inglês, acabaram apagando a mudança estranha na forma de falar do Durango
Qual poderia ser a razão para ele fazer um ato tão estranho? Isso não parecia ser algo para tentar impressionar as mulheres. A rainha nomeou Durango para ser o próximo Rei, mas não era como se ela estivesse elogiando sua aparência ou maneirismos. 
Diablo, que interpretou um papel de Rei Demônio, sabia que fingir ser outra pessoa não poderia ser feito sem entusiasmo. Desde que ele passou por tantas dificuldades para fazê-lo, deve haver algum tipo de razão para isso. Dito isto, não haveria obriga-lo a confessar se ele simplesmente perguntasse sobre isso. 
— Seu maldito suspeito...
— Bem, desistirei desse ato por hora. Ahh, de todo modo, o casamento entre mim e a princesa Shera, vai acontecer uma hora depois do meio-dia, até lá, por favor, aproveite para saborear alguns frutos. As reservas já foram preparadas, então tome o tempo que precisar.
— Eu já me cansei de ficar comendo. Mais importante, há uma coisa que quero lhe perguntar.
— Hohou, e o que poderia ser?
— Shera sente que ela quer continuar indo em aventuras. Ela certamente dirá que quer deixar o país mesmo depois de se tornar rainha.
— Dufufufu... Certamente ela será uma Rainha problemática.
— Então é isso que você pensa.
Durango levou a mão à própria boca e de repente seu olhar se tornou mais destemido.
— ... Diablo-dono, você viu aquilo, não viu?
— Mu?
— A princesa Shera está constantemente sob vigilância. O fato de que ela os levou ao mausoléu da família real e como saiu com um rosto pálido, tudo isso foi relatado.
— Então você também sabia.
— Eu tenho servido por muito tempo como um conselheiro próximo ao Rei.
— Nesse caso, isso fará a conversa ser rápida.
— Em relação a “isso”, peço que não a revele na frente dos demais Elfos.
Como eles imaginaram, o fato de que o [Rei Demônio do Coração, Cardia] foi selado aqui era um segredo apenas para a família real e, como Durango trabalhou como braço direito do Rei, ele também estava ciente.
— Mesmo se eu for coroado, ainda precisaremos ter filhos. Se algo acontecesse com a princesa Shera em suas viagens, a linhagem da família real acabaria por deixar de existir, afinal.
— Fumu.
Os aventureiros estão sempre próximos do perigo, essa preocupação era inevitável.
— No mínimo, até que ela seja abençoada com três filhos, seria perturbador se a princesa deixasse Greenwood. É nisso que estou pensando.
Diablo soltou um suspiro. Era como se Shera fosse gado reprodutor e o número de crianças fosse sua cota. A exigência de três filhos, provavelmente foi porque a atual rainha deu à luz três, e agora apenas Shera permaneceu. 
Ele agora entendia por que o príncipe Kira era tratado com grande cuidado dentro do reino, mesmo com sua personalidade podre. 
— Eu sinceramente peço que em relação a “aquilo” ... — Durango pressionou sua preocupação. 
— Se fosse de conhecimento geral, o Lorde Feudal de Faltra não teria cortado a cabeça do Príncipe.
— Isso seria escandaloso! Se esse assunto fosse espalhado, os Adoradores do Rei Demônio certamente almejariam a vida da família real.
— Hmph …… Eu entendo muito bem o seu modo de pensar.
A razão pela qual Durango estava fazendo tal ato com um tom estranho anda era desconhecido, mas como ele pensava, se alguém de fora descobrisse sobre o selo, haveria esse tipo de problema.

◇◇◇

A hora era uma hora após o meio-dia—
Era a praça em frente à grande árvore. Decorações de várias cores pendiam sobre as árvores, talvez feitas com contas de vidro, que balançavam e reluziam. Flores desabrochavam como se estivessem circundando a área, não em vasos, mas na grama, como se fossem canteiros de flores. No entanto, esta foi uma cerimônia de casamento decidida ainda ontem, então, como não havia tempo hábil para elas crescerem de forma natural, provavelmente tinham sido transplantadas.
Bancos estavam alinhados e cobertos de pano aveludado, preparados para os Elfos de linhagem nobre, enquanto os demais ficavam nos arredores para assistir à cerimônia. 
Um grande número de Elfos, o suficiente para fazer qualquer um duvidasse de que havia tantos na flores, se reuniram ali. Provavelmente quase toda a população de Greenwood estava aqui já que a coroação de um Rei dizia respeito à toda continuidade da floresta, por tanto, era natural que o interesse deles fosse alto e que desejassem acompanhar a celebração.
Um tapete foi esticado no centro do local da cerimônia, dando a impressão de ser tecido com fios de ouro. Apesar preservar a harmonia com a natureza, um ponto importante da festa foi que também adotou um design que dava um ar de extravagância, sendo algo bastante esplêndido. 
Rem sentou-se no final da fila da frente, destinado aos convidados, com Rose sentada próximo a ela e um assento vazio entre as duas.
— ... Diablo, parece que ele ainda não chegou, não é? — Ela estava inquieta. 
— O Mestre não pode ser percebido nem mesmo com o sensor de Rose... talvez a causa seja haver muitas pessoas ... Kuh. — Sem o seu Mestre por perto, a Empregada Magimata também não conseguia se acalmar.
A cerimônia ia começar em breve, mas Diablo e Rafleisha ainda não estavam lá.
— ... Os dois saíram separadamente, certo?
— Sim, a Elfa Negra havia partido antes do amanhecer.
— ... Será que algo poderia ter acontecido à Rafleisha-sama? Mesmo que ela tenha sido convidada pela Rainha a participar... Quem imaginaria que aquele que mais deseja o mantimento da promessa, seria o primeiro a quebra-la.
— Os dados são insuficientes. Uma conjectura é impossível.
— ... Poderia ser que ela foi atacada por um animal selvagem ou algo assim?
— Rose não está totalmente certa, mas animais selvagens capazes de ferir as pessoas das Raças, ela é incapaz de detectar algo na vizinhança.
— ... Parece que os Elfos de fato patrulham a área.
— Afirmativo.
— ... Diablo parecia ter algum tipo de ideia... Eu queria que ele contasse ao menos algumas palavras sobre o que passam em sua cabeça. — Rem deu um suspiro. 
— Rose acredita que o Mestre não lhe julgou confiável.
Inflando as bochechas, Rem olhou fixamente para ela, mas Rose permaneceu inexpressiva, como de costume, e olhou para frente que nem uma estátua de pedra.
Embora estivesse descontente, ela pensou que o que Rose dizia era pertinente. As pessoas eram criaturas que se ofendiam quando os seus erros foram precisamente apontados. Quando um defeito era mal colocado pela outra parte, isso desencadearia apenas uma risada de deboche.

… Isso pode ser verdade. Deveríamos nos separar e tentar procurar por ele?  — Rem deixou cair os ombros. 
— Negado, Rose foi comandada pelo Mestre para “ficar perto da Rem”, afinal de contas.
— … Ahh, verdade.
Em outras palavras, se não fosse por ela, Diablo teria chamado Rose para acompanha-lo — Foi o que pensou. Isso não significava que ela estava apenas o atrapalhando?
— Quão patético.... — Essas palavras foram sussurradas de sua boca.
De repente, um instrumento de cordas começou a tocar. A orquestra, que estava à beira do local, começou sua performance musical. De um som baixo até o que parecia ser o cantar de um canário, os instrumentos aumentavam de forma constante e se transformava em uma composição magnífica. 
Talvez devido a não fazerem nada além disso o ano inteiro, a performance musical dos Elfos foi feita com competência soberba. Mesmo Rem, que não era conhecedora sobre música, foi capaz de entender o grau da habilidade deles.
A composição completou seu primeiro estágio e o mestre de cerimônias anunciou o início do casamento. 
Ooh, Deuses no céu, Sua Majestade, Rainha, todos os presentes, cidadãos do Reino de Greenwood, deem suas bênçãos para o dia maravilhoso conhecido como hoje!
Seu tom era claro e parecia até que ele estava cantando. Um versículo das escrituras foi lido em voz alta e depois, Durango, o noivo, apareceu à direita. Dizem que as roupas fazem um homem, mas mesmo que um homem com cara de porco use um terno branco... 
— ... Como pensei, sua aparência équestionável.
— Rose possui a mesma opinião.
— ...... É bastante raro que estejamos de acordo.
— Afirmativo.
Durango trocou reverências com o padre que estava no altar e então, também baixou a cabeça para a rainha, que estava na fila da frente dos participantes.
— A noiva faz sua entrada! — O mestre de cerimônias levantou a voz sem hesitar.

Rem se virou. O fim do caminho central feito com fios de ouro, estava coberto por uma cortina. A partir daí, apareceu uma figura — foi Shera, uma princesa em seu vestido branco.
Rem foi cativada, até mesmo os participantes. Por um instante, a performance musical parou, até o vento desapareceu e o canto das aves silenciaram. O local foi envolvido por um doloroso silêncio. Em pouco tempo, uma agitação se espalhou por entre os convidados.
Ocasionalmente, havia momentos em que Rem achava que Shera fosse bonita, mas devido ao seu discurso e conduta infantilizados de sempre, havia poucas ocasiões em que pensava nisso, mas agora ela poderia dizer claramente — Ela é linda.
Poderia ser estranho que alguém do mesmo sexo abrigasse esse tipo de impressão, no entanto, não era no sentido de atração sexual, mas sim, uma impressão semelhante ao ver uma pintura ou cenário maravilhosos. Até mesmo suas curvas nada parecidas com as de uma Elfa, estavam em harmonia com o design do vestido, que tina um designe aberto em volta da sua nuca, provavelmente devido a presença do [Colar de Ferro]. 
Embora um feitiço de ocultação tivesse sido lançado sobre ela, o colar ainda existia e por isso, ela não poderia usar roupas que cobriam a nuca. Sua beleza que poderia fazer qualquer um suspirar por ela, entretanto, a expressão de Shera era sombria e deprimida. Seus verdadeiros sentimentos pertenciam a outra pessoa, mas mesmo assim, ela escolheu seu dever como rainha. Rem sabia disso, afinal, foi ela mesma quem a aconselhou a fazer isso.
— ... Shera.
“Escolher um parceiro que possa trazer a felicidade para aqueles ao seu redor, seria o melhor para todos.”
Mesmo agora, ela sentia que sua opinião estava correta. No entanto, seu peito doeu ao ver a expressão submersa em desespero que Shera mostrava pela primeira vez. 
Posso ter cometido um erro terrível. — Ela não julgou mal o que realmente deveria estar protegendo? Suas mãos tremiam. 
Shera avançou devagar pelo tapete dourado. Terminada a cerimônia de casamento, Durango a receberia como esposa e se tornaria o Rei dos Elfos. Quando ela pensou que ele certamente teria uma expressão vitoriosa no rosto... Ele estava franzindo a testa. Durango estava mordendo o lábio inferior, parecendo desolado, ou pelo menos era uma expressão que fazia sentir pena por ele.
— ... Para superar um destino há muito tempo estabelecido, você se lançou em perigosas aventuras e agora você finalmente expulsou a alma do Rei Demônio, correto?Rose murmurou.
— Eh? Sim....
— ... Então, isso significa que, em seguida, é a vez da Elfa ser amarrada por um Rei Demônio.
— EH! — Rem quase se levantou em surpresa.
Rose não fez qualquer movimento.
— Qual o problema? Aquilo que é correto é o correto, não?
— ... Eu, eu, cometi um erro!
Como se abafasse a voz triste de Rem, o som da performance musical ficou mais alto. Como se dissesse que as vozes que interrompessem a cerimônia não seriam permitidas, inúmeros instrumentos sacudiram o ar. Talvez porque Rem tivesse se levantado, um soldado Élfico, carregando uma longa espada em sua cintura, veio correndo até ela. 
— A senhorita estaria se sentindo mal?
— Não é isso…
— Por favor, me acompanhe, senhorita. Estamos no meio da cerimônia agora, então seria melhor que se sente ou então deixe este lugar.
A vida ou morte do Reino de Greenwood foi colocada na balança por esta cerimônia, então ele foi um guarda colocado para protege-la a qualquer custo.
Rem sentou-se. Neste momento, deixar o local da cerimônia seria o mesmo que fugir. Embora ele tenha ficado com um olhar vigilante sobre ela, o guarda retornou à sua posição original.
Eu sou burra e impotente. —  Tudo o que ela podia fazer agora era ficar quieta e parada.
Shera, que avançara lentamente para frente, parou os pés bem na frente do altar. 
— Você, Durango, o noivo ... toma a princesa Shera como sua esposa por toda a vida, na saúde e na doença, na alegria e na tristeza, quando há bênçãos e quando há perdas, para amá-la, para respeitá-la, para conforta-la, para ajudá-la, enquanto viver, você promete dedicar seu coração a ela? — Disse o Sacerdote em uma voz solene. 
Sim, eu juro.
— Você, Shera L. Greenwood …… Toma este Elfo como seu Marido?
— ... — Com a boca aberta, Shera não disse nada. 
Os participantes fizeram rostos confusos e começaram a fazer barulho. A rainha, que estava sentada no banco da frente, deu uma instrução com o queixo e o Sacerdote fez um pequeno aceno de cabeça. 
— Ó noiva, no fundo da modéstia, responda com o silêncio como uma afirmação. Você o toma como seu Marido?
— .... sim...
— Muito bem! Eu apurei ambos os seus sentimentos. Agora, então, na frente de Deus, façam o juramento com um beijo!
Durango assentiu e se aproximou a um passo da noiva. Então ele a segurou quando ela tentou se afastar.
— Por favor, prepare-se.
— ! — Shera fez uma careta, parecendo que iria chorar.
De um lugar onde poderia alcançá-la com dez passos se corresse, mesmo que seu companheiro estivesse fazendo aquele tipo de expressão — Rem não podia fazer nada além de ficar sentada lá. 
— ... Kuh ...... Eu cometi um erro. — Ela não podia. 
— É assim, então.
— … Então o que? E o país? Então e o Rei Demônio? Eu tinha me resolvido a romper com aqueles grilhões!
— Rose, avalia sua opinião como correta.
— … Isso mesmo! Porque estava correto, que eu estava enganado! 
Rose, que só havia olhado para frente o tempo inteiro, virou apenas a cabeça para ela e então as pontas dos seus lábios se se moveram, expressando um terno sorriso.
— Claro que foi um erro, e o Mestre já sabia disso.
— Eh?
No céu, algo brilhou deslumbrantemente. A folhagem da grande árvore foi destruída, rasgada em pedaços.

“UMA EPXLOSÃO!?” — A onda de choque silenciou o som da performance musical.

Se você gostou deste capítulo, CLIQUE AQUI, solucione o Captcha e aguarde

por 5 segundos, assim estará apoiando a Anime X Novel!





Share on Google+

Faça uma busca aqui por mais Novels e Mangás em nossos Sites Parceiros!

You Might Also Like

Comment Now

0 comentários