Isekai Maou Lightnovel 7-5-1

Posted



Os Artefatos Preciosos dos Elfos
Parte 1

No dia seguinte—
Talvez por terem dormido tarde da noite, já passava do meio-dia quando Diablo acordou. Dentro do quarto, o som alegre das pessoas lá podia ser ouvido.
— Nya... nn... Ah, bom dia, Diablo. — Quando levantou metade do corpo na cama, Rem, que estava dormindo ao seu lado, despertou.
— Umu.
— ...... Por alguma razão, está bastante agitado, não é?
— Se perguntarmos a Shera, provavelmente saberemos a razão.
Não havia como uma princesa que estava prestes a se casar poder dormir no mesmo quarto com outro homem. Shera queria estar junto aos seus amigos como havia feito até agora, mas ela deveria ter ido dormir junto da Rainha noite passada.
— Bom dia, meu mestre. Por favor, dê a Rose qualquer ordem que desejar. — Rose estava ao lado da parede. Ela não precisava dormir e obtia poder mágico através de Diablo.
— Umu. O que é esse alvoroço?
— Devo eliminá-los para que façam silêncio?
— Não foi isso que eu quis dizer.
Nesse momento, alguém bateu à porta do quarto e Rose foi atende-la.

— Bom dia a todos. Depois que ouvi suas vozes, achei que finalmente tinham acordado. Hohoho …… Para Aventureiros, vocês com certeza dormem bastante. — Rafleisha, a Elfa Negra, entrou no quarto acenando com uma das mãos levantada.
— Hmph …… Um Rei Demônio não se rebaixar a ser o primeiro a tomar ações. Saber agir no momento certo também é uma das minhas responsabilidades.
— A refeição de vocês já foi preparada. Por acaso passaram a noite ocupados com alguma coisa?
Dizendo nervosamente — Es-estou levantando! — Rem deslizou para fora da cama. Diablo também vestiu suas roupas e caminhou até a sala de estar, onde sentou-se à mesa. Como de costume, a refeição não passava de frutas e de fato as achava deliciosas, mas ficou ele impressionado como os Elfos não se cansariam disso.
— Ara, isso em si é bastante confortável. Me pergunto se eles poderiam colocar uma dessas no meu quarto também. — Rafleisha, sentada no lado oposto dele, colocou seus pesados seios sobre a mesa.
— Então eles são realmente pesados...
— Hohoho ...... gostaria de tentar levantá-los? Sinta-se a vontade.
— A vontade!?
Diablo involuntariamente se inclinou para frente. 
— …… — Rem olhou friamente para ele. 
— Mestre... — Mesmo Rose emitia uma aura negativa em sua direção.

Apesar de estar envergonhado, Diablo usou todo seu poder para rir desdenhosamente e fingir que não estava interessado.
— H-Hmph …… não tenho qualquer interesse. Eu sou um rei demônio, afinal! 
— ...... A propósito, o que é esse alvoroço? Ou é assim normalmente nesse país? — Rem voltou seu olhar para o lado de fora. 
— O canto e a dança são coisas comuns, mas isso provavelmente é algo especial. Afinal, estão celebrando um casamento.
— ...... O que você quer dizer com casamento!?
— Obviamente o da Princesa Shera. A cerimônia vai estar acontecendo depois de amanhã... Não me digam que vocês não foram informados disso? Os Elfos lá fora estavam comentando sobre isso, sabiam?
— Tão rápido assim!?
Os preparativos para um casamento normal levariam perto de um ano e mesmo que fosse acelerado, ainda tomaria cerca de três meses. Não seria estranho o casamento da realeza ter um período preparatório de vários anos, sem mencionar que os Elfos possuem vidas longas. 
— Meio mês se passou desde a morte do Rei, afinal. O que vocês acham que aconteceria se não regassem uma planta por meio mês? 
— ...... Essa é razão para apressarem? Que história ridícula, a vida de Shera não é apenas água para jardinagem.
— Hohoho ...... Líderes e escravos são essencialmente semelhantes. Para o bem de manter os meios de sustento dos cidadãos, eles são sacrificados, sem permissão para tentarem fugir.
— …… Mas mesmo que seja por causa da floresta, isso é muito apressado! 
— Pode não ser apenas isso, certo?
— …… Não conheço muitos detalhes sobre os Elfos... Rafleisha-sama, poderia, por favor, me dizer o que sabe?  
Ela colocou ambas as mãos sobre os seios enormes e em seguida, e descansou seu queixo sobre elas.
— Como eu também não sou um Elfo, não sei nada exceto histórias que ouvi de muito tempo atrás.
— Não me importo.
— Ouvi rumores de que o Reino de Greenwood foi encarregado de um importante artefato pelo próprio Deus, que estiveram protegendo isso todo esse tempo e que a existência do rei era essencial para isso.  
Um importante artefato ... é isso.
Diablo mordeu uma fruta, mastigo-a e depois engoliu. Em seguida, levantou-se de seu assento. 
— Não chegaremos a lugar algum assim. Talvez elas não concordem, mas precisamos obter uma explicação melhor de Shera e da Rainha. 

◇◇◇

O grupo de Diablo estava sendo guiado por Shera pela floresta. Naquela manhã, quando eles visitaram a Vila Real dos Elfos para perguntar sobre a situação, ela lhes disse o seguinte:
— Eu tenho algo a dizer a todos e algo que quero mostrar, então poderiam vir comigo?
Por cerca de uma hora, eles avançaram através daquele cenário verde, até que chegaram a um local com enormes pedras empilhadas. 
Poderia ser algum tipo de monumento élfico? — As videiras rastejavam sobre ela, o musgo crescia sobre ela, e podia-se inferir que muitos longos anos haviam se passado. 
— Está aqui… — Shera, que não tinha mais seu sorriso habitual, deu a volta até a parte de trás do monumento. 
Havia uma porta de pedra com uma gravura esculpida nela. Era difícil distinguir devido ao musgo que cobria a superfície, mas o formato era algo conhecido por todos. — Não é igual ao que a Lumachina carrega? 
Quando Shera colocou as mãos sobre ela, a porta de pedra se abriu facilmente revelando uma escada subterrânea, semelhante ao próprio calabouço de Diablo, o [Labirinto do Rei Demônio], que havia criado em seu espaço pessoal. 
“Por acaso, poderia ser um Labirinto dos Elfos? Será que monstros irão aparecer agora?” — Apenas no caso, ele colocou Tonnerre Empereur em mãos.  Eles começaram a descer as escadas, ficando cada vez mais escuro. Então, depois de perguntar a Shera se estaria tudo bem iluminar o local, Diablo usou o feitiço [Luz].

◇◇◇

Subterrâneo—
As pedras retangulares parecidas com tijolos, foram colocadas sem quaisquer lacunas. Esta não era uma caverna natural, mas claramente uma estrutura feita pelo homem, bastante espaçosa. 
Se ele disparasse uma magia com força total em um espaço fechado, havia o risco de atingir seus próprios companheiros, no entanto aqui não seria um problema. Inconscientemente, Diablo agora passava a considerar situações reais que eram inexistentes no jogo Cross Reverie.
O teto possui desenhos de arcos delicadamente esculpidos nas pedras e, ao contrário do exterior, o interior não tinha espalhados vinhas e musgo. Quando olharam para a porção mais à funda da sala, pedras alongadas, da altura dos joelhos, estavam enfileiradas. Pareciam um pouco baixos demais para servirem de mesas. —  Qual seria a utilidade delas?
— .... Isso parece um pouco surpreendente, não é? Como se tratava de uma construção Élfica, achei que as raízes das árvores seriam o teto. — Rem olhou para cima. 
— Isso apenas significa que pode não ter sido os Elfos que a construíram.
— Eh? Mas isso não seria estranho, Diablo? Este lugar fica nas profundezas do Reino Greenwood.
— Umu. Ou talvez...
O designer responsável por criar o mapa seja um idiota— Era o que ele estava prestes a dizer, mas então percebeu ela não entenderia.
Uma vez que seu erro acabou resultando em um cenário legal de, "parar no meio de dizer algumas palavras significativas", ele decidiu continuar quieto. Rose, que seguiu atrás dele, também ficou em silêncio ... Ou melhor dizendo, ela estava ocupada admirando as costas de Diablo. 
— Pode ser exatamente como você diz, Diablo-san? — Rafleisha olhou para o fundo da sala. 
A luz da Magia [Luz] não alcançava até lá, mas como ela possuía visão noturna, talvez tivesse encontrado algo. 
— Você vê alguma coisa?
— Também há um Símbolo Sagrado na parede atrás. Não só isso, o brasão do Reino de Greenwood não está presente em lugar algum. 
Se esta fosse uma construção dos Elfos, deveriam haver sua própria marca nele. Por exemplo, na capela da cidade de Faltra, além do Símbolo Sagrado, a bandeira do Reino da Lifelia também tinha sido colocada.
— Está querendo dizer que foi o próprio Deus que construiu tudo isso?
Neste outro mundo, muitas marcas da presença de Deus haviam sido deixadas para trás. Diablo provavelmente pensava nisso como sendo uma existência diferente do Deus que existiam em seu mundo original.

— Sim, me disseram foi Deus que criou este lugar.
Shera assentiu. 
— ... A mesma coisa foi dita sobre a Corte Interna da Grande Catedral na Capital Real.
— É o que parece...
— …… Isso significa que este lugar é uma capela para os Elfos? É aqui onde o casamento vai acontecer?
Então, depois de decidir aceitar o casamento, ela decidiu trazer seus companheiros até o local onde a cerimônia seria realizada. 
— Não é isso. Casamentos élficos são feitos em um lugar mais iluminados, como na praça que fica na melhor árvore do país. Todo mundo se diverte cantando, dançando e comendo, todo mundo fica feliz. — Ela balançou a cabeça, negando. 
— ... Se é esse o caso, então, que lugar seria esse?
— É uma cripta.
Diablo sentiu algo frio descendo em sua espinha e virou seus olhos para os arredores. Pedras alongadas estavam alinhadas ao lado da parede, o que o fez pensar que se tratavam de bancadas de trabalho ou mesas compridas, mas... Símbolos sagrados foram esculpidos nelas. Em outras palavras, aqueles eram caixões de pedra. Shera disse que eles eram os túmulos de sucessivas gerações da família real. 
Se aproximando de um dos caixões, ela juntou as mãos. Ao contrário dos caixões de pedra ao redor, este estava coberto com escuro ainda novo. Foi o túmulo do Rei que morreu, o pai de Shera. 
Tendo percebido isso, Rem também juntou as mãos, com Rafleisha fazendo o mesmo em seguida. Diablo fechou os olhos e rezou silenciosamente para que ele encontrasse a felicidade no outro mundo.

— Haa… finalmente pude visitar seu túmulo, pai. Obrigada a todos por virem, este era o meu objetivo número um, mas parece que passamos por um bom desvio até chegarmos aqui. — Shera levantou a cabeça e enxugou as lágrimas. 
— … Isso certamente se tornou em algo inimaginável. Agora, será que poderia nos dar uma explicar apropriada?
A verdade é... bem, não que eu estivesse tentando esconder algo, sabe?  Foi só que eu realmente não sei por onde deveria começar.
— … Não se preocupe Shera, já estou totalmente ciente de que sua memória, julgamento e capacidade de explicação são inferiores aos de um rato.
— TÃO CRUEL!?
Rem deu um suspiro e decidiu fazer uma sugestão.
— ... Por que não colocamos as coisas em ordem primeiro? A alma do Rei Demônio Krebskrum foi selada dentro de mim e através de uma cerimônia, a maior parte saiu. Isto é, algo que tanto Diablo quanto Shera conhecem. 
Confirmando isso, eles assentiram. No entanto, o fato de Krum, que se transformou em uma garotinha obcecada por biscoitos, vivendo alegremente em Faltra, foi mantido em segredo para a Rainha e Rafleisha. A razão disso foi para evitar que eles perdessem seu estilo de vida atual, caso essa informação chegasse ao Rei de Lifelia. 
— Uma pequena parte do Rei Demônio ainda estava dentro de mim… e havia a possibilidade que a liberação desses restos pudesse provocar uma calamidade. Nesse mesmo período, recebemos uma carta de Celes dizendo que, “ A Cerimônia que poderia resolver o problema foi transmitida entre os Elfos Negros.
— Como eu estava de cama nesse tempo, não sei exatamente como foi isso. 
— …… Não há necessidade em entrar nos detalhes mais sutis, mas de qualquer forma, nós visitamos a vila dos Elfos Negros... e através da Cerimônia de Rafleisha-sama, finalmente retiramos a alma do Rei Demônio de dentro de mim! — Rem reforçou o tom dela.
Isso era algo extremamente importante para ela. Rem colocou a mão em uma bolsa na cintura e o [Cristal Divino] que selou a alma do Rei Demônio estava lá. 
— ... No entanto, a promessa que Shera fez para poder me ajudar, acabou nos trazendo a uma situação complicada. Agora, precisamos sumarizar essa parte.
— Ter os Elfos e os Elfos Negros se dando bem é uma coisa boa!
— ... Não vou negar isso, mas fique quieta por enquanto. Há algo conhecido como ordem de fala, então espero que respeite isso. Primeiro, o objetivo de Shera era voltar para casa. Mesmo que ela tenha fugido de casa, por causa da morte de seu pai, ela não poderia deixar a mãe sozinha.
— Sim, é o que qualquer pessoa faria.
— ... Não tendo absolutamente nenhuma relação com isso, você fez uma promessa com os Elfos Negros. Nela, você barganhou sua própria vida em nome de Deus declarando que “concederia uma parte do Reino de Greenwood aos Elfos Negros.”
— Isso foi para que Elfos e Elfos Negros pudessem viver em harmonia outra vez.
— Como há pessoas com opiniões divergentes, será difícil para todos aceitarem de imediato, mas acredito aqueles que se mudarem para a floresta, serão gratos de coração. — Rafleisha, que estava ouvindo no lado, assentiu. 
— Viu só! — Shera soltou um sorriso alegre. 
— Hmmm... Então a grande compensação de conceder parte de um território, o objetivo era mediar o relacionamento entre as duas raças.
Para começar, a razão para a discórdia deles foi o Rei de Lifelia de três gerações atrás. Despachando uma unidade militar chamada "Exército Sagrado", eles trataram os Elfos Negros como Adoradores do Rei Demônio e os atacaram.
Tudo indicava que a Cerimônia capaz de desfazer o selo do Rei Demônio, que havia sido passada a eles pelo próprio Deus, foi a razão. Foi um ato tolo que foi difícil de perdoar, mas já era uma história do passado e não era como se pudessem fazer algo agora.
Na época desse ataque, todos acreditaram que o Rei dos Elfos os havia abandonado, mas ... Na verdade, o Rei foi feito de refém e deixando apenas a opção de obedecer ao Exército Sagrado. Estas eram as palavras da rainha, e eles não sabiam a verdade, entretanto, Rafleisha decidiu acreditar nela. 
— ... Acredito que isso é uma coisa muito boa... Nas terras do oeste, um novo Rei Demônio finalmente despertou e as pessoas das raças certamente serão incapazes de evitar uma batalha difícil novamente. É necessário unir nossas forças agora e para isso, precisamos reconciliar Elfos e Elfos Negros. — Rem falou seus pensamentos. 
— Sim, sim! — Shera assentiu.
— Também estou de acordo. — Rafleisha também deu sua aprovação.

— ...... No entanto, sem um rei, a transferência de território não poderá acontecer. Muitas tradições antigas permanecem no Reino de Greenwood e esta é uma delas… Não, o mesmo acontece com todas as raças. Para a demarcação do território mudar no momento em que há a ausência de um líder, seria difícil para a população concordar com isso.
Se a terra disponível diminuísse, as condições de vida se tornaria mais difíceis e proteger as vidas dos cidadãos é dever de um Rei.
— Mesmo no lado dos Elfos, certamente há alguns que carregam ressentimento contra nós.Rafleisha ficou de olhar baixo.

— … Vamos deixar essa parte de lado por enquanto. Em qualquer caso, o Reino de Greenwood precisa de um rei e então, de acordo com a história da Rainha, a razão disso é a floresta... Na promessa feita a Deus nos tempos antigos, foi dito que a existência de um rei era essencial. 
— Kaa-san disse que, “já que é um país de Elfos, o rei precisava ser um também, ou então a população não aceitaria”, isso foi tudo que ela disse. — Shera inflou as bochechas de raiva. 
— ... Isso é apenas natural.
— Ueeeh!? De jeito nenhum!
— Isso é natural, não é. — Até mesmo Diablo sentiu que a visão da rainha estava certa
— Sim. — Confirmou Rafleisha.
— ... O problema que temos, embora haja a promessa de concessão de território e várias razões para o bem estar da floresta, no final, há apenas uma …… isso é,“ Shera precisa se casar com um Elfo e, a esse ritmo, seu parceiro acabará sendo o homem chamado Durango.”— Rem fez seu resumo.
— Auawaah! — Shera gritou com uma voz estranha. 
— Você não quer? Ele parece ser um excelente Elfo. Bem, embora pela sua aparência, esteja mais para um Orc.
— Uuugh ...... Não é realmente uma questão do que penso sobre o Durango-san... É porque há outra pela qual eu sinto que gostaria de ficar ao lado pela vida toda.
— ...Você quer dizer... o Diablo, não é?
— S-sim...
Ela timidamente olhou para ele. Diablo sentiu como se estivesse à beira de corar na frente dela, mas usando sua força de vontade, conseguiu evitar isso. Recordando de suas experiências sombrias do passado, seu coração se negava a cometer o "mal-entendido" de achar que alguém se apaixonaria por ele. Isso jamais iria acontecer novamente.
Já que é de Shera que estamos falando, ela provavelmente está pensando nisso de uma maneira infantil de “querer estar ao lado dele em uma aventura”. Não é o sentimento de amor entre um homem e uma mulher. 

Se ele tentasse progredir em seu relacionamento, não havia dúvidas de que ela iria responder, “Não era bem assim”. Shera possui o corpo de uma mulher, mas sua mente não diferia da de uma criança.

Se você gostou deste capítulo, CLIQUE AQUI, solucione o Captcha e aguarde

por 5 segundos, assim estará apoiando a Anime X Novel!





Share on Google+

Faça uma busca aqui por mais Novels e Mangás em nossos Sites Parceiros!

You Might Also Like

Comment Now

0 comentários