Isekai Maou Lightnovel 7-4-5

Posted



Tentando Voltar Para Casa
Parte 5


A lua estava brilhando no céu—
Após a noite cair, Rem e as outras finalmente chegaram. Ela estava de ombros baixos, Rose não tinha qualquer expressão como sempre, mas seu uniforme estava ainda mais esfarrapado. Quanto a Rafleisha, mantinha a compostura, no entanto ela agora estava cercada por Elfos apontando arcos em direção a ela.
Shera apressadamente correu até ela e espalhou seus braços como se tentando protege-la dos demais ELfos.
— O que acham que estão fazendo!?
— Shera-sama isos é perigoso! Essa pessoa é um Elfo Negro!
— Ela é uma Elfa! Ela é uma companheira!
— Você disse COMPANEHIRA!?
Os soldados começaram um tumulto e ouvindo a confusão, a Rainha veio imediatamente.
— Um dos companheiros de Shera é um Elfo Negro?
— Boa noite, já tem sido algum tempo. — Rafleisha cortesmente curvou-se.
— Você é...! Rafleisha S.Orangewood... por que está aqui? — A voz da Rainha oscilou um pouco.
Eles já esperavam algo assim, mas a situação era nada favorável. Talvez porque já estivesse mentalmente preparada, Rafleisha não parecia abalada por isso.
— Hohoho... Então você ainda está ciente da situação? Sua filha está colocando a vida em risco por uma promessa... seria bom que isso fosse esclarecido.
Ela estava certa, possivelmente sua atitude composta se dava ao trunfo absoluto que ela possuía.
— Shera, há algo que preciso conversar com você. — A expressão da Rainha tornou-se mais nebulosa.
— Tá...
Em seguida, ela deu uma ordem aos Soldados.
— Tratem Rafleisha-san como uma convidada e mostrem a ela uma hospitalidade cortês. Não tolerarei qualquer descuido. 
Como esperado de alguém que tem atuado como uma soberana por um longo tempo, ela sabia como intimidar as pessoas. Os Soldados bateram continência enquanto a Rainha levava Shera. Diablo gostaria de acompanha-las, mas ele temia ser friamente recusado.
Isso o incomodava um pouco... no entanto, não era sua intenção causar um mal estar com os Elfos, então manteve-se sob controle. Eles sabiam da força de Diablo, então provavelmente não tentariam forçar Shera a obedecê-los.
Depois disso—
Eles foram guiados até uma construção onde poderiam se alojar. Ela não ficava na grande árvore, se tratando de uma estrutura de tijolos que se encontrava ao nível do solo. Este lugar havia sido construído a partir do estilo arquitetônico do Reino de Lifélia, assim poderiam acomodar convidados de outras Raças que vissem fazer uma visita a Greenwood.
Sendo este um país localizado em uma densa floresta, não havia candelabros que usassem fogo para iluminar, mas sim, pedras preciosas que emitiam luz haviam sido anexadas ao teto. O cumprimento da sala não era muito diferente do que se poderia encontrar em uma hospedaria e havia apenas dois quartos separados, como se um pertencesse ao mestre enquanto o outro aos servos.
— Hmph... para uma habitação diplomática, este quarto parece bastante pequeno. — Diablo sentou-se no sofá da sala.
Embora comparada ao quarto dele em seu próprio mundo, este lugar era muito mais espaçoso.
— ... Isso provavelmente mostra quão raro são visitantes aqui.
Dizendo isso, Rem sentou-se no sofá a frente dele e imediatamente desabou para o lado, dando um longo suspiro. Como Aventureira experiente e membro da Raça Panteriana, ela tinha mais resistência física que os outros, sendo bastante raro vê-la exausta assim.
— Parece que vocês ficaram completamente perdidos na floresta, não é mesmo?
— Mil perdões, Mestre. Para não ser útil em um momento crucial como este... Rose não passa de um monte de ferro velho. Livre-se dela da forma que quiser! — Rose abaixou a cabeça profundamente para Diablo.
— Não sinto qualquer insatisfação, apenas quero saber os detalhes do que aconteceu.
No lugar de Rem, que iria caír no sono a qualquer momento, e Rose, que estava de cabeça baixa envergonhada, Rafleisha respondeu a sua pergunta.
— Quando o estávamos seguindo, Diablo-dono, pedras começaram a caír do céu.
— Isto foi causado pela minha magia.
Ele se lembrou de quando usou o [Desabar dos Céus] para encurralar o Napper.
— ... Então, pensando que a Shera estaria lá, nos apressamos para até o local, mas a floresta havia sido destruída. — Murmurando enquanto ainda deitada, Rem acrescentou isso.
— Fumu.
Diablo estava agindo de acordo com a sua interpretação de Rei Demônio, no entanto... em sua mente, ele havia percebido que a culpa era toda sua. Depois de ter salvo Shera, afim de obter a localização de onde estavam, assim como encontrar-se com Rem e as outras, ele havia decidido se mover de onde estava. Ao ouvir a história delas, percebeu que, já que havia usado uma magia tão chamativa, se tivessem ficado parados, teriam conseguido se encontrar com as outras.
Tendo passado muitos anos como um jogador solo, essa mentalidade havia enraizado profundamente nele e mesmo agora, Diablo ainda era inexperiente em trabalho de equipe. Colocando isso em poucas palavras, ele havia “Ferrado com tudo”, no entanto, como um Rei Demônio era necessário perseverar em sua dignidade.
— Ah... Isso foi... Sim, Rafleisha, como ela havia dito que conhecia o caminho, pensei que mesmo se separados, poderíamos nos reagrupar em Greenwood.
— Só para você saber, eu conheço o caminho, ouviu? Mas como a floresta havia sido arruinada... os pontos de referência também foram.
— Pontos de referência?
— Existem árvores que apenas os Elfos são capazes de distinguir das demais.
Então mesmo sabendo o caminho, já que a rota havia sido destruída, não era de se admirar que haviam se perdido.
— ... Enquanto procurávamos pelo caminho na floresta, um grupo de Elfos apareceu e como eles nos atacaram imediatamente depois de verem a Rafleisha, persuadi-los tomou bastante tempo. — Rem acrescentou essas palavras.
— O Mestre havia ordenado Rose a evitar de matar os membros das Raças.
Então essa era a razão por trás do cansaço de Rem e o terrível estado do uniforme de Rose.
— Umu, a decisão de vocês foi apropriada. Este lugar é terra natal da Shera e agora é um momento delicado. Não há problema em lhes mostrar a nossa força, mas seria problemático se isso tivesse terminado em morte.
— Rose tem uma sugestão. A situação não seria rapidamente resolvida se o Mestre demonstrasse o seu grande poder a eles novamente e forçasse os Elfos a obediência? Se Rose fosse ordenada, mesmo ela seria capaz de subjuga-los sozinha.
NÃO DIGA UMA ASNEIRA DESSAS!
— Hmph... mas que grande tolice. Qual seria a diversão de demonstrar o meu poder em uma região remota como essa? Você ousa me ordenar passar por tamanho aborrecimento?
— MI-MIL PORDÕES MESTRE! — Rose baixou a cabeça novamente e recolheu-se para próximo da parede.
— Hohoho... é verdade, estar acima dos outros é um grande aborrecimento. — Rafleisha sourriu amargamente.
Subitamente uma curiosidade despertou dentro de si e então ele tentou pergunta-la sobre algo que não estava descrito nas configurações de Cross Reverie.
— Existe uma linha sucessória mesmo entre os Elfos Negros?
— Sim, ela existe, mas eu... sou apenas alguém que deveria ter se casado com o filho do antigo patriarca, a minha linhagem não é assim tão importante.
— “Deveria”?
— Essa é uma história de quando eu ainda era uma criança, mas, sim, eu já tinha um noivo com quem me casaria no futuro.
— Fumu. Então, o que aconteceu a ele?
Diablo não percebeu que o rosto sorridente de Rafleisha era apenas uma máscara, mas Rem percebeu a severidade da situação e imediatamente ficou de pé.
— ... !?
— Hohoho... O meu noivo foi... assassinado pelo Exército Sagrado. Mesmo que ele fosse apenas uma criança na época?
Como esperado, mesmo Diablo ficou sem palavras.
— ... Você estaria tramando uma vingança contra os Elfos? — Rem encarou Rafleisha com olhos frios.
— Certamente que não! Eu jamais faria algo tão odioso!
— ... Se esse for mesmo caso tudo bem, mas... o Exército Sagrado faz parte das forças armadas do Reino de Lifélia. Posso não saber o que aconteceu naquele tempo, mas penso que é irracional culpar os Elfos pelo acontecido.
— Irracional!?
— ... Com a força de elite do Reino de Lifélia como oponente, os Elfos provavelmente não tinha como se opor a eles. Não era como se tivessem traído os Elfos Negros, mas sim que eles não tinham como se opor.

Rafleisha mergulhou em silencia e, após algum tempo, deu exalou um suspiro.
— Eu entendo. Embora seria uma mentira se dissesse que não tenho rancor, mas agora que estou em uma posição onde muitas vidas dependem de mim... arruinar essa oportunidade única de garantir um futuro brilhante onde a coexistência é possível, seria impensável.
— É assim, então.
— Ter vindo a essa floresta depois de tanto tempo me fez lembrar de inúmeras coisas... mesmo aquelas que não precisam ser ditas... Quão embaraçoso de minha parte. Por favor, perdoem-me por isso.
Rafleisha retomou sua habitual expressão gentil e, por hora, parecia que o assunto havia sido resolvido. Exatamente quando ele começou a pensar que estava sentindo fome, o sino na entrada começou a tocar.
— ... Já que estamos no país dos Elfos não tenho muitas expectativas, mas eu gostaria de ter alguma carne além de frutas para comer. — Disse Rem enquanto escovava seu cabelo com as mãos.
Não era como se a possibilidade que armas fossem apontadas para eles fosse inexistente, mas ficar em guarda o tempo inteiro era uma demonstração de medo que não combinava com um Rei Demônio. Diablo então permaneceu sentado majestosamente, enquanto Rose foi até a porta para receber os visitantes. Entrando na sala, um Elfo vestindo trajes de mordomo cortesmente curvou-se a eles.
— Perdoem minha intromissão. A Rainha convida a todos para juntarem-se a ela em um banquete.
... Então ela preparou o local para as negociações. — Os ombros de Rem tremeram.
— Ara, ara, ser convidada para um banquete com a Rainha dos Elfos, estou ficando bastante ansiosa. — Rafleisha não perdeu sua atitude composta.

— Kukuku... Muito bem, já que fui convidado, por que não iria? Sintam-se honrados por isso! — Diablo tremulou sua capa ao se levantar para fazer essa declaração.

Se você gostou deste capítulo, CLIQUE AQUI, solucione o Captcha e aguarde

por 5 segundos, assim estará apoiando a Anime X Novel!





Share on Google+

Faça uma busca aqui por mais Novels e Mangás em nossos Sites Parceiros!

You Might Also Like

Comment Now

0 comentários